sexta-feira, 1 de março de 2019

"PALHAÇADA": DESRESPEITO A PACIENTES NA MARCAÇÃO DE CONSULTAS NO PAM DIAMANTE


Resultado de imagem para pam diamante

A "palhaçada" continua instalada no sistema de marcação de consultas do Pam Diamante, hospital da rede estadual de saúde. O blog voltou a receber denúncia de pacientes sobre o desrespeito no atendimento daquela casa de saúde.

Eline contou que tem  vivido um verdadeiro martírio para marcar um cardiologista ao pai, um idoso de 77 anos, com sequelas de AVC.

Ela denuncia que os serviços que antes eram oferecidos pelo CEMESP, na Avenida Kennedy, só pioraram, e o atendimento virou uma “Zorra” depois que foi transferido para o PAN Diamante, o que tem dificultado muito a realização de procedimentos de saúde aos idosos. Hoje, segundo ela, para se conseguir uma vaga é preciso dirimir na fila, e pior que isso, ter que chegar ainda a tarde do dia anterior à marcação da consulta.

“Quando era CEMESP era melhor, qualquer coisa a gente ia diretamente lá e marcava, só que agora eu tô indo lá no Pan Diamante e não consigo, porque eu cheguei lá às 4 horas da manhã, e já tinha um monte de gente. Tem gente que tá chegando 5, 6 horas da tarde para marcar no dia seguinte para cardiologista”, revela.

Eline diz que vários pacientes reclamaram na direção do hospital e foram orientados a ligar no número 3311-61 34 ou ir pessoalmente na segunda-feira, isso mesmo, segunda-feira de carnaval. É que cardiologista só marca dia de segunda. E funciona mesmo marcação de consulta durante a festa de Momo? Só acredito vendo!

“Eles mandam a gente ligar pra marcar, mas o número só dá como desligado. A gente morre de ligar e não consegue nada. Esses dias, tenho passado manhã e tarde ligando, mas esse número não funciona. Aquilo virou uma zorra. Tá uma palhaçada esse atendimento no Pam Diamante. Ela (uma pessoa da direção) mandou a gente ir na segunda-feira, mas segunda-feira é carnaval, ou seja, só poderemos tentar novamente só no dia 11 de março. Isso é humilhante, é  revoltante, é um desrespeito muito grande desse governo com nós que precisamos da saúde pública”, desabafa.


E então senhores, até quando vão brincar com esse atendimento desumano? O governador do alto do seu "picadeiro" tem alardeado que a  saúde do Estado está às mil maravilhas, mostrando belas imagens, bons argumentos, mas na prática o efeito é inverso, pois na plateia tem gente dormindo na porta do hospital (o circo) pra tentar conseguir uma consulta. E ainda Inventaram a tal plataforma de um teleatendimento quem simplesmente não existe. É um atendimento indigno e tão absurdo, um descaso que nem Jó, com toda sua paciência suportaria.


E ai vão tentando passar a ideia que está tudo ótimo, espetacular, houve mudanças que ficou agora melhor que no governo passado e tal, mas pelo visto, a diferença do governo Roseana para o governo Dino na área da saúde, é que apenas trocaram seis por meia dúzia, mudaram nomes de procedimentos, mas as práticas são as mesmas, apenas com personagens diferentes. E as mudanças tão alardeadas pelo atual governo, na realidade não passa de propaganda enganosa, literalmente uma "palhaçada", desrespeito ao cidadão.




Nenhum comentário:

Postar um comentário