quarta-feira, 24 de junho de 2020

JOÃO BATISTA O PRECURSOR


O Arcanjo Gabriel anunciou a Zacarias o nascimento de um filho: " não temas Zacarias, tua oração foi ouvida e tua mulher Isabel, já de idade avançada e considerada estéril, dará à luz um filho e lhe porás o nome de João. Terás prazer e alegria e muitos se alegrarão com seu nascimento, porque ele será grande diante do Senhor”.

Completaram-se os dias e Isabel deu à luz um filho e como era costume entre os judeus, no oitavo dia, o menino foi circuncidado. Sua educação foi influenciada pelas ações religiosas do templo, onde seu pai Zacarias era sacerdote e sua mãe Isabel pertencia a uma sociedade chamada "filhas de Aarão". João crescia e ficava forte de espirito. Se tornou um líder popular que reunia em torno de si um grande número de pessoas. Viveu como nômade, usava roupas feitas de pêlo de camelo, cinto de couro na cintura, comia gafanhotos e mel silvestres. Foi anunciado pelo profeta Isaías como a voz que clama no deserto. Iniciou sua vida de pregação no deserto da Judéia; anunciava que a chegada do Messias se aproximava e pedia a adesão do povo, propondo a eles o batismo de conversão. Ele dizia: "convertam-se, porque o Reino de Deus está próximo". Os moradores de Jerusalém, da Judéia e dos arredores do Rio Jordão, iam ao seu encontro, confessavam seus pecados e eram batizados. O encontro e Jesus com João, se deu às margens do Rio Jordão; o Messias pediu para ser batizado por ele. Para João, Jesus é o enviado do Pai, aquele que revela o Pai à humanidade e é confirmado durante o batismo, como o filho amado:" Este é o meu filho amado, em quem ponho minha confiança".

João Batista é o único santo, além da Santíssima Virgem Maria, de quem a Igreja solenemente celebra na liturgia o nascimento e a morte. Celebramos hoje dia 24, seu nascimento e no dia 29 de agosto o seu martírio. Conta a tradição, que a utilização da fogueira, tão comum neste período junino, foi o meio utilizado por Isabel, para comunicar a Maria sua prima, o nascimento de João Batista.

Olhando para figura de São João Batista, último profeta antes da vinda de Jesus, reconheçamos Jesus Cristo presença viva em nossas vidas, o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e, assumamos a missão de anunciadores do Reino, denunciando as injustiças e defendendo sobretudo a vida.

Pe. Admilson S. de Jesus
PSJBatista de Vinhais
(Solenidade de São João Batista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário