segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Greve: Pela volta do transporte público, população organiza movimento na área Itaqui Bacanga

Sem mais condições de arcar com as despesas extras dos transportes alternativos, a população ludovicense vai para as ruas nessa segunda e quarta-feira, 01 e 03 de novembro, protestar pela volta do transporte público na capital São Luís. De acordo com a nossa reportagem, esses movimentos estão sendo organizados pela própria população e representantes do 3º setor da capital maranhense.


Aqui na Área Itaqui Bacanga está confirmadíssimo o movimento dessa segunda-feira, 01 de novembro em frente ao hospital Unidade Mista, ao lado da avenida dos Portugueses, a partir das 7 horas da manhã. A nossa reportagem também conversou com a dona Iva Campos, uma das organizadoras do possível protesto de quarta-feira. De acordo com as declarações dos organizadores, o Prefeito Eduardo Braide tem até o final dessa próxima terça-feira, dia 02 de novembro, para dar um parecer favorável à volta dos transportes coletivos até a manhã da quarta-feira, dia 03 de Novembro, caso contrário, o protesto será mantido.

Bem amigos, na verdade essa situação ganhou uma proporção inesperada. Já vamos completar duas semanas sem transporte público na capital São Luís, e o pior é que o prefeito que iria se posicionar nessa quinta-feira, segundo ele com um parecer favorável a toda população, simplesmente sumiu. Contudo, esperamos que esse sumiço seja estratégico para que ele possa então aparecer e falar para toda a população no final da tarde dessa terça-feira de finados.

Abaixo, uma fala do prefeito:

“Eu, Eduardo Braide, eleito pela maioria dos votos democraticamente para ser o prefeito da cidade de São Luís, declaro que está resolvido a questão da falta do transporte público em nossa  cidade. Peço que me desculpem por ter me precipitado em falar que não daria o aumento, contudo esse aumento está incluso em cláusulas contratuais firmado pelo governo anterior, mas garanto a toda população ludovicense que, até o restante desse meu primeiro mandato, nenhum aumento de tarifa de transporte público será autorizado pelo meu governo. Sem mais.”

Do Blog do César Durans

Nenhum comentário:

Postar um comentário