sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

UFMA: Matrículas da chamada regular do SISU 2020.1 começam hoje(31)


SÃO LUÍS – Começam hoje, 31, as matrículas da chamada regular do Sistema Único de Seleção Unificada (SiSU), que serão realizadas no Auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Elas ocorrerão ainda nos dias 3 e 4 de fevereiro. Os aprovados para um dos quatro câmpus do continente (Bacabal, Chapadinha, Imperatriz e Pinheiro) devem procurar as secretarias acadêmicas de cada local. Ao todo, serão disponibilizadas 2.453 vagas no primeiro semestre de 2020.
Locais de Matrículas
Em São Luís, as matrículas ocorrerão no Centro Pedagógico Paulo Freire da Universidade Federal do Maranhão e, nos demais câmpus, nas Secretarias Acadêmicas, conforme detalhado no edital.
Documentos necessários
Duas fotos 3x4 coloridas e recentes; documento de identidade; CPF; comprovante de regularidade com o serviço militar, para os candidatos do sexo masculino maiores de 18 anos e menores de 45; título de eleitor acompanhado de quitação eleitoral, para maiores de 18 e menores de 70; certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente; histórico escolar do ensino médio; declaração, disponibilizada no edital e comprovante de residência atualizado.
Os candidatos que foram selecionados por meio das cotas devem ler atentamente o edital para obter informações sobre o procedimento de matrícula.
Lista de Espera
A manifestação de interesse na Lista de Espera será no período de 29 de janeiro a 4 de fevereiro, no site do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).
O edital específico da lista de espera da UFMA será divulgado no site da instituição, no dia 7 de fevereiro.
Para saber mais sobre o processo de matrícula na chamada regular, acesse o edital.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Edivaldo autoriza a convocação de aprovados em concurso para a área de Assistência Social


Edivaldo Holanda Junior tem renovado e ampliado o quadro de servidores municipais em São Luís por meio de concursos públicos em áreas onde por várias décadas não eram feitos novos certames. É o caso da Assistência Social, área para a qual autorizou a convocação de 19 novos profissionais. O anúncio foi feito no início desta tarde em suas redes sociais.

Os novos profissionais das áreas de Direito, Psicologia e Assistência Social chegam para somar e ajudar a construir uma política assistencial e de acolhimento com mais qualidade para todos.

Edivaldo tem investido na realização de concursos públicos para a melhoria dos serviços oferecidos para a população. Mesmo com cenário de crise nacional, a gestão do prefeito Edivaldo já promoveu concursos nas áreas da Educação, Assistência Social, Controladoria-Geral, Procuradoria-Geral do Município e Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz).

A realização de concursos e convocação de novos profissionais têm sido possível graças ao rigor fiscal com Edivaldo tem gerido a Prefeitura de São Luís, o que tem garantido fazer novos investimentos e manter a folha de pagamento sempre em dia, contribuindo para o desenvolvimento da cidade.

Atropelos e atrapalhos


O clima não ficou nada bom entre o PCdoB e o PT. E tudo por pura culpa do governador do Maranhão, Flávio Dino, que está atropelando o processo eleitoral e atrapalhando a tentativa da esquerda de voltar ao poder. Esta é a interpretação de petistas e até de aliados do governador.
Desde o início do segundo mandato, Dino decidiu colocar em prática seu projeto pessoal que é ser presidente do Brasil. Para isso, o comunista vem pulando etapas e tentando ser o foco do debate sobre a sucessão presidencial. Uma estratégia pós outra.
Primeiro, antes do ex-presidente Lula deixar a prisão, Dino vestiu a roupa de defensor do petista e o principal opositor do presidente Jair Bolsonaro. Quando o ex-presidente deixou a prisão e não deu a atenção que Flávio Dino esperava, o governador maranhense colocou parte de sua tropa de choque (entre familiares, aliados no Maranhão e também no PCdoB nacional) para atacar o PT e Lula também.
A estratégia não surtiu o efeito esperado e Dino decidiu criar uma tese de que é necessária a aliança com outros campos políticos que vai da esquerda, passa pelo centro e chega até a direita. Para isso, a tática de plantação de informações duvidosas foi posta em prática.
Mas a ideia não foi bem recepcionada pelo PT, que após ataques dos comunistas, decidiu reagir. Em entrevista Lula deixou claro o tamanho do PT e do PCdoB.
Flávio Dino decidiu então usar outra estratégia: desta vez queria forçar o PT a declarar um possível apoio a ele nem que para isso tivesse de deixar o PCdoB e voltar ao PT.
Mais uma vez, a tática do comunista acabou desconstruída pelo ex-presidente Lula, que em postagem direta e nominal deixou claro que não convidaria Flávio Dino para ingressar no PT.
No fim, o único resultado que o governador do Maranhão conseguiu até o momento foi causar enfraquecimento ao seu já frágil partido e também na relação histórica que os petistas tinham com os comunistas.
Estado Maior

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

O Jogo de Osmar Filho frente à Câmara de Vereadores de São Luís



Osmar Filho demitiu em torno de 1000 a 1500 pais e mães de famílias, diversos servidores com mais de 10 anos de função, que passaram dificuldades no final do ano passado com uma demissão inesperada. Demissão essa justificada por Osmar devido à convocação de concursados. No entanto, como fica a situação desses servidores demitidos da Câmara Municipal de São Luís?

Osmar que se coloca como pré-candidato a prefeito de São Luís vem demonstrando inabilidade política e completa falta de compaixão com a população da capital maranhense. Muitos na Câmara de Vereadores já o comparam com Ivan Sarney, pela insensibilidade, pelo egoísmo, e falta de preocupação com as outras pessoas.

A exemplo, conforme publicado neste blog em matéria anterior intitulada Servidores da Câmara de São Luís comparam Osmar Filho à Ivan Sarney: "Um nos adoeceu e o outro está nos matando", diversos servidores da Câmara Municipal de São Luís têm sofrido na gestão do presidente Osmar Filho mais do que sofreram na gestão do ex-presidente Ivan Sarney.

“O presidente precisa tomar bastante cuidado, pois pode está percorrendo o mesmo caminho traçado pelo ex-presidente Ivan Sarney, que mesmo sentando na cadeira de presidente e sendo um integrante do poderoso clã Sarney, amargou uma vexatória derrota nas urnas e não conseguiu a reeleição”, finalizou um servidor da casa que pediu para não ser identificado.

A insensibilidade começou a ser revelada em março do ano passado, com a morte da radialista Helena Leite, e se confirmou com o falecimento do jornalista Alterê Bernardino. O tratamento desleixado dispensado por Osmar Filho frente à perda dos servidores enalteceu a falta de consideração e de reconhecimento das pessoas, que por vezes somente acontece tardiamente e só vem com a morte. Mas nem mesmo com a morte Osmar Filho foi tocado.

"Ivan nos adoeceu e Osmar está nos matando", destacou um servidor revoltado com o atual comando do Palácio Pedro Neiva de Santana, sede da Câmara Municipal de São Luís.

Sequer o programa Generocidade foi capaz de inspirar Osmar a praticar o bem sem olhar a quem, dessa forma o mesmo não conseguiu dobrar o coração do pedetista.


Mas quando se trata de interesses pessoais, familiares e políticos, pode contar e negociar com Osmar Filho. Segundo fontes seguras inúmeros e não são poucos os funcionários da Casa Legislativa que possuem domicílio na cidade de Cajari-MA, onde a mãe de Osmar Filho já se colocou como pré-candidata a prefeita do município.

Resultado de imagem para osmar filho cajari"

Mas a pergunta que não quer calar... Teria algum interesse nas entrelinhas dessas demissões em massas e realização de concurso para preenchimento de quadro de pessoal ? E o perfil desses aprovados? Qual será o domicílio predominante desses aprovados e convocados a assumirem a vaga? Teria algum fundamento os questionamentos recebidos e denunciados a este blog?



Apropriação

Resultado de imagem para bolsonaro e flavio DINO"
Durante todo o período que foi feita a transição, em 2018, o então futuro presidente da República, Jair Bolsonaro, foi mostrado como um gestor que trabalharia para prejudicar o Maranhão. Este foi o discurso do governador Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados.
No entanto, 12 meses depois com muitas provocações do comunista e uma fala infeliz de Bolsonaro – quem não lembra da história do “governador Paraíba”? -, sabe-se que não há este boicote que tanto foi propagado.
A prova é obras encabeçadas pelo Iphan que vem mudando o Centro de São Luís, direcionamento de verba para Saúde, distribuição de ambulâncias, ações na área de Infraestrutura.
Em todas elas, o governo do Maranhão praticamente se apropriou ao omitir a origem da verba. As intenções são duas: a primeira “mostrar serviço” com programas estaduais e a outra, acusar o adversário do Palácio do Planalto de preterir o Maranhão.
Os planos somente não são referendados como verdadeiros porque a oposição a Dino em Brasília costuma mostrar a apropriação indevida do governo estadual.
O senador Roberto Rocha (PSDB), por exemplo, mostrou que no caso do programa “Mais Cirurgia” a verba para a cirurgias eletivas serão destinadas pelo Ministério da saúde. Mais de R$ 8 milhões que Flávio Dino tentou mostrar ser de sua gestão.
É o jogo político oriundo do Maranhão cercado de pouca transparência para passar a ideia de perseguição vinda do Planalto.
Mais recursos – Outra apropriação indevida dos recursos federais está sendo feita até pelos prefeitos aliados do Palácio dos Leões.
Municípios estão recebendo ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para renovação de frota, mas prefeitos estão informando a chegada das ambulâncias sem dizer de onde estão vindo.
No último mês, por exemplo, 21 ambulâncias foram direcionadas por meio da atuação do senador Roberto Rocha.
Estado Maior

Corte Momesca do Carnaval 2020 é eleita em festa com a presença de muitos foliões

O brilho no olhar e o sorriso eufórico estavam estampados no rosto de cada um dos integrantes da Corte Momesca do Carnaval 2020, eleitos neste domingo (26), em evento realizado no Centro de Convivência do Instituto de Previdência e Assistência Social do Município (Ipam), na Rua São Bernardo, n° 115, Olho d’Água. Paulo Roberto da Conceição Trindade e Andressa Tainá Lima de Sousa foram eleitos Rei Momo e Rainha, respectivamente. Naiara dos Santos Viana e Pricila Aroucha Pinheiro foram coroadas como 1ª e 2ª Princesas, formando a Corte que representará, alegoricamente, a Prefeitura de São Luís em toda a folia momesca. O concurso foi promovido pela Prefeitura de São Luís e coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).
“A escolha da Corte Momesca é mais uma etapa do Carnaval de São Luís. Destaco o empenho da equipe da Prefeitura para que tivéssemos êxito no evento e manutenção dessa importante tradição que é o Carnaval de São Luís”, declarou o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.
A Bateria da Favela do Samba comandou a trilha sonora da primeira apresentação oficial da Corte Momesca 2020. Ao todo 13 candidatos concorreram às vagas, em uma disputa acirrada. Para Paulo Roberto da Conceição Trindade, o título de Rei Momo trouxe muita felicidade, porque havia tentado em 2016 e 2017. “Em 2019, me inscrevi, mas não estava me sentindo preparado para participar, e retornei esse ano com sede de vitória. Minha família sempre foi de escola de samba, de bloco, sempre foi de folia, eu só vim herdando essa tradição”, revela. Paulo tem 27 anos, 1,87 de altura, pesa 160 kg e mora na Cohab Anil III.
Rainha pela segunda vez, Andressa Tainá Lima de Sousa tem 25 anos, 1,64 de altura, 62 kg e vem do bairro Ivar Saldanha. “Já ganhei o título em 2017. Agora sou bicampeã, porque quem é rainha não perde a majestade. A minha preparação foi com muito treino na academia, porque temos que mostrar um corpo bonito. Não faço dieta, minha dieta é do mocotó, como de madrugada e acordo feliz. Dormi Tainá e acordei rainha”, conta. Tainá recebeu da Rainha de 2019, Itayanna Abreu Santos, a faixa, a coroa e o manto.
É a primeira vez que Naiara dos Santos Viana conquista o título de 1ª Princesa. Com 27 anos, a jovem é moradora da Cidade Olímpica e conquistou os jurados com muito samba no pé, com seus 1,62 de altura e 62 kg. “Estou muito emocionada, não estava nem acreditando que eu iria ganhar por ter tantas meninas boas. Ensaiei durante uma semana, com alimentação correta e preparação física para poder aguentar o pique. Eu amo sambar, então eu queria mostrar o meu samba no Carnaval de São Luís”, explica.
Pricila Aroucha Pinheiro é a mais nova 2ª Princesa do Carnaval de São Luís. Moradora do bairro Macau, em São José de Ribamar, Pricila tem 22 anos, 1,67 de altura e pesa 58 kg. “Senti muita emoção. A princípio eu não tinha acreditado. Estou muito honrada com o meu título e prometo honrar ainda mais o meu reinado. Carnaval significa alegria, paixão, cultura, é a união entre os povos”, destaca.
CHAVES
A Corte receberá, na abertura dos circuitos oficiais, a Chave da Cidade, que será entregue simbolicamente no dia 21 de fevereiro, às 19h, na Passarela do Samba, cuja programação prossegue até o dia 25, Terça-feira Gorda de Carnaval. No local, haverá apresentações de grupos de tambor de crioula, desfile de tribos de índio, blocos tradicionais, turmas de samba, blocos organizados e escolas de samba. Na Quarta-Feira de Cinzas (6), às 14h, será a apuração dos concursos realizados na Passarela do Samba, com local ainda a definir.
Durante o mandato da Corte Momesca, eles participam de festas, desfiles, espetáculos públicos, shows, eventos ou festividades semelhantes, levando toda a alegria do Carnaval de São Luís. A festa de coroação contou ainda com DJ, Banda Curumim Peralta, Grupo Madrilenus e Bateria da Favela do Samba.
A Corte Momesca eleita recebeu a seguinte premiação: ao Rei Momo e Rainha do Carnaval serão pagos R$ 5 mil e às duas Princesas escolhidas, a premiação será de R$ 3.500,00 para cada.
A Comissão de Avaliação Artística (julgadora) foi composta por: Ricardo Debiase (economista e gerente geral do São Luís Shopping), André Mororó (microempresário), Artur Leite (empresário do ramo do vinho), Amara Nailda (produtora cultural) e Jorge Muniz (advogado e presidente do Conselho Municipal de Cultura - Comcult), que avaliaram quesitos como simpatia e espírito carnavalesco; desembaraço, sociabilidade e facilidade de expressão; harmonia no conjunto; domínio na arte de sambar, entre outros.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

SMTT suspende operação de fiscalização do transporte por aplicativo

Resultado de imagem para canindé barros"
Desde o último fim de semana, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) iniciou uma operação de regularização do serviço de transporte por aplicativo.
A SMTT estava cobrando a apresentação de uma licença para desenvolver o trabalho na capital maranhense.
No entanto, após uma reunião nesta segunda-feira (27), na sede do órgão, a operação foi suspensa temporariamente. Veja abaixo o comunicado.
A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) informa a suspensão da operação para fiscalização do transporte por aplicativo em São Luís até que haja um entendimento no que diz respeito ao cumprimento da exigência, conforme a lei, de regulamentação das plataformas junto ao órgão competente.
O secretário da SMTT, Canindé Barros, confirmou que nesta terça-feira (28), na Promotoria de Defesa do Consumidor, acontecerá uma reunião com a categoria.
“Para esta terça feira (28), ficou agendada uma reunião para as 9h, na Primeira Promotoria de Defesa do Consumidor onde pretendemos fechar questão sobre as reivindicações dos motoristas de aplicativos e outras questões em pauta”, assinalou Canindé.
Por Jorge Aragão

UFMA e IPHAN realizam visita técnica no Palácio das Lágrimas

SÃO LUÍS - Na manhã desta segunda-feira, 27, técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e da Superintendência de Infraestrutura da Universidade Federal do Maranhão (Sinfra-UFMA) visitaram o Palácio das Lágrimas para uma avaliação das condições físicas e estruturais do local. A intenção é catalogar o que precisa ser feito para reforma e restauração da edificação.
“Como o IPHAN está fazendo um projeto de revitalização do prédio, nós realizamos uma visita técnica para avaliar o estado em que se encontra. Foi observado que tem muito lixo, então vamos organizar um mutirão de limpeza da área, resguardar peças históricas que serão acondicionadas de forma adequada aqui mesmo na Sinfra, enquanto as obras estiverem sendo realizadas, retornando quando o local estiver pronto para abrigá-las de volta”, explicou o diretor de Planejamento e Controle da Sinfra, Geovane Bezerra Jr.
O Palácio das Lágrimas é de propriedade da Universidade Federal do Maranhão e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, como patrimônio de toda a sociedade. No passado, abrigou a Faculdade de Farmácia e Odontologia da UFMA e os planos futuros é que ele volte a ser utilizado pela Universidade, desta vez para receber o curso de Música.
“As obras ainda não começaram, estamos na fase das avaliações para decidir o que precisa ser feito, orçar a obra e licitar a empresa que vai atuar. A parceria entre UFMA e IPHAN vai ser vital para a realização do projeto, o qual o IPHAN ficará responsável por toda a elaboração, fachada e restauração, já a UFMA, por meio da Sinfra, atuará na parte da estrutura e levantamento do telhado”, finalizou Bezerra Jr.
A UFMA deve fazer a catalogação das peças históricas e, em seguida, entregar a listagem ao IPHAN para que façam a seleção do que será mantido, restaurado ou recolhido para guarda. O projeto ainda não possui um orçamento e nem data fixada para iniciar.
“O Iphan tem uma grande parceria com a UFMA, sobretudo na revitalização de imóveis que a Universidade tem no Centro Histórico de São Luís e, nesse prédio especificamente, o Palácio das Lágrimas, faremos todos os ajustes para darmos início à obra, tendo como primeiro passo um levantamento arquitetônico e de bens móveis e integrados existentes no imóvel para adequar o projeto à nova intervenção”, destacou o superintendente do IPHAN Maranhão, Maurício Itapari.
Saiba +
O Palácio das Lágrimas foi construído no início do século XIX e foi demolido no final do mesmo século, dando lugar a um prédio para abrigar um instituto de ensino superior, o que nunca aconteceu porque o seu idealizador, Joaquim Manuel de Sousa Andrade (o poeta Sousândrade), morreu antes de ver o sonho realizado. Outra versão é a de que o prédio era para abrigar a Escola Modelo Benedito Leite, que ali funcionou por algum tempo e depois foi para um prédio maior, na Praça de Santa Antônio, onde até hoje funciona. Ali passou a funcionar a Faculdade de Farmácia e Odontologia da Universidade Federal do Maranhão.
Recebeu este nome graças à lendas e histórias que até hoje permeiam o imaginário popular. Mário Meireles, no seu livro São Luís-Cidade dos Azulejos, consta que a denominação Palácio das Lágrimas foi porque ali morava um homem de boas posses, e que mantinha no terceiro andar daquele prédio um harém formado por suas jovens escravas e, entre elas, uma se sobressaia pela beleza escultural por quem escravo se apaixonara. Este não foi correspondido, e tramou um crime terrível, envenenando os dois filhos do senhor e escondendo o vidro com restos do veneno nos pertences da bela escrava, que assim foi acusada de homicídio e condenada à morte por enforcamento. Ao sair do prédio para ser levada à forca montada na esquina da Rua da Paz, chorava copiosamente que seu pranto molhou os degraus da escada do sobrado. Conta a lenda que desde então, todas as manhãs os degraus amanheciam molhados e no imaginário popular, eram as lágrimas da escrava injustiçada.
Já o escritor Jomar Moraes, no seu livro Guia de São Luís do Maranhão, narra que a principal lenda fala de dois irmãos portugueses que resolveram “fazer a América”, e vieram ter ao Maranhão. Um deles, Jerônimo de Pádua, comerciante, enriqueceu bastante, enquanto o outro jamais conseguiu sair da pobreza. Cheio de inveja do rico, o irmão pobre concebeu o plano de assassiná-lo, com a finalidade de herdar-lhe a grande fortuna, pois o irmão rico não tinha herdeiros legítimos, vivendo amasiado com uma escrava, com quem teve vários filhos. Informado de quem fora o verdadeiro assassino do seu pai, um dos filhos, indignado, tomou o tio e, de uma das janelas, arremessou-o violentamente à rua, provocando-lhe a morte. Por ser escravo, foi condenado à morte na forca. Em direção ao seu destino, o condenado proferiu, como últimas palavras esta frase: Palácio que viste as lágrimas derramadas por minha mãe e meus irmãos, daqui por diante, serás conhecido como Palácio das Lágrimas.

Explosão e insegurança

Pelo menos dez homens fortemente armados assaltaram na madrugada do último domingo uma agência do Bradesco na cidade de Buriti, na região Leste do Maranhão. Os bandidos comandaram a ação por volta das 2h30. Eles explodiram o único caixa eletrônico da agência e levaram a caixa-cofre com todo o dinheiro que estava ali armazenado.
Câmeras de segurança mostram os homens armados com espingardas calibre 12, pistolas .40 e fuzil calibre 56. Foram utilizados três carros para a fuga pela rodovia MA-034. Um dos veículos foi incendiado no meio da rodovia. Esse tipo de manobra é usada para dificultar a perseguição policial.
É um tipo de crime que tem se tornado rotineiro no Maranhão. Somente no ano passado, 29 ocorrências como assaltos, arrombamentos e saidinhas, foram registradas no Maranhão. Deste total, 23 estão classificados como arrombamentos e explosões de agências. Em 2018 haviam sido registrados 20 casos de ataques a bancos.
É uma modalidade criminosa que, infelizmente, tem prosperado no estado. Já houve ocasião em que os assaltos ocorreram à luz do dia. Cidadãos geralmente são usados como reféns.
Policiais, seguidas vezes, foram acoados em delegacias. E a sociedade, em todos os casos, em meio a todo o pavor.
O comando da Segurança Pública segue sem conseguir desarticular as quadrilhas. E os bandidos agem com ousadia que assusta.
É necessário que algo mude nessa realidade.
Estado Maior

sábado, 25 de janeiro de 2020

Eleições 2020! Força política e empatia popular são atributos de Beto das Vilas para virar prefeito


O presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, Manoel Albertin Dias dos Santos, o Beto das Vilas (PV), que é pré-candidato a prefeito na cidade balneária, esteve hoje no escritório Corrêa Lima, Saad &Santos; Santos Advogados Associados, formado pelos juristas Tufi Maluf Saad, Adriano Santos Araújo e Itamargarethe Corrêa Lima, com o objetivo de firmar uma parceria que possa reforçar o trabalho jurídico para a campanha eleitoral deste ano.

No encontro que fez aos causídicos, o chefe do legislativo ribamarense estava acompanhado do vereador Paulo Alencar (SD) e do líder comunitário Jamys Gualhardo, um dos mais fortes representantes da região do Parque Vitória. O parlamentar afirmou que a visita teve o objetivo de conversar com a banca sobre assuntos relacionados à politica e afirmou que recebeu as melhores referências. "O encontro serviu para conversamos um pouco sobre política e perspectivas para 2020", destacou o politico.

A advogada Itamargarethe, que também é jornalista por formação, avaliou o encontro e destacou que a força política e empatia popular de Beto das Vilas são atributos que podem contribuir para ele virar prefeito.

"Esse primeiro bate papo serviu para conhecer um pouco mais de um homem simples, mas com um grande capital político, em consequência da simplicidade, muito embora seja necessária a realização de outros encontros para que possamos concretizar essa parceria", afirmou a advogada.

Alçado a uma posição de certo destaque por conta dos seis mandatos consecutivos ao cargo no legislativo, o parlamentar que tem uma brilhante popularidade na cidade, é visto por todos os analistas do lugar como um ‘outsider’, para a disputa do executivo ribamarense em 2020.

A força politica dele é tão grande que hoje conta com apoio da maioria no legislativo municipal, pois dos 17 vereadores com representação na Câmara, 09 apoiam o projeto politico dele, podendo, inclusive, chegar a onze adesões.

Para a disputa de outubro, Beto das Vilas vem consolidado para enfrentar o prefeito Eudes Sampaio, que também deve concorrer ao pleito. Porém, como está no poder a 10 anos, o atual chefe do executivo ribamarense – que já foi vice dos ex-prefeitos Luís Fernando e Gil Cutrim – está fracassando e por conta disso, sua rejeição é altíssima. Além disso, o antecessor que renunciou ao cargo no executivo acabou por contaminar a administração municipal, pois, para muitos, mesmo fora da prefeitura, ele continua como o prefeito de fato.

Sem tomar conhecimento dos fracassos do atual gestor, Beto das Vilas vai se consolidando para enfrentar mais um desafio em sua vida pública e é o favorito para ser o próximo prefeito da cidade balneária.

Taça São Luís Sub-23: Seleção feminina de vôlei da UFMA campeã é recebida com honras pelo reitor Natalino Salgado acompanhado do vereador Ricardo Diniz idealizador da taça


SÃO LUÍS - A seleção feminina de vôlei da Universidade Federal do Maranhão, campeã da primeira edição da Taça São Luís Sub-23, foi recebida pelo reitor Natalino Salgado na tarde desta terça-feira, 23, no gabinete da reitoria. O título foi conquistado no último domingo, quando as dez atletas da UFMA derrotaram a Faculdade Pitágoras por 3 sets a 1. Ao todo, cinco equipes disputaram a competição: além dos times finalistas, também participaram o Colégio Militar Tiradentes, a Pró-Tensão e o Vôlei Futuro. 

A 1ª Taça São Luís de Voleibol foi realizada no Castelinho durante o último final de semana e promovida pelo vereador de São Luís, Ricardo Diniz (PRTB). O vereador, que sempre apoiou o esporte na capital maranhense, diz que essa iniciativa é louvável e de suma importância.
“Sempre atuei em varias áreas e o esporte tem sido uma bandeira que tenho defendido de todas as formas. Hoje, realizamos um marco em nossa querida cidade, na realização desse evento de grande porte. Sem sombras de dúvidas, continuarei apoiando incansavelmente ”, disse Diniz.
“Essa conquista é fruto do nosso esforço e espírito de equipe, pois, no passado, tivemos alguns conflitos com a Universidade que trouxeram insatisfações para a gente. Mas tudo isso é recompensado pelo nosso desempenho em quadra e pelo resultado final que nos rendeu a medalha de ouro”, explicou a atleta Eloísa Maciel, do curso de Educação Física.

A atleta Mirian Lacerda, estudante do curso de Psicologia da Universidade Federal do Maranhão, também celebrou o resultado. "Representamos a Universidade e entramos 2020 com o primeiro lugar do campeonato Taça São Luís sub-23. Nosso foco agora é continuar a subida rumo a outras vitórias. Nossa missão é manter nosso foco, treinando com afinco, participando das competições que cobram cada vez mais da gente, trazendo mais títulos para a Universidade e mais reconhecimento para o vôlei universitário", pontuou.

A estudante relembrou as dificuldades que o time enfrentou por falta de incentivo da instituição no passado. O compromisso de apoio futuro ao esporte foi reforçado pelo diretor de Esporte e Lazer da UFMA, Flávio de Oliveira Pires. “Tenho certeza de que o futuro do nosso esporte universitário será o melhor possível. Até agora, as nossas seleções de esporte não vinham tendo nenhum incentivo ou apoio. Por meio da implantação da nossa diretoria, pelo reitor Natalino Salgado, buscaremos novas formas de reconhecer o esporte da UFMA, valorizando as seleções, incentivando os atletas, buscando parcerias e tomando para nós o papel de unir novamente o esporte, garantindo uma representatividade nacional”, declarou Pires.

O compromisso do diretor de esporte e lazer foi reforçado pelo pró-reitor de Assistência Estudantil (Proaes), Leonardo Soares, ao reafirmar que a nova gestão inovou mais uma vez frente à assistência estudantil da Universidade, criando a Diretoria de Esporte e Lazer, que hoje é chefiada por um professor do Departamento de Educação Física, conhecedor da área e das necessidades dos estudantes esportistas. “Desde que assumimos a Pró-reitoria, estamos valorizando nossos atletas, lutando para organizar a seleção da UFMA. Tudo indica que, até o final de março, faremos a convocação oficial para reconhecer nossos estudantes como atletas da Universidade, constituindo um escritório para a seleção do esporte com assessorias jurídica, nutricional, de saúde e fisioterapia, conduzidas por alunos estagiários. A ideia é colocar o esporte como evidência interna e externa na Universidade”.

Durante o encontro, a atleta Barbara Melo, do curso de Educação Física, fez questão de enaltecer o empenho do seu técnico, que, segundo ela, não mede esforços para incentivá-las a alçarem voos maiores. “Entrei no time ano passado, mas vejo que o trabalho do James foi fundamental para minha permanência, fazendo sempre o que está ao seu alcance e nos incentivando a participar das competições. Tudo que fizemos até aqui é um preparatório para os JUMs (Jogos Universitários Maranhenses), e nós abraçamos esse projeto porque acreditamos que é uma forma de crescermos como atletas e fortalecer o esporte universitário do nosso estado, que é o mais importante”, revelou.

Para o técnico do time, James Silva, é uma alegria receber o carinho de suas atletas, lembrar tudo que passaram para chegar até aqui e na certeza de que ainda há muito trabalho pela frente. “Ano passado, disputamos a final, mas ficamos com o vice-campeonato. Então faltava algo mais, precisávamos nos movimentar em direção a melhores resultados. Graças a Deus e ao empenho dessas meninas, ano passado subimos várias vezes ao pódio em todas as competições e, este ano, iniciamos com o pé direito. Aqui conseguimos aprender, crescer, e essa vitória é uma forma de agradecimento à instituição que nos formou”, declarou.

O reitor Natalino Salgado ficou feliz em receber as atletas e relembrou que, em suas primeiras gestões frente à UFMA, implantou o bacharelado em Educação Física, que até então só era licenciatura. À época, a administração restaurou toda a estrutura física que abriga o Núcleo de Esportes, climatizando os espaços e construindo um prédio anexo, onde foi montado o laboratório de eletrofisiologia, que serviu para avaliação cardiorrespiratória, recebendo, até mesmo, atletas de outros estados.  Além disso, foi criado o Programa de Mestrado em Educação Física, com a contratação de professores com doutorado, dobrando o efetivo docente.

“Esse feito muito nos honra e leva o selo de qualidade da UFMA. Uma Universidade é sempre uma obra inacabada, precisando estar em constante renovação. Devemos ser o modelo para outras instituições, justificando o investimento que a sociedade faz para um ensino de qualidade. Nessa nova estrutura, a administração tem pessoas experientes e jovens, a exemplo do Leonardo, o mais jovem pró-reitor da nossa Universidade, escolhido para dialogar com os jovens de igual para igual. Estou entusiasmado com nosso futuro e sei que faremos muito mais”, finalizou o reitor.

Crime e inoperância

Resultado de imagem para crime
O estado do Maranhão, sobretudo a Região Metropolitana de São Luís, assiste a um dos períodos mais tenebrosos já registrados na história e que dão contornos de pavor, sentimento de impotência e insegurança a cada um dos mais de 7 milhões de maranhenses.
O domínio das facções em bairros, vilas e comunidades carentes, as barbáries registradas em confrontos entre rivais e a falta de capacidade das forças de segurança pública reagir, deixam o cidadão atemorizado.
No atual contexto, pelo menos uma facção das existentes, comemora com foguetório, em toda a Ilha, o aniversário de fundação.
É surreal.
Depois da explosão de fogos, vídeos e fotos circulam nas redes sociais e em aplicativos de troca de mensagens dos maranhenses, como que uma afronta ao sistema de segurança pública.
Um deboche.
Na última quinta-feira, outro episódio que mostra não só a ousadia, mas também a impotência da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Maranhão. Criminosos se deixaram ser filmados numa ação de invasão e controle de setores do bairro Camboa.
Um deles mostrou até a fachada e o interior, com detalhes, da própria residência, armas de fogo e munição em caixas ainda embaladas.
Ao cidadão, resta gritar por socorro.
Estado Maior

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Maranhão volta para a faixa de alta vulnerabilidade social

Resultado de imagem para maranhão estado mais pobre do brasil"
Resultado de imagem para maranhão estado mais pobre do brasil
O Piauí, durante quase toda a sua história, foi o mais pobre no Brasil, mas dos anos 1990 para 2018, o estado saiu desta situação e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que há oito estados com maior incidência de pobreza do que o Piauí. 


Segundo o IBGE, os oito estados com maior incidência de pobreza do que o Piauí são:
  • Maranhão;
  • Alagoas;
  • Amapá;
  • Amazonas;
  • Pará;
  • Sergipe;
  • Bahia;
  • Ceará.
A estatística leva em conta o percentual de habitantes na pobreza ou na extrema pobreza no estado.

O estudo "Avaliação Continuada da Vulnerabilidade Social no Brasil: Impressões e Primeiros Resultados do índice de Vulnerabilidade Social (IVS) 2016-2017 de Bárbara Oliveira Marguti, pesquisadora do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional (PNPD), revela que o Piauí está entre os nove estados do Brasil onde houve redução da vulnerabilidade social no período de 2016 a 2017, quando a vulnerabilidade aumentou em 17 estados brasileiros, entre eles São Paulo e Rio Grande do Sul. 
Segundo eles, a tendência se reverte no período mais recente (2016-2017) em dezessete UFs do país, onde a vulnerabilidade social aumentou, com destaque para Roraima, Amapá e Acre, na região Norte, Sergipe, Pernambuco e Alagoas. 
Aumento da renda e trabalho ajudam na redução 

Na região Nordeste, e São Paulo, na região Sudeste, mas Mato Grosso, Paraíba, Pará, Piauí, Rondônia, Amazonas, Tocantins, Minas Gerais e Ceará são as que apresentam redução da vulnerabilidade social no período. Eles mostram que oito estados do Brasil, entre eles, o Piauí, tiveram redução da vulnerabilidade social de 2011 a 2017, isso é, durante sete anos, de forma consecutiva.

"Em ambos os períodos, são os indicadores da dimensão renda e trabalho os que mais contribuem para o desempenho geral do índice. Um exempto que chama atenção e o observado no período 2011-2015 para o Maranhão, que chegou a apresentar uma redução de 22,7% na vulnerabilidade social associada aos indicadores de renda e trabalho, saindo da faixa da alta vulnerabilidade social para a média. No período seguinte de análise, a tendência se inverte: o Maranhão volta para a faixa de alta vulnerabilidade social na dimensão renda e trabalho e apresenta aumento da vulnerabilidade igual a 3,6% de um ano para o outro, ou seja, de 2016 para 2017", afirmam Bárbara Oliveira Marguti e Rodrigo Marques.

Resultado de imagem para maranhão estado mais pobre do brasil

O calculo do IVS é feito com base no Plano Nacional de Amostra por Domicílio (PNAD) Anual e foi realizado para dez Regiões Metropolitanas (RMs). Já o cálculo do IVS tendo como base o PNAD Contínua, foi realizado para nove RMs. 

Com informações 180 graus