sexta-feira, 6 de março de 2020

CORONAVÍRUS: Vaticano anuncia primeiro caso

Mulher com máscara caminha na praça de São Pedro no Vaticano. Imagem de terça-feira (3)  — Foto: Tiziana Fabi / AFP

Vaticano anunciou nesta sexta-feira (6) o primeiro caso do novo coronavírus em seu território. A contaminação leva a doença para o coração da Itália, país mais atingido pelo surto na Europa, onde mais de 140 pessoas já morreram.

A descoberta no Vaticano, cidade-estado cercada por Roma, foi feita na quinta-feira (5) e os serviços ambulatoriais nas clínicas foram suspensos para higienização. Os serviços de emergência continuam funcionando. Moram no Vaticano um pouco mais de 600 pessoas, mas o pequeno território recebe milhares de turistas anualmente.

A Santa Sé está estudando novas medidas de precaução a serem estabelecidas nos próximos dias, principalmente em relação às atividades do Papa Francisco, para impedir a propagação do Covid-19. A imprensa italiana afirmou que o pontífice chegou a fazer o teste para a doença, mas o resultado foi negativo.

A suspeita ocorreu após o papa aparecer em público tossindo e cancelar compromissos previstos em sua agenda na semana passada. Posteriormente, o Vaticano afirmou que o pontífice estava resfriado.

Como está a situação até às 8h30 desta sexta:

  • China confirmou 80.710 casos de coronavírus e 3.045 mortes (incluindo 2 em Hong Kong e 1 em Taiwan)
  • Fora da China são 14.700 casos confirmados e mais de 260 mortes, segundo a OMS
  • Coreia do Sul tem 309 novos casos de coronavírus. Total vai a 6.593 casos confirmados e 42 mortes
  • Itália registrou 41 novas mortes em um único dia, elevando o total para 148. Há mais de 3,8 mil casos confirmados no país
  • Irã tem até o momento 124 mortes e ao menos 4.747 casos confirmados da doença
  • Mais países relataram casos da doença: Sérvia, Vaticano, Camarões e Butão
  • Vacina contra coronavírus pode ser testada a partir de abril, segundo autoridades chinesas
  • Cruzeiro Grand Princess, que foi banido de atracar na Califórnia após uma morte por coronavírus, começou a testar passageiros nesta sexta


1ª morte na Holanda

A Holanda anunciou a primeira morte pelo novo coronavírus. O homem de 86 anos morreu na cidade portuária de Rotterdam. O país já registrou mais de 80 casos da doença.
Sérvia
Nesta sexta, o ministro da Saúde da Sérvia também registou o seu primeiro caso positivo do Covid-19.

China

O governo chinês anunciou que irá aliviar as restrições em Wuhan, na província de Hubei, onde começou o surto do novo coronavírus, mas sem dar uma previsão clara de quando isso ocorrerá. O vice-secretário geral do Conselho de Estado da China, Ding Xiangyang, afirmou em entrevista coletiva que o inverno passou e que o dia que todos estão esperando ansiosamente não estaria muito longe, de acordo com a Reuters.

Com informações G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário