quinta-feira, 1 de julho de 2021

Fórum Maranhense de Mulheres repudia reintegração de policial, à corporação da PM, acusado de matar a mulher e o amante

O Fórum Maranhense de Mulheres lançou nota pública em que manifesta repúdio à decisão judicial em favor do militar Carlos Eduardo Nunes Pereira, que é acusado de cometer feminicídio contra sua ex-mulher, Bruna Lícia Fonseca Pereira, e assassinar a tiros o jovem José William dos Santos.

Segundo a nota da entidade, a decisão judicial, que reintegra à Polícia Militar do Maranhão (PMMA) o acusado, foi proferida pelo juiz Nelson Melo de Moraes Rêgo, que surpreendentemente já foi titular da Vara Especial de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, o que denota a contradição do Tribunal de Justiça no ato judicial determinado pelo magistrado.

"Ao tomar tal decisão o Tribunal de Justiça do Maranhão desconsidera princípios da legalidade e a luta dos movimentos de mulheres para a punição de agressores e feminicidas, além de colocar em risco toda população, ao reintegrar um servidor público que já demonstrou total desequilíbrio, ao assassinar duas pessoas".

Segue abaixo a íntegra da Nota de Repúdio


Por Mario Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário