quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Greve Geral! São Luís pode ficar sem ônibus nesta sexta-feira (01)

Grupo que comanda sindicatos desde a década de 90, se reveza para pressionar aumentos de tarifas em São Luís

Empresários e trabalhadores se revezam em disputa por aumentos e quem sempre paga a conta é a população de São Luís
A disputa de “puxa-corda” nunca termina entre o sindicato dos trabalhadores e patronais rodoviários de São Luís, e no meio deste “arranca rabo” está a população de São Luís.

Com chantagens praticadas, que nunca tem fim, entre dois grupos, (desde o início dos anos 90), que comandam o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários - STTREMA e o Sindicato das Empresas de Transportes – SET. Eles vem se revezando para pressionar a Prefeitura de São Luís há várias décadas e encontrou agora, o fraco e apático Edivaldo Holanda Júnior – PDT, e deita e rola, mesmo com regras claras chanceladas por um Contrato, as chantagens para aumentar o valor das passagens não cessam.

Os empresários que atualmente comandam o Sistema de Transportes da Capital são os mesmos de sempre, nunca mudaram, o que mudou mesmo foi os nomes das empresas.

Os “trabalhadores” que comandam o sindicato da classe, são do mesmo grupo, só mudaram os cargos na diretoria da entidade – é o mesmo “modus operandi” da classe patronal.

O Ministério Público do Trabalho e seus Procuradores, assim como o eminente juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses difusos de São Luís, devem agir prontamente para solucionar de uma vez por todas esta situação caótica do transportes coletivo de passageiros da Capital.

O que não dá mais para se admitir é esta “colcha de retalhos” que é feita a cada chantagem promovida pelos sindicatos patronais e dos trabalhadores. 

O Blog está fazendo um levantamento dos nomes dos atuais proprietários empresários de empresas, bem como dos membros da diretoria do sindicato dos trabalhadores, e vai provar o que realmente acontece nos bastidores do sistema de transporte coletivo de São Luís.

Por Filipe Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário