terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Desafio lançado

Resultado de imagem para roberto rocha e flavio dino
O senador Roberto Rocha (PSDB) lançou um desafio para o governador Flávio Dino (PCdoB) para que a MA-006 seja totalmente recuperada. São mais de 232 quilômetros de responsabilidade do governo estadual, mas que o tucano garante que conseguirá recuperar 142 quilômetros da estrada. Resta saber se o comunista topa o desafio e acaba com os problemas que a região de Balsas enfrenta.
A MA-006 é alvo de reclamações constantes por parte dos produtores de soja do sul do Maranhão. A via, nos últimos cinco anos, não recebeu a devida atenção do Poder Público e, com isso, o escoamento da produção vem sendo prejudicada. Os agricultores já até se mobilizaram para fazer melhorias por lá.
Apareceu agora uma oportunidade para extinguir os transtornos. Roberto Rocha se compromete a viabilizar – por meio do Governo Federal – uma obra de recuperação da MA-006 do trecho que compreende Balsas até Tasso Fragoso. Serão mais de 140 quilômetros.
Com essa obra, Rocha desafia o governo Flávio Dino a recuperar o trecho de Tasso Fragoso até Alto do Parnaíba. Serão somente 92 quilômetros para a gestão estadual se preocupar.
À coluna, o tucano disse que os primeiros meses do ano que se aproxima serão dedicados para a ser feito o projeto básico. Logo em seguida, será feita a licitação. Com isso, ficará tudo organizado para iniciar de fato o serviço que deixará o primeiro trecho da via recuperado.
Resta saber se o governo estadual topa o desafio para deixar a MA-006 pavimentada. “Não estou falando de tapa buraco. Estou me referindo a reconstrução total da rodovia, no padrão Dnit”, afirmou Roberto Rocha.
Responsabilidade – Não há motivos para o governador Flávio Dino não aceitar o desafio lançado pelo senador maranhense.
Isso porque o comunista – mais de uma vez – já colocou o seu governo à disposição da União para recuperar rodovias que são de responsabilidade do Governo Federal.
Se pode recuperar uma BR, não há porque não se voltar para trabalhar por uma MA, que é de total responsabilidade do estado.
Estado Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário