terça-feira, 15 de março de 2022

Médicos marajás fazem a festa com dinheiro público do município de Passagem Franca.

Dois médicos lotados na prefeitura do município de Passagem Franca juntos, faturam em menos de um ano  mais de R$ 1.000,000,00 (um milhão de reais). Parte da denúncia foi publicada pelo portal PASSAGEM FRANCA VERDADE noticiando que a médica Andressa Brito -filha da presidente da câmara de vereadores do município de Passagem Franca- a Doutora recém formada esteve de férias na cidade em 2021 e faturou uma determinada quantia relevante dos cofres públicos do município de Passagem Franca.


A Doutora, que passou exatamente trinta dias de férias, faturou na secretaria de saúde do município de Passagem Franca R$ 124.000,00 (cento e vinte quatro mil reais). De acordo com dados do TCE  a mesma médica,  mesmo fora do município, recebeu do mês de agosto a novembro de 2021, R$ 32.656,30 (trinta e dois mil seiscentos e cinquenta e seis reais e trinta centavos) mensais, sendo que ela no mesmo período estava prestando serviços para o município de Santana do Maranhão a 500 km da cidade de Passagem Franca.

O caso já está sendo investigado pelo ministério público.  Como se o escândalo já não fosse o suficiente para abalar toda a população do município e autoridades competentes, o blog recebeu uma denúncia com dados do TCE que o médico psiquiatra, Dr. Arichristopher -cunhado do prefeito e esposo da atual secretária de cultura, irmã do prefeito- recebeu em 2021 dos cofres públicos valores superfaturados e que não condizem com cargas horárias trabalhadas estabelecidas pela lei 3.999 de 15 de dezembro de 1961 que determina direitos e deveres.

Cálculos (veja os links abaixo) feitos por especialistas incluíram desde adicional noturno, horas extras e outros benefícios, e os valores de 70 a 80 mil reais mensais recebidos pelo medico psiquiatra Dr. Arichristopher ultrapassaram os direitos e não condizem com os deveres. O percentual de ganho indevido é bastante relevante e imoral. Os  cálculos do ganho comparados à carga horária trabalhada, avaliados, foram únicos e exclusivos da prestação de serviços na unidade hospitalar do município de Passagem Franca. Não foi levado em consideração os serviços prestados em sua própria clinica e unidades hospitalares de outros municípios do Piauí, então é humanamente impossível um corpo ocupar o mesmo lugar em um espaço ao mesmo tempo.

Conforme arquivos nos links abaixo os salários ultrapassam os R$ 80,000 ( oitenta mil )., mensais.

Baixe o arquivo com os dados completos nesse LINK

O ministério publico já tomou conhecimento através de denúncia protocolada e já deve está tomando providências para esclarecimento da denúncia. O próprio blog entrou em contado com a assessoria do médico para maiores esclarecimentos,mas até o fechamento da matéria não obteve nenhuma resposta.

Fonte: Blog do César Durans

Nenhum comentário:

Postar um comentário