segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

Roberto Rocha também cobra Flávio Dino por situação em Coroatá


Não foi apenas o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, que está incomodado com a situação da interdição de uma ponte em Coroatá sobre o Rio Itapecuru (reveja). O senador Roberto Rocha, através das redes sociais, também abordou o assunto.

O senador maranhense lembrou que o problema já perdura três meses sem nenhuma solução do Governo Flávio Dino. Roberto Rocha disse que já tentou ajuda junto ao Governo Federal, mas a responsabilidade seria estadual e questionou o que o governador teria contra a população de Coroatá?

“Qual a bronca de Flávio Dino com o povo de Coroatá? Não consigo entender tanto descaso e indiferença com aquele povo. A ponte na cidade sobre o Rio Itapecuru é do governo do estado, e está interditada há mais de 3 meses. Já tentei ajudar pelo governo federal, mas lá é do estado”, escreveu Roberto Rocha.


O Blog recebeu ainda a informação que o secretário de Infraestrutura do Governo Dino, Clayton Noleto, é um dos pré-candidatos a deputado federal que pretende ser votado em Coroatá, inclusive esse poderia ser o entrave para solucionar o problema da interdição da ponte.

Aliados do prefeito de Coroatá, Luis da Amovelar Filho, afirmam que o Clayton Noleto estaria sendo apoiado pelo segundo colocado na eleição municipal, Edimar Franco, opositor da atual gestão municipal. Para alguns a não solução do impasse teria o objetivo de gerar desgaste ao prefeito da cidade.

Teoria da conspiração ou não, o que não pode é a população de Coroatá ficar abandonada pelo Governo Flávio Dino diante de um grave problema e que já perdura três meses.

Sendo assim, o questionamento do senador Roberto Rocha acaba sendo pertinente: “Qual a bronca de Flávio Dino com o povo de Coroatá?”.

Fonte: Blog do Jorge Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário