segunda-feira, 26 de abril de 2021

Roseana: ‘tudo indica’ candidatura a deputada nas eleições de 2022

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) bateu o martelo: será mesmo candidata nas eleições de 2022.

A informação foi reiterada nesta segunda-feira (26) em entrevista ao programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM.

Bem avaliada em pesquisas até mesmo para governadora, a emedebista garante, contudo, que segue trabalhando a ideia de um candidatura a deputada – algo que ela já havia mencionado em março (reveja).

“Olha, eu tenho conversado bastante e o que eu vi foi o seguinte. Depois de ter passado esse tempo todo muito recolhida, eu percebi que eu precisava voltar a uma atividade e a minha atividade sempre foi a atividade política. E depois, com toda a experiência que eu adquiri nesses anos todos, eu acho que tenho uma contribuição, vamos dizer importante, para dar ao meu país, ao meu estado. Então eu resolvi voltar para a atividade política. Eu nunca deixei a política, eu estava um pouco afastada. Mas agora eu acho que para você conseguir uma modificação, conseguir ajudar o país, você precisa ter um mandato. Então eu vou atrás desse mandato. Isso é uma decisão que eu vou ter lá para o final do ano ou início do próximo ano, mas tudo indica que eu vou para o legislativo. Eu não sei ainda, porque isso depende muito do partido, dos diálogos dos partidos. Então vou aguardar um pouco mais para ter essa decisão”, confirmou.

Sobre a pandemia, Roseana a destacou o papel da imprensa que contribuiu com a divulgação de informações, e fez um apelo para a população não aglomerar e usar máscara.

“Eu tenho acompanhado desde o começo. Nós fomos surpreendidos com esse vírus, com essa pandemia. Acho que o mundo inteiro foi surpreendido com a pandemia. Mas aqui no Maranhão, especificamente, nós começamos a perder muitos amigos, muitos parentes com essa doença. Está sendo ainda um momento muito sofrido. Vocês jornalistas tiveram um papel muito importante na divulgação da doença, com a divulgação da pandemia, o que acontece quando você pega, como é que são os nossos hospitais. Com tudo isso, acho que as pessoas estão mais conscientes e estão se guardando um pouco mais. É claro que você não vai pedir para as pessoas ficarem em casa, porque elas já estão precisando bastante de trabalhar, de ganhar seu dinheiro, a economia precisa funcionar, mas a gente precisa dizer que essas pessoas precisam tem que ter mais cuidado. Não precisa fazer festa, se aglomerar, elas podem usar máscara. Eu acho que a máscara é o objeto mais essencial e mais fundamental no combate à pandemia”, disse.

Por Gilberto Léda 

Nenhum comentário:

Postar um comentário