segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Maranhão na liderança dos focos de queimadas no Nordeste

Um relatório do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) confirma que o Maranhão vive situação preocupante em relação a incêndios florestais.
De acordo com o “Relatório Queimadas” – baseado em dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) – de 154.811 focos de queimadas no país, no segundo trimestre de 2019, 17.944 focos foram registrados no Nordeste, “sendo que destes, 39.9% foram registrados no Maranhão”.
“Entre os Estados com maior quantitativo de focos de queimadas na região nordestina, o Maranhão ocupou o primeiro lugar, com 7.164 focos no segundo trimestre de 2019, seguido pelos estados da Bahia, com o total de 6.189 (34.4%) e o Piauí, com 3.416 (19.03%) focos”, aponta o documento do Imesc, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Programas Estratégicos.
Ainda segundo o relatório, os números só não foram maiores porque neste ano choveu demais no Maranhão.
Entre os municípios com maior concentração de focos no Estado, no acumulado dos meses de abril, maio e junho destacam-se: Balsas, Mirador, Fernando Falcão, Carolina, Riachão, Grajaú, Loreto, São Félix de Balsas, Alto do Parnaíba e Sambaíba.
Nesses, houve aumento das queimadas em relação a 2018.
Acesse aqui a íntegra do relatório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário