terça-feira, 8 de junho de 2021

Consolidado na base dinista, Weverton alinha com PP, PSD, PTB e MDB

Ao articular com diferentes grupos e correntes políticas, além de ampliar a coligação pela qual vai disputar o Governo do Estado, senador garante também ao próprio Flávio Dino a possibilidade de ter partidos de oposição mais alinhados ao seu projeto senatorial


O projeto de Weverton Rocha já busca diálogo com partidos de outros campos, como o PSD, do deputado federal Edilázio Júnior, com ele neste evento, sábado

O senador Weverton Rocha (PDT) é hoje o pré-candidato mais consolidado dentre todos os nomes já postos à disputa pelo Governo do Estado; no governo e na oposição.

Além de já ter o apoio de seis partidos – PDT, DEM, Cidadania, PSL, Republicanos e PSB – Rocha tem também aliança com prefeitos dos maiores colégios eleitorais, assim como o apoio de gestores de instituições como a Assembleia Legislativa, Câmara Municipal de São Luís e Federação dos Municípios (Famem).

Agora, inicia diálogo com partidos fora do arco do governo Flávio Dino (PCdoB), o que pode garantir não apenas a ele, mas ao próprio governador, apoio ao projeto de 2022.

Weverton já articula com PP, PTB, PSD e MDB.

Do PP, Weverton já tem o apoio do presidente nacional, senador Ciro Nogueira (PI) e do presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira.

Mas precisa ainda acertar os ponteiros com o deputado André Fufuca, que controla o partido no estado.

Agora controlado pela deputada estadual evangélica Mical Damasceno, o PTB está em “namoro” com o bolsonarismo. Weverton seria, portanto, a possibilidade de manter o partido alinhado à base do governo Flávio Dino.

As conversas de Weverton incluem oi PP, que tem no ex-prefeito de Imperatriz, Ildon Marques, uma de suas lideranças regionais

Outro partido mais alinhado ao bolsonarismo é o PSD, controlado no estado pelo deputado federal Edilazio Júnior. Com ele, Weverton vem mantendo diálogo constante, que passa também pelo deputado estadual César Pires, hoje na oposição ao governo Dino, mas com um grupo de prefeitos já fechados com Rocha.

Por fim, outro diálogo importante aberto por Weverton Rocha é com o MDB.

O partido também faz oposição a Dino, mas esteve coligado com o PDT nas eleições de 2020 em vários municípios.

A aproximação do MDB com Weverton garante a Flavio Dino uma postura menos dura do deputado estadual Roberto Costa, hoje a figura mais proativa do partido no Maranhão.

É com base nestes diálogos que Weverton Rocha vai construindo uma consistente base de apoio para as eleições de 2022, ampliando o leque governista para além dos partidos alinhados a Flávio Dino.

Diálogo que pode garantir também ao governador Flavio Dino, no mínimo, uma maior complacência em relação à sua candidatura ao Senado.

É aguardar e conferir…

Por Marco Aurélio D'eça

Nenhum comentário:

Postar um comentário