quarta-feira, 12 de setembro de 2018

O tal “volume de campanha” de Flávio Dino

Os asseclas do comunista afirmam, de maneira mentirosa, que os atos de campanha do governador Flávio Dino (PCdoB), no interior do Maranhão, têm arrastado muitos simpatizantes e dando a impressão que a eleição será definida facilmente no 1º Turno.
Além da afirmação ser inverídica, afinal a maioria dos atos de campanha tem sido um fracasso de público, em outros tem sido necessário que aliados cometam atrocidades para conseguirem um público apenas razoável.
Na cidade de Santo Antônio dos Lopes, o Ministério Público do Maranhão ajuizou uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra a secretária municipal de Educação, Raimunda Sousa Carvalho Nascimento.
O MP pediu inclusive o afastamento da secretária até o fim do período eleitoral, em 28 de outubro, para que os alunos de Santo Antônio dos Lopes não percam mais aulas em razão de atos com fim político-eleitoral, o que convenhamos é lamentável.
Após visita à Unidade Integral Gonçalves Dias, a Promotoria de Justiça Santo Antônio dos Lopes tomou conhecimento de que a secretária determinou que não haveria aulas nas escolas municipais no dia 31 de agosto de 2018. Conforme foi apurado pelo MP, a intenção era liberar os funcionários das escolas para participarem de um ato eleitoral em favor do candidato do PCdoB ao Governo do Maranhão, o governador Flávio Dino.
Agora começa a ser explicado o tal “volume de campanha” de Flávio Dino. Ao Blog só resta lamentar que sujeitem crianças a essa situação por conta da política eleitoral.
Por Jorge Aragão

Nenhum comentário:

Postar um comentário