terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Felipe Camarão recebe título de Cidadão Honorário de São Mateus do Maranhão


O secretário de Educação do Maranhão (Seduc), e Reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Felipe Camarão recebeu, nesta terça-feira (28), o título de Cidadão Honorário de São Mateus do Maranhão. A honraria foi proposta pelo vereador Irapoã Brandão, aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal.

Autor do requerimento para a realização da homenagem, Irapoã destaca que a entrega do título de cidadão a Felipe Camarão é um reconhecimento do seu trabalho e do seu comprometimento em diversas áreas, uma delas é a educação.

O advogado que é natural do Rio de Janeiro ficou feliz ao falar que jamais esqueceria o momento em que, simbolicamente, recebeu a sua nova certidão de nascimento, se tornando cidadão são-mateuense.

“Agora eu sou cidadão são-mateuense. Com muito orgulho e alegria, recebi das mãos do presidente da Câmara de Vereadores de São Mateus, Nélio Bueres, o título de cidadão dessa tão querida cidade. Torço muito pelo desenvolvimento do município e tenho trabalhado bastante pela educação de sua gente,” comemorou. HISTÓRICO

Natural do Rio de Janeiro, filho de um maranhense e uma carioca, Felipe Costa Camarão chegou criança ao Maranhão, onde cresceu e se estabilizou. Formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), é mestre em Direito pela mesma instituição.

Aos 23 anos, iniciou sua carreira profissional dirigindo o Procon/MA, pela primeira vez, em 2005. Foi aprovado, entre outros, nos concursos públicos para escrivão de polícia civil, analista judiciário do TJ/MA e para procurador federal, cargo em que foi empossado, em 2007, no município de Imperatriz, onde chefiou o escritório de representação da Advocacia-Geral da União e foi procurador-chefe da Procuradoria Seccional Federal do município. No final de 2008, foi nomeado procurador-chefe da Procuradoria Federal no Maranhão.

Em 2011, reassumiu a direção do Procon/MA, cargo que ocupou por mais nove meses, até retornar para a Procuradoria Federal. Exerceu ainda o cargo de procurador-chefe da Procuradoria Federal Especializada junto ao INSS (PFE/INSS) e o de subprocurador-chefe da UFMA.

A convite do governador Flávio Dino, no dia 1º de Janeiro de 2015 assumiu a Secretaria de Estado da Gestão e Previdência. Em agosto deste mesmo ano, foi empossado secretário de Estado da Cultura. Contribuiu, também, com a implantação da Secretaria de Governo. É professor de Direito em cursos de pós- graduação e de graduação da UFMA e da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco (UNDB).

Atualmente, é secretário de Estado da Educação, presidente da Fundação da Memória Republicana Brasileira e Reitor do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Com fama de 'desagregador', diretor do Hospital Aldenora Bello é cotado para ser secretário de Saúde



O prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) estuda nomear o diretor administrativo do Hospital do Câncer Aldenora Bello (HCAB), José Generoso da Silva, para comandar a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de São Luís. A indicação, segundo o blog apurou, seria uma forma que os dirigentes da Fundação Antônio Dino – mantenedora da unidade hospitalar – encontraram para se livrar do funcionário que é conhecido pela fama de desagregador.

Generoso, que não tem nada de generosidade, teria sido o principal pivô de um desentendimento envolvendo os filhos do casal Enide Moreira e Antônio Dino. "Ele só pensa nele. Foi o responsável pela família se separar porque age como se fosse o dono do hospital", declarou uma fonte alcançada pelo blog.

Segundo o nosso informante, José Generoso trabalha há quase 20 anos no Aldenora Bello, hospital que é contratualizado com o município, ou seja, recebe recursos federais através da Secretaria Municipal de Saúde, e mesmo como prestador do sus, ele está integrando a equipe de transição, o que significa ter acesso as informações que nenhum outro prestador vai ter, como valores, orçamento físico e financeiro, entre outros.

Além desse enorme conflito de interesse, outro fato curioso é que o hospital que Generoso é diretor é justamente onde a esposa do prefeito, a médica Graziela Braide trabalha.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Definida a data de início das aulas na rede estadual


Em entrevista à TV Mirante nesta segunda-feira (28), o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, anunciou que o calendário letivo de 2021 em escolas da rede estadual começa a partir de fevereiro. O calendário escolar será iniciado em duas datas: 8 de fevereiro e 22 de fevereiro.

No dia 8, retornam às aulas os alunos de escolas de tempo integral e unidades do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). Já no dia 22, os estudantes de escolas regulares e que estão no 2º e 3º ano do ensino médio voltam às aulas.

Em São Luís, os estudantes que devem cursar o 2º e 3º ano do Ensino Médio devem voltar às aulas em fevereiro; Enquanto os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental só devem retomar as atividades a partir de maio de 2021, um mês após a data prevista para o encerramento do ano letivo de 2020, em escolas da rede municipal da capital.

Sobre o formato de retomada das aulas, o secretário informou que ainda está em discussão, mas ao que tudo indica, será em formato híbrido, ou seja, os alunos terão aulas presenciais e pela internet. A secretaria está observando a situação sanitária do Estado para definir como será a retomada. 

Fonte: Silvia Tereza

Isolamento social pode prejudicar desenvolvimento da fala de crianças

Alterações no sono e no comportamento também podem aparecer

domingo, 27 de dezembro de 2020

Um grande prejuízo ao organizadores de eventos em São Luís


Operários foram contratados para a implantação de cenários caríssimos e criativos. Custo alto com sistemas de luz, som e palcos, além das suítes para abrigarem melhor os participantes. Confecção de ingressos e gastos com empresas de divulgação e influencer digitais.

Fora disto, as contratações de bandas nacionais com cachês não menos que R$ 150 mil cada, além dos cantores da terra. Tudo pago 50% no ato da assinatura do acordo. Ainda teve o aluguel de espaços privados, pagos antecipadamente. Em tempos de crise, o jeito foi tomar empréstimos, alguns até com agiotas.

Mas o que dava aos produtores a certeza de que teríamos as festas liberadas? As manifestações políticas realizadas entre outubro e 15 de novembro, como comícios, carreatas e passeatas com até 15 mil participantes sem máscaras nos bairros de São Luís, por cada dos quatro principais candidatos ao cargo de prefeito.

Mais que isto: pelo silêncio e proteção do Executivo aos eventos políticos, tendo em um  deles para mais de 8 mil pessoas a presença do secretário de Saúde, Carlos Lula, sem o uso da máscara. Tudo acontecia diante dos olhares fechados do Ministério Público. Sem contar que tivemos na ilha um festival de música em várias etapas, cada uma com público mínimo de 1.500 pessoas.

Faltando uma semana para a festa, eis que o MP abre os olhos e pede ao Executivo medidas rigorosas contra os eventos. Por causa de uma festa que acontece uma vez por ano, diferente dos comícios que eram realizados todos os dias. Aí veio o pior: formação de uma força-tarefa com membros do MP, Vigilância Sanitária e Polícia Militar para interditar as festas e prender seus responsáveis.

Ingressos estavam sendo vendidos e a população, que passou muito tempo em casa, querendo entrar o ano novo em lugar festivo e seguro, também sofreu com a medida. E agora não sabe mais onde ir.

E por qual razão não informaram as medidas drásticas ao menos um mês antes para evitar custos e derrubar sonhos? É preciso que se diga que, apesar dos comícios lotados e sem máscaras, o Maranhão continua em níveis baixos de infecções e mortes.

Mas o Ministério Público, querendo mostrar serviço fora do tempo, criou o novo lockdown no nosso Réveillon e não tem a coragem de interditar praias, exigir regras para as feiras e mercados e muito menos para ruas comerciais ou shoppings.

Fonte: Luís Cardoso.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Monografia discute contexto histórico-discursivo da fundação do curso de Comunicação Social da UFMA


“Embora os estudos sobre história da mídia, da imprensa e dos primórdios da comunicação social no Maranhão apresentem substanciosas conclusões, ainda há muito que explorar nesse contexto”, afirma o estudante Lucio Silva de Jesus, do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão, durante a defesa de sua monografia, na tarde desta quinta-feira (17), que obteve a nota máxima com louvor, uma ação tradicional de professores doutores de elogiar e enaltecer a qualidade de trabalhos acadêmicos. 

O título da pesquisa é “Curso de Comunicação Social: um contexto histórico-discursivo da fundação do Curso entre 1969 e 1971” e, para chegar às suas conclusões, o aluno catalogou e analisou 1377 páginas de jornais da época da fundação das primeiras Escolas e Cursos de Comunicação Social do Estado do Maranhão. 

O aluno colocou que embora as imposições ditatoriais nessa época assolassem o país, a partir de 1964 e, sobretudo em 1968, o Brasil conseguiu expandir seu poderio de infraestrutura em telecomunicações a partir de 1970, o que demandou a criação de diversos cursos profissionais de comunicação pelo país, a fim de atender ao vasto mercado de trabalho nessa área. 

Em 1970 surgiu o curso de Comunicação Social na antiga Fundação Universidade do Maranhão e as aulas eram ministradas no Instituto de Letras e Artes (ILA), na praça Gonçalves Dias, que atualmente abriga o curso de Medicina da instituição. 

A formação em Comunicação Social da UFMA era, inicialmente, composta pelos cursos de Jornalismo e Relações Públicas. Somente no ano 1986, seria implantada a habilitação de Radialismo. Desde seu início, a graduação apresenta constante evolução. Atualmente, estão ativos quase 400 alunos. O Departamento de Comunicação conta, ainda, com 40 professores, sendo 35 doutores e 5 mestres. Ao longo desse tempo, o curso passou por diversas reformas e, a cada ano, tem reafirmado seu compromisso com a promoção de ensino, pesquisa e extensão. 

“No começo foi muito difícil dar o primeiro passo, entretanto, minha orientadora, profa. dra. Zefinha Bentivi, me apresentou leituras importantes que despertaram meu interesse por resgatar esse contexto histórico”, destacou o aluno. 

O estudante conta que concomitante ao processo de implantação do curso de Comunicação Social da antiga Fundação Universidade do Maranhão, entre 69 e 70, houveram diversas articulações da imprensa, políticos e personalidades importantes do cenário local para criação da Escola de Comunicações do governo do Estado do Maranhão, na gestão do ex-governador José Sarney. Nesse período, marcado por fortes regulações, por conta do governo militar vigente, essa Escola foi criada como o primeiro curso de comunicações de nível superior, entretanto, foi vinculada à Escola de Administração Pública do Governo do Estado do Maranhão. 

“o jornalista local, Edson Vidigal, foi autor de um documento que, em tese, seria o projeto de uma Escola de Comunicações para o Maranhão. Em 69 foi convidado pela associação comunitária Rotary Club para apresentar a ideia a diversas personalidades da época”, finalizou o aluno. 

A monografia foi indicada para adequação a projeto de mestrado e o aluno pretende concorrer aos processos seletivos da própria instituição.



terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Edésio Cavalcanti, Prefeito Eleito de Turiaçu, realiza seu primeiro encontro com Carlos Lula, Secretário Estadual de Saúde


Logo após a diplomação, o prefeito de Turiaçu, Edésio Cavalcanti, já partiu para o trabalho! Em companhia do seu vice, pastor Branco, a futura Secretária de Saúde, Mônica, e a filha Enimeyre Cavalcanti, Edésio reuniu-se com o secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula. O motivo do encontro é a busca de parcerias para a saúde para atender ao povo de Turiaçu.

Edésio tem sido incansável atrás de parcerias para o povo da sua terra. Na reunião, Edésio, Carlos Lula e equipe dialogaram sobre a realidade da saúde do município e sobre as medidas que devem ser adotadas para que haja uma melhoria significativa para a população. Essas melhorias preveem atendimento desde a atenção básica até a unidade de urgência e emergência do município.

Indagado pelo titular do portal, sobre quais medidas emergenciais poderão ser tomadas, Edésio de Belico, foi taxativo e seguro, e só respondeu: “Agora Turiaçu tem prefeito!” Esse vem com disposição e vontade!

Paulinha Lobão recebe o prêmio de melhor apresentadora do ano


A jornalista, apresentadora e diretora presidente da Rádio Nova FM, Paulinha Lobão, foi homenageada com um dos prêmios mais badalado do Maranhão, o Carpe Diem. A homenageada ganhou o título de apresentadora do ano de 2020.

No ato solene, Paulinha foi representada pelo seu assessor de Imprensa e produtor do programa Algo Mais, Davi Max, que fez questão de ressaltar o brilhante trabalho feito pela apresentadora.

Além de comandar todos os sábados o programa Algo Mais, Paulinha também apresenta o programa Algo Mais no Rádio, transmitido para todo o Brasil, pela frequência 93.1 e redes sociais.

“Agradeço muito ao meu querido e amado Wiliam Santos e a todos os maranhenses pelo reconhecimento de um trabalho feito com muito amor, carinho e dedicação. Que Deus abençoe a todos”, disse a apresentadora do ano.

Fonte: O Quarto Poder.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Homem é preso após furtar caminhão em Imperatriz

Homem realizou o furto no estado vizinho, Tocantins e estava furtando energia quando foi pego pela polícia.

Grandes nomes da cultura brasileira estão entre as milhares de vítimas da covid-19


Desde 11 de março, quando a Organização Mundial da Saúde decretou a pandemia do novo coronavírus, vários representantes da música popular brasileira, da dramaturgia e das artes perderam a batalha para a covid-19. Aldir Blanc, uma das vítimas da doença, que já matou  mais de 186 mil pessoas no Brasil, deu nome à lei que garantiu pagamento de auxílio emergencial para o setor cultural. O repórter Pedro Pincer tem os detalhes.




Fonte: Agência Senado

Decisão da Série B Maranhense será nesta quarta-feira (23)

Nenhuma das equipes tem vantagem

Arrecadação federal tem melhor desempenho para novembro em seis anos

Recuperação econômica e tributos adiados melhoram resultado

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Diplomada, Vereadora Concita Pinto caminha para novo mandato

Hoje, na tarde desta quinta-feira, (17), foi realizada a solenidade de diplomação dos candidatos eleitos nas Eleições 2020 em São Luis.

Na ocasião, a vereadora Concita Pinto recebeu hoje sua diplomação, chancelando assim, através doTribunal Regional Eleitoral do Maranhão, o que o povo confirmou nas urnas, resultando na renovação do seu mandato na Câmara Municipal de São Luis. 

Concita Pinto agradeceu a sua votação e dedicou o seu mandato para todas as lideranças que se dedicaram e foram em busca da sua reeleição e afirmou que vai trabalhar muito pela população de São Luís.

Em tempos: A vereadora Concita Pinto trabalhou bastante, sendo merecedora do mandato, e podendo dar continuidade ao excelente trabalho que vem apresentando no legislativo municipal, nos dando orgulho por ser uma mulher guerreira e de fibra.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Diplomado o novo prefeito de Turiaçu, Edésio Cavalcanti


Aprovação popular de Edésio Cavalcanti na vitória para prefeito de Turiaçu, nas eleições do dia 15 de novembro, revela a aprovação de um projeto de aceitação popular. Edésio  foi eleito com um total de 11.786 votos, um percentual de 54,96%, com a coligação Compromisso com a Mudança. 

O resultado das urnas é uma clara demonstração de que a população acredita na proposta do novo prefeito eleito e espera por dias melhores e por uma gestão municipal que atenda melhor aos seus anseios por mais qualidade de vida, através dos serviços prestados pelos órgãos municipais.


Diplomado nesta quarta-feira (16) como prefeito, Edésio Cavalcanti (Republicanos), tem 62 anos e é natural de Turiaçu. 

Grandes desafios e muita esperança os aguardam  pela frente!

Seduc divulga portaria que regulamenta processo de matrículas e rematrículas para escolas da rede estadual no ano letivo de 2021



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou, nesta terça-feira (15), portaria que regulamenta o processo para matrícula e rematrícula de estudantes nos centros de ensino da rede pública estadual do Maranhão, para o ano letivo de 2021.

A rematrícula para os estudantes que atualmente cursam do 1° ao 8° do Ensino Fundamental e a 1ª ou 2ª série do Ensino Médio em escolas da rede estadual ocorrerá de forma automática, cabendo o processo a cada gestor escolar. Para estudantes que adentrarão no ensino fundamental e ensino médio, em 2021, a matrícula será realizada de forma regionalizada, de acordo com o encerramento das aulas nas escolas municipais.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, reforça que diferentemente dos anos anteriores, em que a rede se programava para que as matrículas ocorressem simultaneamente em todo estado, neste ano, por conta da pandemia do coronavírus, que fechou as escolas em todo o mundo, o processo de matrícula para os estudantes que entrarão no ensino fundamental e médio ocorrerá de acordo com a realidade de cada município.

“Por mais que as escolas da rede estadual, em sua maioria, tenham conseguido se adaptar à realidade do ensino remoto, sabemos que não é algo que foi seguido pelas escolas municipais, que ficaram meses fechadas e concluirão o ano letivo de 2020 já em 2021. Então nossas escolas adaptarão seus calendários, para a realidade encontrada em cada município, para que os estudantes que estarão entrando no ensino fundamental e na 1ª série do ensino médio não fiquem prejudicados. Com relação aos estudantes que já estão matriculados em nossas escolas, a rematrícula ocorrerá de forma automática, também se observando a realidade local, enfrentada durante este período de pandemia”, declarou o secretário.

Nos Institutos Estaduais de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMAs) que ofertam ensino médio em tempo integral com ensino profissionalizante, o processo de matrícula ocorrerá por meio de processo seletivo, a ser divulgado posteriormente pela Secretaria.

Tal portaria atende às diretrizes estabelecidas por Resoluções e Pareceres entre Seduc e CEE/MA (Conselho Estadual de Educação do Maranhão) ao longo de 2020, que fixam orientações e reorganizações dos calendários escolares de acordo com a adoção das medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), para as instituições integrantes do Sistema Estadual de Ensino do Maranhão. Bem como, a compatibilização de tais calendários de matrículas aos dos sistemas de acesso, de modo a conter parâmetros entre o encerramento de etapas de ensino e o ingresso em outra etapa ou nível de ensino, visando assegurar aos estudantes o direito à continuidade de seus estudos.

Portaria nº 1649-2020 – Matrícula 2021

Fonte: Seduc

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

Felipe Camarão é “plano B” de Flávio Dino para 2022

Governador teme a incapacidade de viabilização do vice-governador Carlos Brandão e atua nos bastidores para fortalecer o nome do secretário de Educação, que pode encabeçar uma chapa nas eleições para o Governo do Estado.

O governador Flávio Dino (PCdoB) já está atuando em duas frentes para as eleições de 2022.

1 – buscar ao máximo a unidade do seu grupo político, evitando o racha na base e tentando conciliar interesses para ter apenas um candidato ao governo;

2 – tentar criar alternativas ao vice-governador Carlos Brandão (PRB), que demonstra incapacidade de articulação e tende a acentuar o racha iniciado nas eleições municipais.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, para a primeira frente Dino prepara pequena reforma administrativa, no início de 2021, tendo como principal movimentação a volta do deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) para o governo.

Jerry será o homem responsável por reunificar a base, rachada com as investidas de Carlos Brandão na tentativa de se viabilizar candidato quase dois anos antes do pleito.

Para a outra frente – a de um candidato da base – o governador comunista aposta suas fichas na viabilização do secretário de Educação, Felipe Camarão (DEM). 

Camarão é, na verdade, aposta de Dino desde 2016, e só não se viabilizou pela própria timidez; apesar da forte consistência na base dinista, o secretário recua sempre que precisa se impor como nome político no grupo.

Mas, ainda segundo apurou este blog, Flávio Dino não acredita na capacidade de viabilização do vice-governador Carlos Brandão – mesmo se este assumir o governo – e vai tentar criar as condições para o nome do secretário de Educação.

A partir daí, caberá ao próprio Felipe Camarão se viabilizar midiaticamente.

Para isso, precisa vencer a timidez política.

Fonte: Marco Aurélio D'Eça.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Prefeito de Anajatuba volta ao poder, após determinação de Desembargadora

Escolhida relatora, via sorteio, magistrada considerou as provas colhidas precárias, devendo ser submetidas ao contraditório.


terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Nossa Senhora da Conceição: Oração poderosa para os seus pedidos

O dia 8 de dezembro foi a data escolhida para homenagear Nossa Senhora da Conceição, essa celebração é considerada como um dos dogmas mais importantes do cristianismo.

Em vários países europeus, o dia de Nossa Senhora da Conceição é considerado um feriado nacional, no nosso caso a data é marcada apenas como feriado municipal.

Para comemorar essa data tão importante, separamos uma oração poderosa da Santa homenageada que promete ajudar na conquista de uma causa impossível. Uma oração forte para os católicos e principalmente para os seus devotos.

Oração a Nossa Senhora da Conceição
Imaculada, Santíssima e Puríssima Senhora, Mãe de Misericórdia, Mãe de Graça, esperança e refúgio de todos os aflitos, por tudo quanto posso representar-Vos e mais Vos pode obrigar, peço-Vos pelo Sumo Pontifice e mais Prelados da Santa Igreja, e pela Paz entre os príncipes cristãos, exaltação da Santa Fé católica, extirpação das heresias, conversão dos infiéis e de todos aqueles que, abalados pelo espírito da incredulidade, hesitam ou duvidam dos Vossos poderes e maravilhas. Atraí, Senhora, a todos, para que, rendidos, vos entoem os devidos louvores. Ó Mãe amantíssima, ponde os olhos da vossa compaixão no nosso amado país. Destruí, ó Mãe poderosa, qualquer princípio de erro que entre nós possa haver, para todos os portugueses, à imitação dos nossos maiores, unidos pela fé católica e corroborados no vosso amor, formem como que um baluarte e sejam dela os defensores e os propugnadores da Vossa realeza. Rendo-Vos, Senhora, com fé, reverências e humildade, quanto cabe nas minhas limitadas forças, os meus cultos de afectuosa devoção. Dignai-Vos pois, aceitar a minha boa vontade e a de todos os que com tanto ardor Vos procuram. Mostrai que sois Mãe de imensa piedade e misericórdia, e que sois o nosso refúgio, o nosso amparo, e o remédio eficaz para todos os nossos males. Portanto peço-Vos, ó Mãe puríssima, que vos digneis consolar a quem vos invoca, remediando como sabeis e podeis todas as suas necessidades. Não me negueis o vosso patrocínio, porque, depois de Deus, em Vós deposito toda a minha confiança, como a única âncora de salvação e remédio; concedei-me este favor e com ele também o que particularmente vos peço (aqui pode expor a súplica particular): concedei-me um ardentíssimo amor vosso, um fervoroso zelo da vossa honra e glória, uma viva fé, esperança firme, e caridade perfeita, e na hora da minha morte dignai-Vos assistir-me e confortar-me, alcançando-me a graça final, para que, pelos vossos merecimentos e intercessão poderosa, e pelo mistério da vossa puríssima Conceição mereça ir ver-Vos e gozar a vossa companhia no Céu à vista do vosso Santíssimo Filho, que com o Pai e o Espírito Santo vive e reina por todos os séculos. Assim seja.

Fonte: O Imparcial

A Lenda da Direita Maranhense

Vou escrever algo sobre a história da trajetória política de um grande líder da Direita no Maranhão. Estou falando do médico paraense e professor de Medicina da UFMA, radicado maranhense, Allan Quadros Garcês.

Sua vida política começou em 2011, quando ele reuniu na Praça Deodoro cerca de 500 manifestantes, entre estudantes, professores e profissionais da área da Saúde para uma caminhada em protesto das condições de saúde ofertadas nos hospitais municipais e estaduais. A caminhada terminou com um abraço simbólico nos hospitais Socorrão 1, Maternidade Benedito Leite e Hospital Infantil Juvêncio Matos. Na época, após esta mobilização o Movimento NasRuas o convidaram para integrar em suas fileiras.

Outra ação política que sucedeu esta caminhada, foi um protesto emblemático realizado pelo médico na Praça dos Pescadores na Av. Litorânea, onde Allan Garcês criou um cenário de cemitério no local. Na época, São Luís completava 399 anos, o médico fixou 399 cruzes ao redor do monumento dos pescadores e espalhou alguns caixões pelo local, simbolizando cada cruz um ano de falência de uma Saúde precária. Estes dois movimentos realizados chamaram a atenção, tanto da Câmara Municipal, como da Assembleia Legislativa que o convidaram para debater sobre o assunto em uma audiência pública no auditório da Assembleia, evento este deixando o recinto completamente lotado com mais de 350 participantes.

Em 2012 recebeu o título de Cidadão Ludovicense e saiu candidato a vereador pela primeira vez na política, não conseguindo se eleger.

No ano de 2014, Garcês iniciou o movimento contra a corrupção, participando de vários protestos no combate a corrupção na saúde o que culminou na sua liderança local no movimento nacional do Impeachment da ex-presidente Dilma, atraindo para si a ira do Governador Flávio Dino, que passou a persegui-lo a ponto de demiti-lo dos plantões que realizava em Barreirinhas. Nascia neste momento sua identificação com a ideologia de Direita.

Em 2015 em uma das várias viagens a Brasília para participar dos eventos do Impeachment, entre eles, o acampamento histórico na frente do Congresso Nacional, conheceu o Deputado Federal Jair Bolsonaro. Iniciava neste momento uma amizade que culminaria futuramente na sua ida para Brasília.

Em São Luís vários eventos e caminhadas de protestos a favor do Impeachment foram liderados pelo médico, como as monumentais caminhadas na litorânea e a memorável exposição, na Praça Maria Aragão, do boneco inflável de 16 metros chamado Pixuleco, que representava o ex-presidente Lula, vestido com traje de presidiário. Tal coragem resultou neste dia, em ataque e agressão física do médico, por parte de alguns membros da esquerda (PT, PCdoB, CUT e MST) que passaram também a atacá-lo em suas redes sociais.

Em 2017 Allan idealizou e fundou juntamente com outros seguidores de Direita, a UDM-UNIÃO DA DIREITA MARANHENSE, a primeira organização oficialmente criada de Ideologia de Direita no Estado. A organização tinha como principal objetivo fomentar debates políticos ideológicos de Direita e apoiar candidatos às futuras eleições.

Ainda em 2017, Dr. Allan Garcês foi condecorado com a medalha do Mérito Patriota, na cidade de Curitiba em reconhecimento ao combate da corrupção. Neste ano o Deputado Estadual Edilazio Junior ofereceu o Título de Cidadão Maranhense pela Assembleia Legislativa, porém não sendo concedido em tempo hábil no ano legislativo.

Em 2018 o médico saiu candidato a Deputado Federal apoiado pela UDM e pelo então candidato a Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro. Com a eleição de Bolsonaro, Allan Garcês recebeu o convite para participar em Brasília do Governo de Transição em novembro de 2018, vindo assumir posteriormente importante cargo no 2° escalão do Ministério da Saúde e 3° escalão no Governo Federal. Mas o crescimento deste médico não terminou aí.

Em 2019, a Deputada Estadual Dra. Helena Dualibe, resgatou o título ora concedido de Cidadão Maranhense pelo Dep. Edilázio, afim de conceder oficialmente ao Dr. Allan, na ocasião, deputados governistas sob o comando do Governador Flávio Dino, realizaram uma nova votação e neste momento recusaram o título que já tinha até sido publicado no Diário da Assembleia, quando concedido pelo Deputado Edilázio. Neste mesmo ano, em 2019, Garcês é condecorado pela Câmara Federal do Congresso Nacional com a Medalha Patriota, concedida pela Deputada Federal Carla Zambelle.

Morando em Brasília, em virtude de ter assumido uma Diretoria na Secretaria Executiva do Ministério da Saúde, Allan Garcês implantou o Projeto Gestão Itinerante, o qual passou a visitar Estados e Municípios levando as principais ações que estavam sendo executadas pelo Ministério. O pioneirismo deste projeto, resultou-lhe em um reconhecimento nacional, fazendo com que o Governador do Estado de Roraima lhe fizesse uma visita em seu gabinete para lhe fazer um convite para ser o Secretário de Estado da Saúde de Roraima, cargo que ocupou com muita competência e responsabilidade.

Posteriormente foi novamente requisitado pelo Ministério da Saúde, agora para ocupar o cargo de Coordenador Geral de Gestão de Projetos da Saúde Digital, cargo este que ocupa até o momento.

Allan Garcês continua até hoje, mantendo sua forte participação política e liderança no Estado, trazendo investimentos na saúde e projetos no campo da Saúde Digital, através de um convênio entre Ministério da Saúde e UFMA. Em 2020 apoiou fortemente a candidatura do Dep. Fed. Eduardo Braide para Prefeito de São Luís.

Por sua nobre e notável trajetória e por ainda fomentar ativamente a Política de Direita no Maranhão e nunca ter esquecido do nosso Estado, que o médico Allan Garcês, merece todo nosso reconhecimento. Desta forma, faço aqui o registro histórico deste grande médico e professor universitário do estado do Maranhão.

sábado, 5 de dezembro de 2020

Denúncias de adversários levam MP e Justiça a erro em Anajatuba

O repasse de R$700 mil reais no próximo dia 10 pode ser o principal motivo que ensejou a representação


Faltando apenas 27 dias para findar a gestão no município de Anajatuba (132Km de São Luís), atendendo ao pedido do Ministério Público, em decisão liminar, o juiz Bruno Chaves de Oliveira determinou na sexta-feira (04) o afastamento imediato do prefeito Sidney Pereira até o dia 31 de dezembro, quando encerra o seu mandato. Recai sobre o prefeito suspeitas de improbidade administrativa.

Derrotado nas urnas no dia 15 de novembro, Sydnei lamentou e está trabalhando para reverter à decisão no Tribunal de Justiça. “Eu acredito que a Ação Civil Pública proposta pelo MPE, com base em informações prestadas pelos meus opositores, está alicerçada em fatos inverídicos apresentados com o fito de induzir a erro tanto o promotor quanto o magistrado, pois não houve paralisação do serviço público após James Mendes perder, candidato que apoiei. Tanto que muitas obras estão sendo concluídas”, disse o prefeito.

Exemplo disso é a inauguração da Unidade de Ensino Municipal Padre Pedro Miguel Rabelo na comunidade quilombola de Ladeira, na manhã de sexta-feira (04), antes da decisão judicial que culminou com o afastamento do prefeito. Há também a praça na localidade Bacabal já concluída também estava prevista para ser inaugurada na tarde de ontem. Há ainda a revitalização da entrada da sede com iluminação de led, bloquete e asfaltamento, além dos seis quilômetros de asfalto na estrada do Afoga derrubam por terra a denúncia de paralisação dos trabalhos administrativos no município.

“Eu nasci no povoado Bacabal em Anajatuba. Talvez em outras cidades em que o gestor foi derrotado possa estar acontecendo o que foi alegado pelo MPE, que embasou a decisão do magistrado em caráter liminar, mas em Anajatuba estão falseando a verdade. Não acredito que essa seja a melhor saída, digo, abandonar a gestão ou saquear os cofres públicos. Eu preciso avaliar e entender a resposta dada pelas urnas assim como também assimilar as razões que levaram as autoridades a acatar as denúncias formuladas pelos meus opositores, desprezando alguns detalhes importantes. Tem como falar em abandono de serviço público com o tanto de obras que estamos concluindo no município? Será se, quando chegam ao fórum da cidade, as autoridades não conseguem perceber os homens e as máquinas trabalhando na área de limpeza pública, recapeamento asfáltico e outros itens? De fato, é no mínimo estranho, no entanto, decisão judicial não se discute, cumpre-se”, afirmou.

Sydnei Pereira, que anunciou que deixará mais de R$ 600 mil reais na Educação, mais precisamente no item merenda escolar, além de recursos também em outras pastas, questiona a denúncia no tocante à destruição de possíveis provas documentais dos anos de 2013 e 2016, que teriam sido retiradas da prefeitura e incineradas no lixão da cidade.

“Essa informação beira a loucura, pois quem em sã consciência pegaria papéis que, em tese, deveriam sumir do mapa e incineraria no lixão público da cidade? Por que eu iria destruir documentos de 2013 se nem pensava em ser prefeito? Ou de 2016, quando estava interinamente no cargo e toda nossa documentação é digitalizada e enviada aos órgãos de controle? Como iria destruir provas que poderão usar em defesas futuras? Enfim, são informações que não coadunam com a realidade, contudo, estão sendo apresentadas e serão enfrentadas na esfera judicial. Eu não tenho certeza das razões de todo esse imbróglio, mas não descarto a possibilidade de ter como escopo a apropriação do recurso de 1% extra, que toda prefeitura recebe nos meses de julho e dezembro para ajudar na complementação do pagamento das despesas, que em Anajatuba atinge mais de R$700 mil reais os quais poderiam ser utilizados logo em janeiro para adimplir possíveis débitos de campanha”, finalizou.