sábado, 22 de setembro de 2018

Os R$ 7 milhões gastos por Dino com jatinhos garantiria 7 centros de hemodiálise…

Dinheiro para construção dos hospitais foi deixado em caixa para o governo comunista, desde 2015, mas o governador ignorou a necessidade – que resultou em mortes no Maranhão – e preferiu gastar, em 2018, o mesmo valor com jatinhos


ENGODO COMUNISTA. Flávio Dino e Roniery Rêgo em um avião de carreira no início do governo. Mentira e descumprimento de promessa
O governador Flávio Dino (PCdoB) tinha garantido em caixa, desde 2015, pelo menos R$ 7 milhões para construção de centros de hemodiálise em todo o Maranhão.
O dinheiro tinha sido garantido no governo Roseana Sarney, dentro do programa de financiamento do BNDEs, e estava todo liberado para aplicação, segundo revelou ontem o jornalista Alex Barbosa, em reportagem do Jornal Hoje.
– Em 2014, o governo do Maranhão tinha, em caixa, quase R$ 7 milhões, em financiamento do BNDEs, para construção de 7 novos centros de hemodiálise em cidades do interior. Quatro anos se passaram e as obras nunca foram concluídas; algumas nem começaram – ressaltou Alex Barbosa.
A reportagem do JH, exibida ontem, mostrou o drama da família de Ilda Ferreira Barbosa, de 65 anos, que morreu na porta do Hospital Jackson Lago, em Pinheiro, após voltar de uma dura viagem a São Luís, para fazer o tratamento. ( Veja o vídeo da matéria)
No mesmo dia em que o Brasil via o quadro da saúde maranhense desmoronar sob Flávio Dino, a imprensa denunciava o contrato de mais R$ 8 milhões para aluguel de jatinhos usados pelo comunista.
O valor do gasto com aviões é até maior do que se precisaria para construir os centros de hemodiálise.
E o pior: Flávio Dino chegou a prometer, nos primeiros meses do governo, que jamais gastaria dinheiro público com jatinhos desnecessários. (Relembre aqui)
Quem te viu, quem te vê…
Por Marco Aurélio D'Eça

Nenhum comentário:

Postar um comentário