sexta-feira, 5 de abril de 2019

Arapongagem

Resultado de imagem para araponga

Chegou ao Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro, a denúncia de que o secretário de Segurança Pública do Maranhão, o comunista Jefferson Portela, teria determinado que a Polícia Civil investigasse quatro desembargadores. Quem levou para a esfera nacional foi o deputado Edilázio Júnior (PSD), que pede ao ministro que o caso seja investigado.

Pela justificativa do parlamentar, o governo estadual pode ter usado um órgão do Estado para intimidar magistrados. E para mostrar que este não foi o primeiro caso, Edilázio lembrou que, em 2018, a Polícia Militar teria sido usada para fichar adversários políticos do governador Flávio Dino (PCdoB).

As duas situações foram classificadas pelo deputado como “arapongagem”. A ideia de Edilázio é que a Polícia Federal entre no caso para apurar a suposta ação da SSP contra os quatro desembargadores. Agora, resta saber como agirá o ministro.

Os governistas estão torcendo para que ocorra o mesmo que houve no caso da espionagem da PM nas eleições do ano passado, quando duas denúncias foram feitas na Procuradoria Geral da República (PGR) e nada foi feito.

Atuação – O deputado Edilázio Júnior tem sido uma pedra no sapato do governador Flávio Dino. O parlamentar do PSD vem mostrando que, mesmo em Brasília, vai se manter como um atento fiscal do governo do Maranhão.

Além dessa questão dos desembargadores, Edilázio também trabalha em outra frente, que é a da MA-315, que foi inaugurada recentemente, mas está se deteriorando.

O parlamentar vai provocar o Ministério Público Estadual e também o Tribunal de Contas do Estado para que seja feita uma investigação da obra que custou mais de R$ 11 milhões.

Estado Maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário