sábado, 4 de setembro de 2021

Braide inicia Programa Qualifica Produtor voltado para Zona Rural de São Luís


O prefeito Eduardo Braide lançou, nesta sexta-feira (3), no auditório Reis Perdigão, o programa Qualifica Produtor. A ação consiste na execução de um plano de formação continuada que levará capacitação profissional aos produtores da Zona Rural de São Luís. O novo programa fornecerá informações técnicas de produção animal e vegetal, noções de custos na produção, empreendedorismo e responsabilidade social na geração de renda, entre outros.

“Acreditamos no potencial de nossos agricultores que, a partir desse programa, vão mostrar o quanto nossa Zona Rural produz e o quanto ela será responsável pelo fornecimento de alimentos para São Luís e para outras regiões. O nosso propósito é potencializar as competências de cada comunidade para que possam não apenas produzir mais, mas também produzir com qualidade. Entendemos que desta forma, favoreceremos a permanência dos produtores no campo, melhorando a qualidade de vida de suas famílias e também da comunidade como um todo”, destacou o prefeito Eduardo Braide.

O Qualifica Produtor é destinado a agricultores, piscicultores e artesãos envolvidos na produção vegetal, animal e do agronegócio rural das comunidades. O projeto de capacitação foi elaborado a partir de um diagnóstico das cadeias produtivas a serem promovidas e acompanhadas pela Semapa. “Estamos seguindo a orientação do prefeito de São Luís de fomentar, por meio da inserção da ciência e da tecnologia, os processos produtivos para estimular a geração de trabalho e renda”, disse o titular da Semapa, Liviomar Macatrão.

Coordenado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), o Qualifica Produtor tem como parceiros o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/Maranhão), Banco do Nordeste e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).


Formação – A capacitação terá duração de 40 horas com turmas de 15 a 25 participantes, respeitando as medidas de combate à Covid-19. No total, serão capacitados 600 participantes. Entre as ações temáticas estão seminários e oficinas em piscicultura, horticultura, apicultura, avicultura, ovinocaprinocultura, bovinocultura, suinocultura, mandiocultura, fruticultura e floricultura, entre outras.

As atividades promovidas serão de curta duração, para que os participantes possam adquirir conhecimentos práticos relativos à organização produtiva, social, econômica, desenvolvimento rural e políticas públicas e produção para oferta aos mercados consumidores. A iniciativa também vai estimular o associativismo e o empreendedorismo, promover a sustentabilidade e as iniciativas de responsabilidade social.

Parcerias – Para garantir a viabilidade do projeto, foi assinado um acordo com o Senar/Maranhão, que ficará encarregado pela capacitação profissional e treinamentos para os produtores. “Com conhecimento técnico, os produtores de São Luís poderão produzir muito mais, abastecer o mercado local e ainda exportar parte da produção, gerando renda para toda a cadeia”, pontuou o superintendente do Senar, Luiz Figueiredo.

Fonte: Blog do Jorge Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário