quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

O vandalismo nosso de cada dia

A pichação do banco da recém-inaugurada praça Deodoro revela a face mais cruel do cidadão que grita alto contra os políticos, mas despreza seu próprio patrimônio público, jogando contra si mesmo


O banco atacado pelo covarde pichador alheio à importância do patrimônio público

Editorial

Vandalismo é o termo mais ameno para classificar o crime urbano que ocorreu na recém-inaugurada Praça Deodoro.
Uma obra belíssima, feita em parceria do Iphan e da Prefeitura de São Luís deveria encher de orgulho o ludovicense, que ganhou mais um cartão postal na sua bela cidade.
Mas o que se viu no banco da praça, pichado covardemente, é o aspecto mais grotesco do “cidadão”.
Quem sabe o sujeito que fez estes estrago no monumento público não tenha saído às ruas a gritar contra a corrupção dos políticos?!?
Muito provavelmente, o cara que pichou o banco deve ter muita vezes cobrado obras de urbanização em seu bairro, ou reclamado da falta de infraestrutura em sua rua.
O prefeito Edivaldo Júnior fez um apelo em suas redes sociais, ao se deparar com a imagem do banco vandalizado.
O prefeito Edivaldo Júnior fez um apelo em suas redes sociais, ao se deparar com a imagem do banco vandalizado.
– Li hoje cedo a lamentável notícia. É preciso que todos saibam que a cada banco pichado, escultura danificada ou qualquer outro patrimônio público depredado, a cidade toda é agredida. A limpeza do espaço já foi realizada. mas aproveito para pedir a colaboração de todos os ludovicenses para cuidar do que é nosso e denuncia este tipo de atitude criminosa – desabafou o prefeito.
Sem dúvida nenhuma, é um crime o que ocorreu na Praça Deodoro.
Um crime do cidadão contra si próprio…
Por Marco Aurélio DEça

Nenhum comentário:

Postar um comentário