segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Virada de Ano organizada por Astro de Ogum mantém 72 anos de tradição

Resultado de imagem para reveillon praia do olho d'água

Um dos eventos da virada mais contagiantes das religiões de matriz africana realizados em São Luís está mantido e acontecerá na Praia do Olho d’Água, dia 31 de dezembro, embora em outro perímetro da faixa de areia. A mudança decorre da interdição do trecho onde costumava acontecer, devido às obras de ampliação da Avenida Litorânea.

Trata-se de um marcante e simbólico ritual de homenagens à Rainha do Mar, quando os participantes fazem seus agradecimentos relativos ao ano que se encerra e pedem proteção para o ano vindouro. Na linha de frente está o vereador Astro de Ogum, um incansável para manter essa tradição de 72 anos.

Este ano a equipe do vereador Astro se empenhou e o local fica há poucos metros de onde era realizado todos os anos.

Geralmente, os rituais, com orações e danças, estendem-se até os primeiros raios de sol do novo ano e o mar fica coberto por oferendas, incluindo objetos os mais diversos, sabonetes e muitas flores.

As homenagens à Rainha do Mar se estenderão até o amanhecer do primeiro dia do ano de 2020 numa grande demonstração de fé e compromisso com as tradições herdadas de nossos ancestrais. 

domingo, 29 de dezembro de 2019

Roseana Sarney conta com 11,4% das intenções de voto em São Luís, mesmo sem confirmar candidatura


Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Econométrica no período de 17 e 18 de dezembro, para conhecer a preferência do eleitorado na capital do Estado, confirma a liderança de Roseana Sarney na corrida pela Prefeitura Municipal de São Luís, mesmo ainda sem confirmar sua entrada na disputa eleitoral de 2020, a ex-governadora conta hoje com 11,4% das intenções de votos em São Luís.
Em primeiro lugar aparece o Deputado Federal Eduardo Braide e em terceiro ficaria o Deputado Estadual Duarte Júnior .
Uma coisa é certa, caso Roseana Sarney seja realmente candidata em São Luís, a eleição pode ter segundo turno sem nenhum candidato ligado aos Leões.
Veja o resultado de uma das simulações de primeiro turno.

sábado, 28 de dezembro de 2019

Superar obstáculos


Por Adriano Sarney
Muitas pessoas com algum tipo de deficiência, assim como seus familiares, já relataram casos de preconceito. Como expliquei no primeiro artigo desta série, o preconceito é uma crença, uma cisma, algo enraizado nas pessoas, difícil de provar. A justiça passa a poder punir quando existe o ato de discriminação, ou seja, as ações começam a externalizar os pensamentos e atitudes preconceituosas: quando alguém diz coisas ofensivas ou trata pessoas de forma distintas devido à sua etnia, classe social, religião, raça, condição física ou mental, aparência, etc. Caso não exista a atitude discriminatória, a vítima do prejulgamento é prejudicada por uma crença injusta, sem conhecimento prévio, de uma pessoa ou de um grupo de pessoas.
O Estatuto da Pessoa com Deficiência, sancionado em 2015, tem por objetivo “assegurar direitos e punir atitudes discriminatórias.” No entanto, a lei é uma gota no oceano de preconceitos existentes para que a pessoa com deficiência sinta-se realmente ativa na sociedade.
Um famoso caso ocorrido em 2010 exemplifica a luta de um cadeirante para se tornar servidor público. O médico veterinário João Paulo Fernandes Buosi foi aprovado em primeiro lugar em um concurso público para atuar como fiscal do Conselho de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo. Mas o segundo colocado foi chamado para preencher a vaga. Absurdo maior é que o edital do concurso previa vagas reservadas a deficientes. O órgão afirmou que o candidato não foi chamado porque não se enquadrava nos requisitos para o cargo. Após denunciar o caso no Ministério Público e na Procuradoria da República, o episodio ganhou repercussão nacional e a posição do órgão foi revista.
Foi preciso que o nosso herói fosse a luta para que a situação mudasse, pois como dito acima, não temos como provar na justiça o preconceito, precisamos conseguir demonstrar que houve um ato de discriminação. Existem muitos casos parecidos com o do João Paulo que não são denunciados, que reforçam o preconceito e atrasam o processo de inclusão de um grande número de pessoas.
No Maranhão, 1.6 milhão de pessoas apresentam pelo menos 01 deficiência, correspondendo a 24,97% da população. O Estatuto prevê reserva de vagas para pessoas com deficiência no mercado de trabalho, mas em nosso estado apenas 17% das vagas voltadas para elas são preenchidas. Por que será que essas vagas não são preenchidas? Desinformação, falta de estimulo do governo e também preconceito.
O esforço a favor da inclusão é certamente um aliado contra a discriminação, pois a legislação também trouxe mecanismos mais rígidos para punir os infratores. Entretanto, como o preconceito trata-se de uma crença, algo velado, deve ser combatido principalmente com conscientização. São vários obstáculos, vamos superá-los com bom senso e inteligência.
No próximo artigo desta série relataremos casos de preconceito e discriminação contra soropositivos.
*Adriano Sarney é deputado estadual, economista com pós-graduação pela Université Paris (Sorbonne, França) e em gestão pela Universidade Harvard.

Menos saneamento

Resultado de imagem para esgoto a ceu aberto
A Lei Orçamentária Anual proposta pelo Executivo e aprovada pela Assembleia Legislativa mostra uma inversão de prioridades do governo Flávio Dino. Em 2020, áreas essenciais como a saúde e o saneamento básico perderão recursos para a propaganda do governo, cujo orçamento terá um acréscimo de R$ 13 milhões.
Em 2019, a rede estadual de saúde teve seus serviços afetados pela demissão de funcionários, pelo atraso no pagamento de fornecedores e dos médicos, prejudicando a qualidade do atendimento prestado à população maranhense.
Nesse cenário, em vez de aumentar os aportes para investimentos no setor para o próximo ano, o governo planeja um acréscimo de apenas R$ 1,3 milhão em 2020, enquanto os gastos com a propaganda aumentarão de R$ 63,5 milhões para R$ 76,6 milhões – uma elevação de R$ 13 milhões.
Já o orçamento da Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) foi drasticamente reduzido. No Maranhão, onde 84% da população não têm acesso à rede de esgoto, a Caema perderá R$ 32 milhões para investir na ampliação e melhoria do sistema de esgoto. No caso do abastecimento d’água – que não chega a 47,3% dos maranhenses – os investimentos serão reduzidos de R$ 32 milhões para R$ 5 milhões, uma diminuição de 84%.
São as prioridades comunistas. Ou a inversão delas.
Estado Maior

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Desafio lançado

Resultado de imagem para roberto rocha e flavio dino
O senador Roberto Rocha (PSDB) lançou um desafio para o governador Flávio Dino (PCdoB) para que a MA-006 seja totalmente recuperada. São mais de 232 quilômetros de responsabilidade do governo estadual, mas que o tucano garante que conseguirá recuperar 142 quilômetros da estrada. Resta saber se o comunista topa o desafio e acaba com os problemas que a região de Balsas enfrenta.
A MA-006 é alvo de reclamações constantes por parte dos produtores de soja do sul do Maranhão. A via, nos últimos cinco anos, não recebeu a devida atenção do Poder Público e, com isso, o escoamento da produção vem sendo prejudicada. Os agricultores já até se mobilizaram para fazer melhorias por lá.
Apareceu agora uma oportunidade para extinguir os transtornos. Roberto Rocha se compromete a viabilizar – por meio do Governo Federal – uma obra de recuperação da MA-006 do trecho que compreende Balsas até Tasso Fragoso. Serão mais de 140 quilômetros.
Com essa obra, Rocha desafia o governo Flávio Dino a recuperar o trecho de Tasso Fragoso até Alto do Parnaíba. Serão somente 92 quilômetros para a gestão estadual se preocupar.
À coluna, o tucano disse que os primeiros meses do ano que se aproxima serão dedicados para a ser feito o projeto básico. Logo em seguida, será feita a licitação. Com isso, ficará tudo organizado para iniciar de fato o serviço que deixará o primeiro trecho da via recuperado.
Resta saber se o governo estadual topa o desafio para deixar a MA-006 pavimentada. “Não estou falando de tapa buraco. Estou me referindo a reconstrução total da rodovia, no padrão Dnit”, afirmou Roberto Rocha.
Responsabilidade – Não há motivos para o governador Flávio Dino não aceitar o desafio lançado pelo senador maranhense.
Isso porque o comunista – mais de uma vez – já colocou o seu governo à disposição da União para recuperar rodovias que são de responsabilidade do Governo Federal.
Se pode recuperar uma BR, não há porque não se voltar para trabalhar por uma MA, que é de total responsabilidade do estado.
Estado Maior

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Natalino Salgado faz votos de prosperidade e boas relações com a chegada do Ano Novo


Justiça nega pedido para retirar matérias do blog da jornalista Itamargarethe

Resultado de imagem para itamargarethe correa lima

A Justiça Estadual indeferiu a antecipação de tutela requerida pelo empresário Paulo Braid Ribeiro Júnior, em ação de obrigação de fazer com reparação de danos, contra o blog da jornalista Itamargarethe Corrêa Lima. O autor pretendia que a titular da página eletrônica excluísse da internet, imediatamente, as matérias que seriam alegadamente ofensivas à sua honra. Na época das publicações, o empresário havia sido denunciado por ex-funcionárias pela prática de assédio sexual.
A parte autora alegou, em síntese, que “tomou ciência de forma inusitada da denúncia imputada a sua pessoa, em razão de prática de suposto assédio sexual, estando em fase inicial de investigação”. Alegou, ainda, que foi “surpreendido ao tomar ciência de que seu nome vem sendo frequentemente vinculado aos supostos assédios supramencionados”. No mérito, pediu a confirmação da tutela, além da retirada dos post públicos pela jornalista em seu blog e uma indenização no valor de R$ 10 mil.
A Ação de nº 0847376-29.2019.8.10.0001 foi protocolada no mês de novembro deste ano e tramita na 4ª Vara Cível da Capital. Em sua decisão sobre tutela antecipada, o magistrado registrou que, “existindo um conflito aparente entre direitos fundamentas previstos na Constituição Federal, de um lado, a inviolabilidade da intimidade, vida privada, honra e imagem das pessoas e, de outro, a liberdade de informação e expressão, deve-se analisar de forma ponderada, para resolução do suspeito enfrentamento”.
Para o juiz, o caso, à primeira vista, revelou que o pedido de tutela antecipada não restou satisfatoriamente consubstanciado e nem evidenciado, de plano, o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Além disso, a questão precisa do contraditório. “No caso em tese, entendo que deva preponderar, neste momento processual, o direito à informação, o que não ofusca a busca posterior por eventuais excessos praticados pela parte requerida. Além disso, o Supremo Federal, na Arguição de Descumprimento Fundamental de nº 130, entendeu que a liberdade de imprensa é incompatível com a censura prévia”, disse o Douto Julgador em despacho.
Por fim, o magistrado, indeferiu o pedido para deferimento tutela de urgência por entender inexistência de comprovação de inocência com relação ao autor. “Assim, de mais a mais, não vislumbrei, em nível de cognição sumária, indícios de direito do autor para retirada da reportagem do blog, sequer risco de dano de difícil reparação a esta altura, pois comum também é, que a notícia se espalhe nos primeiros momentos de sua ocorrência e depois não mais se alastre. Ademais, ainda não há comprovação de inocência com relação ao autor a justificar que seja a notícia excluída do mundo da imprensa. Eventuais danos causados, se comprovada tal inocência posteriormente, podem ser eventualmente cobrados em procedência de indenização. Destarte, entendo que o pedido de tutela antecipada não restou satisfatoriamente consubstanciado e nem evidenciado, de plano, o perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Além disso, a questão precisa do contraditório. Dessa maneira, não demonstrando de forma clara, portanto, os requisitos essenciais para deferimento de pedidos realizados em tutela de urgência, a INDEFIRO”, finalizou.
AUTOR MENTE NA AÇÃO
Na exordial, ao alegar ser um renomado empresário integrante do laboratório de Análises Clínicas no Estado do Maranhão, fundado em 2014 e conhecido nacionalmente por sua excelência na prestação dos serviços na área de saúde e assistência social, Paulo Braid Ribeiro Júnior mentiu em suas alegações ao afirmar “que em meados de abril de 2019, tomou ciência de forma inusitada da denúncia imputada a sua pessoa, em razão de prática de suposto assédio sexual, estando em fase inicial de investigação”.
Em sua petição, fez questão de destacar que foi surpreendido ao tomar ciência de que seu nome vem sendo frequentemente vinculado aos supostos assédios supramencionados, por meio de reiterados post públicos pela ré em seu blog, para acesso de milhões de usuários na internet.
Ocorre que o autor omitiu uma importante informação com o objetivo de induzir o magistrado a erro. Conforme preceitua a lei de Imprensa, antes da veiculação da matéria à própria jornalista entrou em contato com o autor para ouvir sua versão dos fatos. No entanto, ao se manifestar, por telefone, sobre o assunto, o empresário Paulo Braid Júnior debochou da denúncia de assédio sexual dizendo que espessuras exibidas na foto, tanto no comprimento quanto na largura, não reportarem a realidade das suas genitálias.
Tais informações serão apresentadas no curso da instrução probatória, após as informações que serão solicitadas junto à operadora de telefonia celular da jornalista, que servirão para comprovar não apenas a ligação entre autor e ré, mas, também, o conteúdo ofensivo do autor na conversa entre ambos.
JUS ESPENEANDI – O DIREITO DE ESPERNEAR

A Ação de Obrigação de Fazer impetrada pelo empresário tem como motivação o que no direito chamamos o “jus esperneandi”, uma expressão jocosa muito usada no meio jurídico, e que tem como significado o “direito de espernear” ou o “direito de reclamar”.
Sem sombra de dúvida, o cidadão, exercendo essa função, deverá movimentar a máquina judiciária sempre quando se sentir ofendido ou caluniado. De outro lado, o papel do profissional da área de comunicação é informar à sociedade sobre fatos, acontecimentos ou denúncia envolvendo quem quer que seja, incluindo, assim, o pedreiro, a autoridade ou um renomado empresário.

Preocupação


O Sindicato Rural de Imperatriz divulgou, ontem, nota pública em que expõe preocupação de produtores rurais com o imposto criado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) que vai taxar, a partir de 2020, em 3% a tonelada da soja, do milho, do milheto e do sorgo produzidos e transportados no estado do Maranhão.
O imposto foi criado por um projeto de lei aprovado no Legislativo Estadual e já sancionado por Dino, no Palácio dos Leões.
Para os produtores, há gravidade no caso. Na nota, o sindicato afirma que já tomou a iniciativa de procurar outras entidades de classe da região, tais como a Aprosoja de Balsas, a Associação comercial de Imperatriz, outros sindicatos rurais do estado e grandes produtores de grãos.
O objetivo é levar ao governador a insatisfação do setor e a preocupação com o ônus criado pela máquina administrativa, que vai penalizar milhares de produtores.
“Para tanto, já foi por nós requerido uma data para uma audiência junto ao governador, e tão logo seja marcada e designada uma reunião com esta finalidade estaremos repassando a informação aos amigos para montarmos uma comitiva representativa em defesa de nossos interesses se fazendo presente na audiência a ser marcada”, destaca trecho da nota.
A taxação em 3% do valor da tonelada de produtos agrícolas foi instituída pela Lei 11.184, sancionada pelo chefe do Executivo e publicada na edição do dia 11 deste mês do Diário Oficial do Estado para vigorar a partir de 1º de janeiro de 2020.
Estado Maior

domingo, 22 de dezembro de 2019

Louvemos a Mãe de Deus

Resultado de imagem para maria mae de deus
Por José Sarney
“Numa mulher não se bate nem com uma flor” — esse era o mantra da minha geração. A mulher era o objeto maior da criação. Ninguém tem vida senão através de uma mulher, a criatura mais adorável do mundo, nossa mãe.
O Novo Testamento tem uma protagonista, ao lado de Jesus Cristo, que é Maria. Nossa Senhora é a personagem essencial no nascimento e na morte de seu Filho. Ao receber o anúncio do Anjo Gabriel, Maria responde com o mais belo dos hinos:
“A minha alma exalta o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador! Pois Ele contemplou sua serva humilde. Pois desde agora e para sempre me considerarão bem-aventurada.” (Lc 1,47-48)
A imagem mais desoladora que já houve é a da Mãe com Deus exangue em seus braços. Assim, resolvi que a minha mensagem de Natal fosse uma exaltação Mariana. Não podemos entender que o homem se volte, numa sequência iníqua, a cometer, de uma maneira brutal e permanente, violência contra as mulheres. Que o Natal, cuja figura principal é o Menino Jesus nascido de Maria, ícone da família, não permita que aquela que ele criou para ser a companheira do homem, para que ele não vivesse a solidão do mundo, se transforme em sua vítima, ensanguentada e morta pela maldade do homem.
Nada mais revoltante e ao mesmo tempo humilhante para os homens que a enxurrada de notícias sobre agressões às mulheres, vítimas do ciúme, da dependência familiar, do desajuste, do parceiro violento, do alcoolismo ou até mesmo de formas doentias de desejo sexual, como masoquismo e sadismo — o encontro de satisfação com a dor dos outros, perversão dos sentimentos cuja existência está documentada desde a antiguidade.
O Natal é a festa da família, da solidariedade, do amor, da exaltação da figura de Maria, escolhida por Deus para ser o instrumento de Sua presença na Terra, para que nós tenhamos a certeza de não estarmos sós, mas termos a presença de Jesus Cristo ao nosso lado, para ouvir nossas preces, consolar nossos momentos de angústia e dar-nos instantes de alegria.
O Natal nos traz um momento de felicidade, instante de todos os homens, os anjos cantando a mensagem de Deus: “Paz na terra aos homens de boa vontade.” (Lc 2,14)
Que neste Natal juntemos as nossas preces pedindo a Deus pelas mulheres vítimas de violência, para purificar o coração dos homens do pecado da violência e ver na figura do Deus Menino, do nosso Cristinho, um símbolo de que nas mulheres, nossas mães, mães de todos, Mãe de Deus, não se deve bater, como se dizia na minha infância, “nem com uma flor”.

sábado, 21 de dezembro de 2019

Mulheres, filhas e supostas amantes de vereadores são funcionários fantasmas em Rosário

O ano das eleições municipais ainda não se iniciou, mas os ânimos estão animados na cidade de Rosário, distante 70 km da capital São Luis.
Tudo começou com a descoberta, por meio do portal da transparência da prefeitura municipal, de uma lista de possíveis funcionários fantasmas.
A confusão em torno de quem é ou não funcionário fantasma tem tornado assunto de debates nas principais redes sociais da cidade. Dentre os fantasmas, tem chamado atenção, familiares de alguns vereadores que se dizem de oposição ao governo da prefeita Irlahi Linhares. Segue a lista de alguns:
Mônica Torres de Medeiros Rocha, esposa do vereador Jardson Rocha, está na folha de pagamento da prefeitura de Rosário como assessora com salário de R$ 2.800,00.
Girlene de Fátima Silva Marinho, esposa do vereador Sandro Marinho, está na folha de pagamento da prefeitura de Rosário como assessora com salário de R$ 2.800,00.
Karliane Ferreira da Silva, esposa do vereador Kiko, está na folha de pagamento da prefeitura de Rosário como assessora com salário de R$ 2.800,00.
Além destes, há outros tantos prováveis funcionários fantasmas – estão inclusos familiares de vereadores de situação e oposição, ex-vereadores, pré-candidatos a prefeito e a vereador, e seus familiares, familiares de secretários, e claro, familiares da prefeita Irlahi Linhares.
Membros da sociedade civil da cidade de Rosário se reuniram na sessão da Câmara de Vereadores da cidade de Rosário no último dia 25/11/2019, para cobrar explicações referente ao envolvimento de familiares dos nobres edis na folha de pagamento da prefeitura do município de Rosário, sem que estejam exercendo suas atividades. A sessão foi tomada por palavras de ordem dos manifestantes cobrando respostas por parte dos vereadores, que por vezes riam, debochadamente – principalmente Kiko e Jardson, dos manifestantes que estavam agrupados na galeria da câmara de vereadores.
Os vereadores tentaram seguir com as pautas planejadas anteriormente, mas, por insistência dos manifestantes ali presente, o assunto – funcionários fantasmas – foi pautado. Os nomes mais aclamados para apresentar justificativas foram os vereadores Kiko, Jardson, Sandro Marinho, Necó e Carlos do Remédio.
O vereador Carlos do Remédio se defendeu das acusações, negando quaisquer irregularidades com seus familiares.
O vereador Necó reagiu com agressividade e chamou as acusações de caluniosas. Defendeu a criação de um projeto de lei que vede a nomeação de parentes para cargos em comissão e funções de confiança na prefeitura municipal.
O vereador Sandro Marinho, renomeado nas redes sociais de “ladrão honesto”, assumiu as irregularidades, além de afirmar que todos na câmara praticavam a mesma conduta.
O vereador Jardson desafiou os manifestantes a provarem as irregularidades e acusou perseguição política. Em determinado momento colocou o cargo a disposição se forem provadas as irregularidades. Os manifestantes pediram a renúncia do vereador chamando-o de “ladrão”. Alguns manifestantes lembraram o vereador que no início do mandato havia afirmado que vestiria saia se aliasse a prefeita Irlahi Linhares – foi oferecida a saia pelos manifestantes.
O momento mais tenso da manifestação foi quando o presidente daquela casa legislativa, vereador Kiko, reagiu acusando os manifestantes de serem os primeiros a irem na porta de vereadores pedirem, e não teriam “moral” para reivindicarem irregularidades deles, além de esnobar os votos da sede, segundo ele: “os eleitores dos povoados o elegeram”. Iniciou-se um tumulto com muitas vaias e pedidos de renúncia do vereador.
Ao término da sessão, os manifestantes se concentraram em frente a câmara de vereadores de Rosário a espera do presidente. Iniciou-se um “bate boca” entre os manifestantes e o vereador Kiko com acusações de ambos os lados.
Agora, espera-se a denúncia e posterior resultado da investigação do ministério público sobre a existência de funcionários fantasmas na prefeitura de Rosário e, conseguinte, abrir a “caixa preta” do Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Rosário. Após o resultado, há possibilidade da abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para reivindicar – cassar – os mandatos dos parlamentares por irregularidades, e claro, Jardson vestir saia e desfilar pela cidade.
Seguem abaixo, alguns dos familiares e indicações dos vereadores da cidade de Rosário: Esposa do sobrinho de Carlos do Remédio; Mãe e Pai do vereador Rachid Sauaia; Irmã do vereador Hamilton Filho; Filha do vereador Agenor Brandão.
PS.: Apresentaremos em outra matéria a relação dos vereadores com os pré-candidatos a prefeito da cidade de Rosário.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

UFMA realiza confraternização Natalina


SÃO LUÍS – Na manhã desta sexta-feira, 20, o reitor Natalino Salgado realizou uma confraternização de Natal no Restaurante Universitário (RU), com um café da manhã especial voltado para servidores e discentes. Na ocasião, houve ainda a apresentação do coral Canto de Luz, da Universidade Integrada da Terceira Idade (Uniti), e reflexões de fé e esperança com as mensagens da professora do departamento de História Marise Campos, da Casa Fanti Ashanti, do pastor Jedaías Azevedo, da Igreja Batista do Olho d’Água, e do padre Cláudio Fernandes, do Santuário da Conceição.
Essa ação teve por objetivo celebrar o término de mais um ano, comemorando as mudanças, inovações e os avanços que foram conquistados, visando cada vez mais a novas perspectivas para a Universidade. O café da manhã foi um momento idealizado pelo reitor para confraternizar e unir a comunidade acadêmica em clima de agradecimento.
“Esse café é uma celebração de união em que vamos passar a mensagem de paz, união e fraternidade. Temos que aproveitar o período do Natal para lembrarmos a mensagem que Jesus Cristo deixou, que é a de respeitar o ser humano. A Universidade Federal é grandiosa. Aqui é o local de produção da ciência, uma catedral do conhecimento. Por isso somos responsáveis por formar muitas gerações que vão servir ao nosso país e ao nosso estado”, afirmou Natalino.
Para a técnica-administrativa Irema Pontes, a comemoração foi um ato muito importante para agradecer este ano. “Nós percebemos a importância deste momento natalino. Essa ação é muito especial para nós, que estamos aqui diariamente”, disse.
Esse espírito de união, confraternização e diversidade foi o que mais chamou a atenção do aluno Daniel Vieira. “Eu achei muito interessante que, nesse café da manhã, houve o convite de líderes religiosos, de religiões de matriz africana, evangélica e católica, o que mostra realmente a representatividade que o Natal tem. Espero que mais ações como essa, que fazem a união entre a comunidade acadêmica, continuem ocorrendo para realmente aproximar cada vez mais os integrantes da Universidade”, completou.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Futebol feminino da UFMA é vencedor do X Campeonato Estadual da Advocacia Maranhense


SÃO LUÍS - No último sábado, 14, a seleção de futebol feminino da Universidade Federal do Maranhão chegou à final do seu primeiro campeonato conquistando o título de campeã. Como convidada, a equipe da UFMA interrompeu uma sequência de três vitórias consecutivas do time favorito ao título do X Campeonato Estadual da Advocacia Maranhense, o Tutela FC da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A seleção da UFMA levou para o campo um elenco cheio de vontade e determinação, comandadas por uma comissão técnica de alta competência.
“Todas as meninas se dedicaram com muito afinco e estão de parabéns. A sensação é de dever cumprido, pois o campeonato foi bem difícil, competindo com uma equipe muito bem estruturada que é a do Tutelas. Essa é a prova de um trabalho bem programado, bem estruturado e aplicado que nos dá a certeza de colhermos frutos ainda melhores no ano de 2020”, salientou o treinador Washington Aragão Júnior.
Participando de três rodadas classificatórias, o primeiro embate ocorreu dia 9 de novembro, contra o time Capelas PM, obtendo uma vitória de 3 x 0. O segundo confronto ocorreu dia 23, no qual a seleção da UFMA perdeu de 7x1 para o Tutelas que estava em busca do seu tetracampeonato. Já no dia 30, o time da UFMA seguiu para o terceiro confronto, dessa vez, contra o Habeas Goles, vencendo a partida por 3x1, o que garantiu a vaga para a final, que novamente jogou contra o time favorito ao título, o Tutelas, no dia 14 de dezembro. Na partida final, o placar ficou empatado 1x1, o que levou a decisão para os pênaltis, resultando na vitória de 3 a 2 da UFMA em cima do Tutela.
“Recebemos essa vitória com muita alegria. Entramos em campo conscientes de que os outros times tinham mais experiência que a gente, mas, apesar do nosso time estar formado há pouco tempo, demos o nosso melhor e conquistamos o título. Acreditamos que o futebol da UFMA tem grande potencial e é nesse talento que estamos investindo para o ano que vem, como é o caso do Campeonato Universitário Nacional, para o qual estamos nos preparando”, comemorou a capitã do time, Surya Djane Silva.
Criada em 9 de julho de 2019, a seleção nasceu da vontade de alguns graduandos de diversos cursos da UFMA, em formar uma equipe nessa modalidade [futebol feminino] para competições locais e até nacionais. A iniciativa contou com apoio da coordenação de esportes da Pró-Reitoria de Assistência Estudantil da Universidade (Proaes-UFMA), que incentivou a criação de uma comissão técnica para dar início às atividades esportivas.
“Estamos todos muito honrados com a atuação das nossas atletas e da nossa direção. O reitor Natalino Salgado e a gestão da UFMA inovaram mais uma vez criando a Diretoria de Esportes e Lazer, por meio da PROAES. Entendemos o esporte como uma das atividades carro-chefe de qualquer instituição, sobretudo, de uma universidade, pois o esporte integra, educa, forma profissionais e fomenta a cultura. Queremos, em 2020, acompanhar de perto nossos atletas e dar total visibilidade para a seleção da UFMA”, afirmou o Pró-Reitor de Assistência Estudantil (PROAES), Leonardo Soares.
Para o vice-reitor Marcos Fábio, no exercício da reitoria, a conquista desse título humaniza a Universidade e dignifica o esporte feminino como um grande potencial. “Essa é a prova da qualidade dos nossos alunos em qualquer área a qual se dedicam. Vê-las agora, chegar a esse patamar no esporte, é, para nós, uma grande emoção, visto que, atualmente, as mulheres têm tido grande visibilidade, sejam nas publicações de artigos científicos, sejam nas atividades em que elas desenvolvem”, destacou. 
As atividades realizadas pela comissão técnica são frutos de um trabalho voluntário feito por estudantes que estão se formando, na UFMA, em Educação Física e por estudantes já graduados, que fazem parcerias com os cursos de Nutrição e Psicologia. “Acreditamos que essas parcerias vão se institucionalizar ainda mais a partir do ano que vem com a nova gestão, coroando nosso trabalho com novas conquistas. O objetivo é sempre levar os ‘dons’ da Universidade ao patamar que ela merece, o de estar nos primeiros lugares. Prova de que a UFMA é muito respeitada no campo esportivo”, finalizou o treinador Washington Júnior.
Elenco da competição:
01. Fernanda Mello - Engenharia Civil
02. Surya Djane Silva - Biblioteconomia
03. Laina Sousa - Educação física
04. Karlanny Pinheiro - Letras Francês
05. Monize Marinho - Nutrição
06. Beatriz Machado - Mestrado em políticas públicas.
07. Rayssa Dos Santos Carvalho - Educação Física
08. Rayanne Silveira - Doutorado em Engenharia Ellétrica
09. Eleilde de Sousa Oliveira- Mestrado em Química
10. Jemima Bezerra Santos Machado-Enfermagem
11. Jéssica de Araújo Santos - Pedagogia.
12. Odayrla Pereira da Silva - Educação Física/ Licenciatura
13. Alexsandra Cristina - letras/espanhol
14. Olimpia Thamyres - Ciências Econômicas
15. Luzinete Silveira - Ed. Física
16. Ludmila Veras Barbosa - Ed. Física
17. Vanessa Mota de Oliveira - Ciência e Tecnologia
18. Verônica Santos - Ed. Física/ Licenciatura
19. Daffenis Rodrigues Silva - Ciências Contábeis
20. Danieli Dandara Pinto- Pedagogia

Comissão técnica:
Eliakim (técnico)
Breno (preparador físico)
Washington Jr (técnico)
Rammon (preparador de goleira)
Luís Valentin (Diretoria)
Prof.Cristianne Cardoso (Psicóloga esportiva)
Newton (psicologia)
Denner (Fisioterapia)
Prof. Marcos (Nutricionista)
Comissão técnica:
Manoel Eliakim (técnico)
Washington Júnior  (Auxiliar Técnico e preparador físico)
Breno Henrique (preparador físico)
Ramon (preparador de goleira)
Luís Valentin (Diretoria)
Prof.Cristianne Cardoso (Psicóloga esportiva)
Newton (psicologia)
Denner (Fisioterapia)
Prof. Marcos Macedo (Nutricionista)