quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Em protesto ao fechamento do Projeto Viva Bem Mais da Vila Luizão, vereador Marquinhos reúne comunidade em frente à prefeitura

Na manhã de terça-feira (11), moradores da região Turú, Divinéia e Vila Luizão fizeram uma das maiores manifestações dos últimos tempos em frente ao Palácio La Ravardiere contra a gestão do prefeito Eduardo Braide (Podemos). Ato teve o intuito de cobrar o retorno dos atendimentos de saúde no Projeto Viva Bem Mais.

O Projeto Viva Bem Mais se manteve 8 meses atendendo a população sem nenhum tipo de repasse do poder executivo municipal. O último pagamento realizado foi ainda na gestão de Edivaldo Holanda Júnior que assinou um convênio de R$ 1,9 milhão relativo a 3 meses de serviços. E sem a renovação por parte da secretaria municipal de saúde através do Dr. Joel Nunes e de Eduardo Braide, não existe condições de manter a estrutura funcionando.

São realizados no Núcleo de Saúde todos os meses, mais de 5 mil atendimentos em 16 especialidades, e emprega 47 profissionais. Não é difícil imaginar como está a situação da população dependente dessa importante entidade, e que fornece um serviço essencial para a comunidade.

“Aqui todos precisamos dessas consultas e dos atendimentos dos médicos, isso que o prefeito está fazendo com a gente é covardia, estamos cansados de pagar tantos impostos e um serviço básico como esse, ser tirado de nós sem nenhum remorso!” disse João Santos, um dos manifestantes.

Esse é o primeiro baque que Eduardo Braide tem desde que tomou posse em 1º de janeiro desse ano. Centenas de pessoas, entre elas, mulheres, idosos, deficientes físicos e cadeirantes, carregavam faixas e soltavam gritos de protesto. Até um caixão com a foto de Braide foi usado para simbolizar o iminente enterro do Projeto Viva Bem Mais.

Os manifestantes destacaram uma das principais promessas de campanha de Braide, de que a saúde seria prioridade, e podemos verificar que não passou de um mero engodo, inclusive pela escolha do secretário de saúde Joel Nunes, um jovem médico com pretensões políticas, foi candidato a vereador porém não foi eleito, percebemos em suas entrevistas que nem ao menos sabe falar, e agora temos certeza que também não sabe fazer pela saúde. Então porque um médico que o povo não quis como vereador, iria ser aceito como secretário de saúde?!

O vereador Marquinhos também esteve na manifestação. Ele que é um árduo defensor da população ludovicense, o qual fez duras críticas e teve apoio de outros parlamentares na Câmara Municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário