quarta-feira, 6 de maio de 2020

Não adianta tapar o sol com a peneira! SES não orienta uso correto de máscara e olhem o que acontece...



Uso inadequado da máscara pode aumentar risco de infecção. Cobrir completamente a boca e o nariz é essencial para a proteção.

Com a pandemia do Covid-19, o uso de máscaras de proteção se tornou importante para diminuir a disseminação do vírus.

Ministério da Saúde passou a recomendar, no início de abril, o uso de máscaras para diminuir o risco de contaminação pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

É importante que todos usem a máscara da forma correta: cobrindo completamente o nariz e a boca, sem vãos laterais.

A máscara funciona como uma barreira: quem já estiver contaminado não vai espalhar gotículas com o vírus ao falar, tossir ou espirrar, por exemplo. E aqueles que estiverem saudáveis também terão uma proteção no rosto para que as mucosas da boca e do nariz não entrem em contato com partículas contaminadas.

Em resumo, portanto, a função da máscara é cobrir as “portas de entrada e de saída” do vírus no organismo. Daí vem a importância de jamais deixar os lábios e as narinas expostos.

Vale destacar que essa recomendação não está sendo seguida à risca, pois a maioria da população não sabe usar corretamente a máscara de proteção.

Podemos observar nesse post recente da Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão, na foto postada o secretário de saúde, Carlos Lula, encontra-se ladeado por duas mulheres da Farmácia BioFórmula, que fizeram doações de álcool em gel e caixas de cloroquina par fortalecer o combate à doença na capital.

O que nos chamou atenção foi uma das mulheres que ladeiam o secretário de saúde do Maranhão está utilizando de forma incorreta a máscara que serviria de proteção não somente para ela como também a todos.

O fato nos leva justamente à reflexão que a população em geral não foi orientada sobre a forma correta de utilização desse equipamento de proteção.

Haja vista que o Governo do Estado do Maranhão decretou o uso de forma obrigatória das máscaras em locais públicos ou de uso coletivo, contudo não orientou a população que o uso indevido pode aumentar o risco de contaminação ao invés de diminuir.

Não adianta tapar o sol com a peneira! Não adianta simplesmente distribuir gratuitamente máscaras de proteção ou mesmo tornar seu uso obrigatório. É preciso orientar, educar e informar o povo maranhense.

Fica a dica!


Nenhum comentário:

Postar um comentário