sábado, 16 de fevereiro de 2019

Governo do Estado cancela o programa Cartão Transporte Universitário

O Governo do Estado do Maranhão cancelou o programa Cartão Transporte Universitário. A informação foi confirmada no final da tarde desta sexta-feira (15) pelo Diretor Municipal de Juventude de Codó, Valdeci Júnior, em mensagem enviada aos estudantes que fazem parte de um grupo de WhatsApp.
“Alguns de vocês me procuraram para saber sobre a questão da edição do Transporte Universitário. Estava previsto para o dia 04, conforme anunciado pelo próprio Governo do Maranhão. E aí eu não poderia me posicionar sem que ainda um cenário estadual sobre como é que tá realmente a situação. Então por telefone eu me comuniquei com a coordenação geral do programa e, segundo eles, não vai haver. Não vai haver uma edição para este semestre”, informou.
Demostrando tristeza com a decisão do Governo do Estado, Valdeci Junior lamentou que os estudantes universitários codoenses possam ser prejudicados com o cancelamento do programa.
“Eu fico triste e ao mesmo tempo preocupado, porque se pegarmos outros municípios, São João do Sóter, por exemplo, tem 17 bolsas, tem municípios que tem duas bolsas, ao contrário de Codó. Nós já chegamos em edições com quase 300 bolsas. Então é um impacto muito grande”,lamentou.
Mesmo não atendendo os quase 500 alunos que estudam em Caxias, o programa Cartão Transporte Universitário era considerado de extrema importância para os estudantes codoenses.
O custo mensal com transporte para quem mora em Codó e estuda em Caxias é de R$ 350. O valor é considerado extremamente alto e o benefício do Governo do Estado ajudava a diminuir o impacto financeiro dos estudantes.
Com o fim da ajuda e sem o apoio do Governo Municipal, os codoenses que estudam em Caxias terão que se adaptar a uma nova realidade que não estava previsto para este semestre.
O programa
O programa Cartão Transporte Universitário tinha por objetivo apoiar em caráter suplementar estudantes maranhenses da educação superior do ensino presencial da rede pública e privada de ensino superior dos municípios maranhenses que necessitam deslocar-se diariamente de seus municípios de residência para os locais de seus cursos de graduação, mediante a transferência direta de renda.
Em três edições, o programa contemplou quase três mil jovens em todo estado que receberam um benefício financeiro no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais) por semestre letivo para custear seu deslocamento diário no trajeto domicílio-IES-domicílio (ida e volta) não inferior a 100 km (quilômetros).
Por Marcos Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário