quarta-feira, 2 de junho de 2021

Após 28 dias internado, médico ortopedista é salvo da Covid-19 por pulmão artificial no HU-UFMA

Profissional de saúde foi o segundo paciente submetido a tratamento com ECMO a se recuperar de infecção grave pelo novo coronavírus no hospital


O médico ortopedista Paulo Victor de Oliveira, de 35 anos, teve alta nessa terça-feira (1°) no Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA) após longos 28 dias internado em estado grave em decorrência da Covid-19. Ele foi transferido de outro hospital de São Luís para tratamento intensivo e especializado, que, ao final, foi bem sucedido.

Ao deixar a unidade de saúde, Paulo Victor foi acompanhado, ao som de música e aplausos, por membros da equipe médica que o assistiu. Na saída, o paciente demonstrou, por meio de um cartaz, sua alegria por ter vencido a doença. E fez um breve, mas emocionado discurso, em que agradeceu os profissionais que cuidaram da sua saúde, exaltando o milagre de ter ganhado uma nova chance de viver.

ECMO

O médico foi submetido por oito dias a tratamento com ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea), aparelho de alta complexidade que funciona como um pulmão e um coração artificiais para pacientes que estão com os órgãos comprometidos. Ele foi o segundo paciente recuperado pelo HU-UFMA graças a essa técnica. Relembre aqui o primeiro caso.

A direção do hospital agradeceu a dedicação dos profissionais da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19, liderada pelo médico cardiologista e intensivista Marko Santos, que fez questão de dividir o mérito com toda a equipe.

Por Daniel Matos

Nenhum comentário:

Postar um comentário