sexta-feira, 14 de maio de 2021

Secretário de Indústria e comércio, Simplício Araújo reúne com Flávio Dino e assume pré-candidatura ao governo

Secretário de Indústria e Comércio – que também é presidente do Solidariedade – não acredita que apenas a força do Palácio dos Leões ou a classe política determinarão quem será o próximo eleito no Maranhão; para ele, o escolhido virá da força popular que tiver

Na última segunda-feira, 10, o presidente do Solidariedade no Maranhão e Secretário de Estado de Industria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, teve uma longa reunião com o governador Flávio Dino (PCdoB) sobre diversos temas relacionados a Pandemia, desenvolvimento do Estado e também sobre política.

No tópico da política, Simplício Araújo colocou ao governador Flavio Dino que acredita que não é dinheiro, nem apenas a classe política ou a força do Palácio dos Leões que determinará quem será o próximo governador do Maranhão, a principal força é a força do povo maranhense que neste momento está mais preocupada é com a grave situação sanitária e econômica em decorrência da crise da Codid-19.

– Em 2014 Tínhamos muita dificuldade com recursos, tínhamos 204 prefeitos contra e também o palácio e ganhamos a eleição por que o povo do Maranhão queria Flávio Dino governador. É claro que toda campanha precisa de recursos, a classe política é importante e a força do governo também, mas se o povo não aprovar o candidato, de nada adianta esses grandes esforços – disse Simplício Araújo.

Simplício buscou a opinião do governador sobre a sua pré-candidatura e ouviu de Flávio Dino que “uma vez que o quadro está ainda muito imprevisível e que você tem feito um belo trabalho em prol do nosso governo e do estado do Maranhão, é importante sim que o partido busque alcançar apoio popular com sua candidatura”.

Simplício Araújo deixou claro ao governador que é uma pessoa leal e de grupo, que vai acatar todas as regras para escolha do nome do seu sucessor e trabalhar incansavelmente para que o grupo esteja unido e coeso em 2022 para buscar continuar o trabalho que está sendo feito até aqui.

– O povo não está preocupado ainda com a eleição, está preocupado é com a fome, com a economia e principalmente com a pandemia> Eu tenho as mesmas preocupações e a maior de todas é como vamos reconstruir o país e o estado no pós-pandemia, isso vai precisar de gente com muita capacidade para gerar empregos, renda e principalmente o crescimento do nosso estado. Não pode ser uma discussão apenas política, eu sonho com um estado onde possamos unir fortemente o setor público e o setor privado para isso – disse Simplício Araújo.

Da assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário