terça-feira, 7 de setembro de 2021

Prefeitura de São Luís comemora Dia Municipal do Tambor de Crioula e revalidação da manifestação como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil


Dezenas de grupos de Tambor de Crioula se reuniram, na noite desta segunda-feira (6), na Praça das Mercês, no Desterro, em comemoração à data que homenageia a manifestação de matriz afro-brasileira e, também, à revalidação do título de Patrimônio Imaterial Brasileiro. O evento, organizado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph) e Secretaria Municipal de Cultura (Secult), foi prestigiado pelo prefeito Eduardo Braide e autoridades. 

“O tambor de crioula é nosso, mas também é do Brasil e do mundo. Na data de hoje comemoramos não só essa manifestação tão bela e tão única, mas comemoramos, também, a revalidação, por mais 10 anos, do título de Patrimônio Imaterial Brasileiro, que foi concedido para que tenhamos essa nossa manifestação cultural sempre lembrada e amada por todos. É, sem dúvidas, um momento importante para a nossa cidade, que possui muitos grupos que trabalham desde a confecção dos tambores para manter essa tradição viva”, destacou o prefeito Eduardo Braide, acompanhado da primeira-dama, Graziela Braide e, também, da vice-prefeita, Esmênia Miranda. 


Trazido para o Maranhão por escravizados de diversas regiões africanas nos séculos 18 e 19, como divertimento dos povos e forma de louvor e culto a São Benedito, dentre outras entidades de matriz africana, o Tambor de Crioula é uma das manifestações culturais mais características do estado, tanto que na capital maranhense, desde 2004, o dia 6 de setembro é tido, por lei, como o Dia Municipal do Tambor de Crioula.

O evento em celebração à data que homenageia os grupos dançantes de São Luís também serviu para comemorar a revalidação do título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil e para reunir vários grupos de Tambor de Crioula da capital maranhense, que tem recebido apoio do Município para continuar encantando à população e contribuindo para a história cultural de todo o Maranhão. 


“O tambor de crioula é uma manifestação cultural muito importante para a identidade do povo ludovicense e maranhense. Este ano, estamos tendo a oportunidade de realizar uma celebração dupla, tanto da data de comemoração instituída por lei, quanto pela revalidação do título deste bem como patrimônio imaterial do Brasil. O tambor é festa, ele toca para a gente festejar. E a ideia principal desta celebração foi reunir todos em uma grande roda, irmanando a todos”, destacou a presidente da FUMPH, Kátia Bogéa. 

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe, o momento de reunião dos grupos em comemoração ao Dia Municipal do Tambor de Crioula e da revalidação da manifestação como patrimônio nacional teve por objetivo, ainda, a legitimação do título que conquistou por mais 10 anos. “Fazer esse grande guarnicê do tambor de crioula é uma forma de legitimar o tambor como patrimônio cultural do Brasil, além de mostrar a relevância dele no contexto cultural e folclórico da nossa cidade, estado e país”, disse. 


Prestigiaram o evento juntamente com o prefeito Eduardo Braide, o deputado estadual Roberto Costa (MDB) e o vereador Beto Castro (Avante), além dos secretários municipais da Pessoa com Deficiência (Semeped), Carlivan Braga; de Administração (Semad), Diego Rodrigues; de Informação e Tecnologia (Semit), Felipe Falcão; de Articulação e Desenvolvimento Metropolitano (Sadem), André Campos; da Criança e Assistência Social (Semcas), Rosângela Bertoldo; de Turismo (Setur), Saulo Santos; assim como os secretários-adjunto de Turismo, Sabrina Martins e de Desporto e Lazer (Semdel), Arnaldo Murad.

Reunião de brincantes


O evento promovido pela Prefeitura de São Luís foi uma oportunidade para reunir os brincantes de Tambor de Crioula em comemoração à revalidação do título de Patrimônio Imaterial do Brasil. A ocasião, entoada por tambores produzidos artesanalmente e com todo cuidado pelos tocadores, deixou emocionada a mestra do grupo Alegria de São Benedito, pertencente ao bairro Anjo da Guarda, localizado na região Itaqui-Bacanga. 

“Desde os seis anos de idade eu danço o tambor de crioula. Para mim, essa manifestação é uma herança, pois veio do meu pai e ficou comigo, e então passei para filhos e netos. Eu considero o tambor como um vínculo. Eu sem tambor acho que não sou Martinha. Eu mesma gosto de confeccionar o meu tambor, gosto de dançar, e de participar e de todo o processo até a apresentação”, disse Martinha Cruz dos Santos, de 71 anos. 


Além do grupo de Tambor de Crioula Alegria de São Benedito, outros 30, pelo menos, compareceram ao evento promovido pela Prefeitura de São Luís e animaram os moradores do Desterro, bairro do Centro Histórico, e ludovicenses que prestigiaram o evento, a exemplo da universitária Érica Gomes, de 27 anos. “Muito bonito o tambor de crioula, fico feliz que a gente tenha conquistado essa revalidação. É uma manifestação muito significativa e representativa da nossa cidade, do nosso estado”, pontuou.

 Tambor de Crioula - Patrimônio Imaterial do Brasil

O Tambor de Crioula do Maranhão foi revalidado como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil no último dia 31 de agosto, durante a 97ª reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural. 

Os bens culturais registrados como Patrimônio Cultural passam pelo processo de revalidação a cada 10 anos, de acordo com o estabelecido no Decreto nº 3.551/2000. O objetivo é avaliar a atual situação do bem cultural, verificar mudanças nos sentidos e significados atribuídos ao patrimônio, entre outros aspectos. A revalidação também busca dar subsídio a ações futuras de proteção e valorização. 

“O tambor de crioula do Maranhão está de parabéns. Seus brincantes são responsáveis pela própria salvaguarda, pois eles mesmos buscam se preocupar com a tradição, apesar das transformações que não alteram, de forma nenhuma, na manifestação”, destacou Rafael Gaspar, antropólogo e coordenador da Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, do Iphan no Maranhão, que esteve no evento representando o superintendente do órgão no estado.


Fonte: Prefeitura de São Luís

Nenhum comentário:

Postar um comentário