domingo, 27 de outubro de 2019

TOMA LÁ DÁ CÁ entre Câmara Municipal e Prefeitura de São Luís

Resultado de imagem para edivaldo holanda júnior E OSMAR

Não é de hoje que as coisas andam na contramão quando se fala em Câmara de Vereadores, Prefeitura de São Luís e Aprovação de empréstimos.

Em primeiro de dezembro do ano de 2017, Edivaldo Holanda encaminhou a Mensagem N-18/2017, para a Câmara Municipal de Vereadores de São Luís. Com o objetivo único e exclusivo de obter autorização para contratar um empréstimo de uma bagatela cifra. Nada menos que R$ 240.000.000,00 (duzentos e quarenta milhões de reais) a ser contratado com a Caixa Econômica Federal, no âmbito do Programa de Financiamento FINISA, sob a justificativa de inevitável execução de obras de infraestrutura urbana, obras civis, obras em concreto armado, pavimentação asfáltica, drenagens e instalações em gerais, nas zonas rural e urbana de São Luís.

Dessa forma, da noite para o dia, a Câmara Municipal aprovou ainda antes do recesso de final de ano, o Projeto deLei 241/2017 que versa sobre a autorização para contratação do referido empréstimo.


Pasmem a celeridade dessa votação. Algo surpreendente!

Mas a farra não parou por aí ...

Pouco mais de um ano depois, Edivaldo Holanda encaminhou outra Mensagem N-02/2018, para a Câmara Municipal de Vereadores de São Luís pedindo autorização para contratação de operações de crédito no valor de R$ 100.000.000,00 (cem milhões de reais), só que agora junto ao Banco do Brasil. E um novo objetivo, melhorar a infraestrutura viária e a mobilidade urbana.

E mais uma vez o Legislativo concede a autorização, conforme publicação em 08 de maio do ano de 2018, do Projeto de Lei 006/2018.

Atropelos e questionamentos não prosperaram, pois más línguas versam sobre um cala boca generalizado e beneficiamento de redutos eleitorais, com vistas as eleições municipais em 2002.

Não podemos deixar de relembrar a Mensagem N-05/2019, onde Edivaldo Holanda solicita junto a Câmara Municipal de São Luís, a contratação do reconhecimento de dívida junto a SLEA – São Luís Engenharia Ambiental e o referido parcelamento, aprovado sob o Projeto de Lei055/2019, em regime de urgência.  Vale destacar que foi aprovado numa manobra da base aliada de Edivaldo. Essa pauta já rendeu inúmeras matérias neste blog.

Agora, de uma hora para outra, a Câmara Municipal de São Luís resolve convocar o Secretário de Governo, Pablo Rebouças, a prestar esclarecimentos aos parlamentares sobre como está sendo aplicado o recurso obtido, por meio dos empréstimos que foram autorizados pela Câmara Municipal de São Luís à Prefeitura de São Luís.

O Secretário Municipal de Governo deverá prestar esclarecimentos, na próxima terça-feira (29), na Câmara Municipal de São Luís.

Nenhum comentário:

Postar um comentário