quarta-feira, 27 de abril de 2022

Senado aprova requerimento para ouvir Weintraub sobre possíveis irregularidades no MEC

Depoimento à Comissão de Educação sobre as supostas irregularidades na pasta ainda será marcado

A Comissão de Educação (CE) do Senado aprovou, nesta quarta (27), um requerimento de tomada de depoimento do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub sobre supostas irregularidades no MEC.

A data da audiência ainda será combinada com o ex-ministro. Em nota enviada à CNN, a defesa de Weintraub disse que o ex-ministro responderá “quando receber algum aviso oficial”.

“Até agora não recebeu nada. Além disso, ele está nos Estados Unidos e não sabem como farão para ouvi-lo lá”, acrescenta o comunicado.

No pedido de depoimento, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) solicita esclarecimentos sobre uma suposta determinação do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), para que a pasta e o FNDE ficassem sob a tutela de gestores ligados a partidos aliados.

À CNN, o ex-ministro da Educação afirmou ter recebido uma ordem direta de Jair Bolsonaro para que “entregasse” o comando do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o “Centrão”, bloco parlamentar que reúne o atual partido do Chefe do Executivo Federal e a sigla do Ministro-Chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP).

A determinação teria ocorrido ainda em março de 2020, mas foi concretizada em junho. No dia 1º daquele mês, foi publicada a nomeação de Marcelo Lopes da Ponte como presidente do FNDE. Ele havia sido chefe de gabinete de Ciro Nogueira e, na semana passada, foi questionado no Congresso Nacional sobre suspeitas de sobrepreço e irregularidades em repasses do fundo para prefeituras.

Weintraub alegou também que tentou adiar o cumprimento da ordem e que, antes disso, tomou medidas para, segundo ele, aumentar a governança do FNDE. O ex-ministro queria que o órgão ficasse submetido não só à sua pasta, mas também à Casa Civil e à Economia, mas afirmou que o então titular da Casa Civil, Walter Braga Netto, não concordou com a medida

Na entrevista, Weintraub disse também ter entregado à Polícia Federal e ao Ministério Público uma série de documentos que podem comprovar ou revelar indícios de irregularidades na Educação. A comissão do Senado também aprovou requerimento para ter acesso a essa documentação.

Fonte: CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário