quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Lula Filho: o Super Secretário de saúde de São Luís



Destaque em 2019, a Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, comandada por Lula Filho, foi o secretário que melhor soube administrar os recursos e que deu resposta de forma imediata, objetiva e não eleitoreira à população da capital maranhense.

Poucos acreditavam que Lula Filho não sendo formado na área da saúde pudesse fazer a secretaria avançar, ficar forte e crescer da forma como cresceu.

A população “sentiu na pele” as melhorias proporcionadas pela gestão Lula Filho. O Socorrão II, por exemplo, já reduziu em 27% o tempo de espera para atendimento, além de contabilizar um percentual de 74% de redução na superlotação. Essa ação integra a política de saúde implantada pela gestão de Lula Filho.

O projeto de gestão adotado em São Luís se destacou no cenário nacional e internacional, onde o Haiti manifestou interesse em implantar o modelo em seu país e o Ministério da Saúde no Brasil indicou o case de São Luís como referência nacional.

Em outubro passado, 11 unidades da atenção primária em regiões como Itaqui-Bacanga, Zona rural, Cidade Olímpica e Centro, 7 unidades de saúde de maior porte como a Unidade Mista do São Bernardo, setores do Socorrão II e o Centro de Especialidades Odontológicas da Alemanha foram contempladas com reformas imediatas.

Além das reformas, Lula Filho implantou o sistema de mutirões de saúde que foram destinados a pacientes que ainda precisavam fazer a primeira consulta médica. Além da consulta, eles puderam também fazer a marcação dos exames solicitados imediatamente após o atendimento. O que significou muito para a diminuição nas filas de marcação e contribuiu para a melhoria da qualidade de vida da população ludovicense.

Principalmente idosos e crianças tiveram atenção na área da saúde, o Centro de Atenção Integral ao Idoso (Caisi) é uma instituição mantida pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). O centro realiza cerca de 13 mil atendimentos por mês oferecendo assistência nas áreas de geriatria e gerontologia, educação física, psicologia, enfermagem, fonoaudiologia, terapia familiar, assistência social, atividades culturais e artísticas, com aulas de canto e dança, entre outras ações.

Já para as crianças foi realizada uma ampla campanha de vacinação, onde pais de crianças de seis meses a menores de 1 ano foram convocados a levarem os filhos para receber uma dose da vacina contra o sarampo, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses. A orientação do Ministério da Saúde foi para que esse público-alvo tomasse uma dose complementar, a chamada "dose zero", disponibilizada em todas as unidades da rede da capital maranhense.

Na marcação de consultas, uma realidade completamente diferente existia anteriormente, cerca de 18.500 consultas e exames eram realizados mês, hoje são marcadas mais de 180 mil consultas e exames todos os meses e funcionam todos os dias úteis em 24 unidades marcadoras.

Tudo isso fruto do trabalho intensivo do secretário municipal de saúde, Lula Filho, sempre atento e em busca de melhorias.

E 2020 já começou com anúncio de seletivo para mais de 1000 vagas contribuindo mais ainda para o crescimento da saúde municipal em São Luís. Lula Filho que é formado em administração provou que é possível sim melhorar a rede municipal de saúde e a população da ilha só tem a agradecer por todos esses avanços.

São Luís tem muito a avançar, mas com Lula Filho está no caminho certo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário