segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Avanços do Maranhão

Resultado de imagem para biometria
Parece ser uma história ocorrida há muitos anos, mas não é. Há menos de três décadas, as eleições no Brasil eram feitas por cédulas de papel. O processo era lento: votação e apuração. As fraudes eram um fato.
Em 1996, a Justiça Eleitoral trouxe uma inovação para tornar célere o processo eleitoral e também garantir que a vontade popular fosse respeitada. Para isso, a urna eletrônica passou a ser usada nas votações no país.
Há nove anos, foi inserida no sistema de votação a identificação biométrica (por impressão digital) do eleitor. Assim, os riscos de fraude no pleito fica praticamente em zero.
E nesse processo de automatizar a votação, o Maranhão conseguiu avançar e ficar à frente de cidades maiores e mais desenvolvidas.
Hoje o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Cleones Cunha, vai anunciar que, em 2020, a votação no Maranhão será 100% no sistema biométrico.
Até maio do próximo ano, pouco mais de 250 mil eleitores precisão procurar a Justiça Eleitoral para se recadastrar.
Quem assim não fizer, não poderá votar.
De uma eleição para outra, o Maranhão andou ao lado das inovações da Justiça Eleitoral. Primeiro entraram no sistema biométrico as cidades de Paço do Lumiar e Raposa. Depois, em um trabalho ousado, o TRE conseguiu – em um ano – deixar todo o eleitorado de São Luís (o maior do estado) com o voto por meio da identificação por impressão digital.
Em junho de 2019, restavam mais de 1 milhão de eleitores para se recadastrar. Mais uma vez, o TRE foi ousado e implantou um projeto-piloto que permitiu que eleitores que estiverem em cidades diferentes de seu domicílio eleitoral pudessem fazer o recadastramento. Deu certo e o resultado é que mais de 94% do eleitorado maranhense já pode votar se identificando pela impressão digital.
Entrevista – Para apresentar os números sobre a biometria no Maranhão, o presidente do TRE, Cleones Cunha, vai reunir hoje a imprensa.
A entrevista coletiva está marcada para acontecer às 16h na sede do tribunal antes do início da sessão de julgamento da Corte Eleitoral.
O presidente vai mostrar que o Maranhão é o 10º estado brasileiro a ter uma votação 100% biometrizada.
Estado Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário