quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Professor do Colun é afastado acusado de assédio sexual

O professor de química do Colégio Universitário (Colun) Francicarlos Veras Cardoso foi afastado das suas funções pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) depois do surgimento de uma série de denúncias de assédio sexual por alunas e ex-alunas da escola.
No total, o acusado teria assediado 15 garotas.
O afastamento dele foi confirmado por portaria assinada pela reitora da UFMA, Nair Portela. O professor fica fora das funções por, pelo menos, 120 dias, enquanto responde a um processo administrativo.
Segundo as vítimas, Francicarlos prometia boas notas em troca de sexo. Os casos teriam ocorrido até 2017, quando cerca de 15 alunas o denunciaram e pediram o seu afastamento (saiba mais em O Estado).
Racismo
Pivô do atual escândalo sexual, Francicarlos Veras Cardoso também já esteve no epicentro de um caso de racismo.
Em fevereiro de 2013, quando era diretor do Colun, ele foi denunciado pelo Diretório Central dos Estudantes “17 de Setembro” num caso envolvendo a então estudante do curso de Artes Visuais da UFMA Wgercilene Martins.
Segundo a entidade estudantil, a aluna “foi interpelada de forma desdenhosa na presença dos alunos” por Francicarlos Cardoso e pelo coordenador do ensino médio Telésforo Reis.
Motivo: ele é negra e tem cabelos crespos (saiba mais).
Outro lado
O blog tentou encontrar contatos do professor, sem sucesso. O espaço está aberto para suas explicações.
Por Gilberto Léda

Nenhum comentário:

Postar um comentário