quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

Para "ter" aliados na eleição da Câmara, Paulo Vitor investe pesado: Mansão, lancha e reajustes a vereadores são "mimos" prometidos

A eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de São Luís que, será realizada ainda nesse primeiro semestre (provavelmente dia 1º de Abril), já é uma das mais caras em toda a história da sua realização. O grupo liderado pelo vereador Paulo Vitor (PCdoB), que já até comemorou a vitória, vem investindo milhões para garantir o pódio e, por conta desses investimentos desenfreados, o Vereador Paulo Vitor pode descer ladeira abaixo.

Lancha, mansão e valores incalculáveis já fizeram parte das negociações. O blog já conseguiu inclusive, provas publicadas em cartilhas que contém promessas exorbitantes de aumento salarial aos vereadores aliados ou não. O grupo do vereador Paulo Vitor está tão confiante da vitória por conta das promessas e investimentos incalculáveis que, na abertura dos trabalhos no começo desse mês, aprontaram uma das maiores faltas de respeito com toda a população ludovicense. Enquanto adversários e não inimigos deputados; Governador Flávio Dino, o vice-governador Brandão e o senador Weverton, davam um show de elegância, cidadania e respeito na abertura dos trabalhos na Assembleia legislativa, um grupo de dezoito vereadores liderado pelo vereador Paulo Vitor (candidato à presidência daquela casa do povo) tomavam café da manhã, deixando a solenidade de abertura dos trabalhos na câmara municipal de São Luís triste e melancólica.

Felizmente já é de conhecimento das autoridades competentes a forma desrespeitosa como vem sendo conduzida essa eleição para presidência daquela casa, com investimentos incompatível com o poder financeiro declarado por cada membro do grupo à receita federal que, por conta desse descompasso, o grupo pode estar descendo a ladeira.

O portal tomou conhecimento que, mesmo presentes no determinado café, na ocasião, alguns vereadores não concordaram com a atitude do fato covarde, vergonhoso e repugnante, mas como já estavam calçados, tiveram que aderir ao “boicote” e permaneceram aos comandos do cacique Paulo Vitor. O pré-candidato ao governo Brandão achou deselegante a atitude do bloco, e desde então está com o pé atrás com o candidato à presidência da casa, vereador Paulo Vitor.

Vereador, é dessa forma que vossa excelência quer presidir a casa do povo, pisando e cuspindo no seu próprio local de trabalho? Que tanto amor é esse com a casa do povo que vossa excelência está fazendo de tudo para ser o número um daquela casa? Vossa excelência era para se fazer presente na abertura dos trabalhos e mostrar em solenidade todo o amor, respeito e dedicação pelo nosso parlamento municipal. Vossa excelência tinha por obrigação de enviar com gestos que estava preparado para presidir aquele tão importante parlamento. Desculpe-me vereador, mas vossa excelência não é digno de presidir e nem de ocupar uma cadeira em nossa casa.

Fonte: Blog Passagem Franca em Foco 

Nenhum comentário:

Postar um comentário