terça-feira, 31 de julho de 2018

JOSÉ SARNEY AFIRMA: "EU FIZ MAIS EM 3 ANOS DO QUE FLÁVIO DINO EM 4"!

Ao discursar na convenção do MDB, na manhã deste domingo (29), quando sua filha, Roseana, foi confirmada candidata ao Governo do Estado, o ex-presidente e ex-senador José Sarney disse que nada justifica o governador Flávio Dino (PCdoB) ter feito tão pouco pelo Maranhão em quatro anos. Segundo Sarney, para justificar a sua pouca visão de gestor, Dino só tem dois argumentos: culpar a “oligarquia” e reclamar do pouco tempo que teve à frente do Palácio dos Leões.
Para ele, no entanto, basta a população maranhense comparar o governo atual com o seu, que durou apenas três anos, para perceber a diferença quando quando um gestor público quer e sabe trabalhar.
Sarney lembrou que assumiu o Governo do Maranhão em 1966, quebrando uma sequência de três décadas de mando do ex-senador Victorino Freire, mas o Vitorinismo nunca foi justificativa para não trabalhar e fazer as obras que prometeu em campanha.
Em apenas três anos, listou, construiu o Porto do Itaqui, a Barragem do Bacanga, a Ponte do São Francisco (que foi inaugurada pelo sucessor, Antônio Dino), a Ponte Newton Bello (no Caratatíua), desenvolveu um arrojado programa educacional (um ginásio por mês, uma faculdade por ano e o primeiro sistema de ensino a distância por TV, o Cema), construiu a São Luís-Teresina, a estrada de Buriticupu, trouxe energia de Boa Esperança e uma série de outras obras que mudaram o Maranhão.
O ex-senador disse que, mesmo afastado da vida pública, todos os dias é vítima de ofensas tanto do governador quanto de aliados seus, porém seus agressores escondem que foi ele, como presidente da República, que devolveu a democracia ao povo brasileiro, com a legalização dos partidos comunistas, devolução do direitos dos moradores das capitais elegerem seis prefeitos, convocação da Assembleia Nacional Constituinte e a garantia de programas sociais como Vale Transporte, Sistema Único de Saúde (SUS), Farmácia Popular, Programa do Leite e muitos outros.
José Sarney disse que a eleição de Roseana vai trazer de volta uma era de prosperidade para o Maranhão, que hoje vive tempos sombrios assim como estava em 1965 quando se candidatou a governador. Ele criticou Flávio Dino (PCdoB) por perseguir pequenos comerciantes, pequenos pecuaristas e praticar outras ações impiedosas, como tomar e leiloar motocicletas, automóveis e outros veículos, sem dar tempo ao proprietário de quitar seus débitos; negativar pequenos comerciantes etc.
Segundo ele, sua filha não queria mais se candidatar, entretanto foi feito o apelo dos seus aliados para que voltasse a governar o estado, e este mesmo sentimento é manifestado em todas as regiões do estado. 
          
Por: Aquiles Emir

COMUNISTAS ESTÃO MORRENDO DE INVEJA DO JINGLE DE ROSEANA CANTADO POR ALCIONE!


            

É como eu disse na matéria “Para quem duvidou e apostou na não candidatura de Roseana, agora ela é candidata oficial ao governo do Maranhão…, publicada no dia 29 de julho de 2018, onde disse: “Os presentes se encantaram, cantaram e dançaram o jingle da campanha de Roseana que fora gravado pela cantora Alcione. Alcione também aproveitou para cantar uma canção com José Sarney. Os presentes na convenção esperaram ansiosos por repetições do jingle da candidata emedebista, pois a letra fala a verdade e os dinistas sabem do sucesso e tentam atacar até a cantora Alcione, que é reconhecida nacionalmente.


Do blog do Caio Hostilio

HELENA DUAILIBE RECEBE O RECONHECIMENTO DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA NO 25° "VEM PRA CÁ"


A pré-candidata a deputada estadual Helena Duailibe participou no último fim de semana de uma das maiores atividades do movimento de evangelização da juventude. Na companhia do vereador Afonso Manoel, a dupla prestigiou o 25º Vem Pra Cá, que ocorreu em Paço do Lumiar.
No total mais de 150 jovens participaram da atividade católica. Ao fim do evento, o Frei Wanderlan chamou Afonso Manoel e Helena Duailibe para um agradecimento especial, afinal os dois foram os responsáveis por ajudar e garantir a realização do Vem Pra Cá 2018.
O ACAMPAMENTO VEM PRA CÁ é um encontro realizado pelo Movimento Eclesial Renovação Carismática Católica (RCC) da Arquidiocese de São Luís, em especial pelo Ministério Jovem (MJ) e Ministério Universidades Renovadas (MUR) que tem como objetivo promover mudança de vida do jovem ampliando sua visão de mundo em todos os aspectos, social, político, econômico, mas, sobretudo espiritual, por meio da cultura de Pentecostes gerando novos homens e novas mulheres para um mundo novo, para uma civilização alicerçada no amor de Deus.

Nossa identidade está fundada na experiência do mergulho profundo no Espírito Santo de Deus, e este momento é significativo para toda a juventude e universitários da arquidiocese.

Neste ano de 2018, a Renovação Carismática do Brasil medita o tema: “Eis que estou à porta e bato” (Ap 3,19), onde somos chamados a ouvir a voz do Senhor que vem nos visitar e nos permitir viver um encontro pessoal e transformador. É mais uma oportunidade que Ele nos dá de experimentarmos seu incondicional e transformador amor, que nos move a espalharmos no mundo a sua boa nova.
É por meio do seu Santo Espírito, do espalhar a cultura de Pentecostes, que poderão assim vivenciar a civilização do Amor; neste ACAMPAMENTO VEM PRA CÁ, queremos renovar mais uma vez essa linda e profunda experiência. O evento acontecerá entre os dias 27 a 29 de julho de 2018, para louvar, glorificar a Deus e Dele recebermos uma grande Efusão do seu Santo Espírito por intercessão da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa, para que igualmente a ela, os nossos corações estejam dispostos a viver em santidade como discípulos missionários propagadores da Cultura de Pentecostes.
Do blog do Diego Emir

FLÁVIO DINO PROVA DO PRÓPRIO VENENO USADO CONTRA O EX-GOVERNADOR JACKSON LAGO!


Lideranças e eleitores no interior começam a por dúvidas na candidatura do comunista, por causa da inelegibilidade do seu vice, Carlos Brandão; há oito anos, atual governador espalhava história parecida contra o falecido pedetista

Flávio Dino em uma das raras fotos com Jackson Lago: traição e covardia na campanha de 2010
Em 2010, quando disputou pela primeira vez as eleições de governador, a campanha do comunista Flávio Dino utilizou uma estratégia cretina contra o ex-governador Jackson Lago (PDT): em busca da hegemonia na oposição, espalhou no interior que o pedetista teria os votos anulados pela Justiça Eleitoral.(Relembre aqui e aqui)
A tática covarde da campanha dinista atingiu em cheio o ex-governador, que acabou amargando um terceiro lugar naquela disputa, vencida em primeiro turno por Roseana Sarney (MDB).
Hoje, Flávio Dino prova o mesmo veneno que fez Jackson experimentar há oito anos.
Lideranças e eleitores no interior questionam sobre a validade da campanha do comunista, uma vez que seu vice, Carlos Brandão, deverá ser declarado inelegível pela Justiça Eleitoral.
Há quem acuse o próprio Flávio Dino de provocar a inelegibilidade de Carlos Brandão
O drama de Flávio Dino é o mesmo de Jackson Lago, com uma diferença: o do ex-governador era uma mentira inventada pela campanha comunista. O de hoje, é um risco real, a ser decidido na Justiça Eleitoral.
Já existem, inclusive, especulações de que Brandão será substituído pelo ex-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB). (Veja aqui)
Outros, apontam que seria a oportunidade para que o PT assumisse a vaga.
Mas enquanto Flávio Dino insiste em manter Brandão como companheiro de chapa, o desgaste de sua candidatura ganha corpo no interior maranhense.
E pode causar sérios danos na candiatura do próprio comunista…
Do blog do Marco D'eça

SARNEY FILHO O MAIS EXPERIENTE PARA ASSUMIR O SENADO!


Com o seu nome confirmado para concorrer ao Senado pelo PV, o pré-candidato Sarney Filho mostrou experiência ao falar das prioridades para o estado, durante a Convenção do MDB que oficializou Roseana como candidata a governadora do Maranhão. “Passei 40 anos da minha vida trabalhando pelo Maranhão e pela nossa gente, como deputado e como ministro do Meio Ambiente, o que me permitiu ter a experiência, a moral e a segurança necessárias para agora lutar pelo Senado”, afirmou o deputado.
Diante da multidão de apoiadores presentes no Espaço Renascença, o deputado foi muito aplaudido ao mostrar a sua trajetória política, como parlamentar e ministro do Meio Ambiente, por duas vezes, em governos diferentes. “Na verdade, fui ministro, não de Governo, mas de Estado. O reconhecimento do meu trabalho me levou ao cargo”, disse.
Ele reconheceu que o Senado representa um grande desafio. “Todos querem vencer numa eleição, ainda mais sendo ela para o Senado. Não é um lugar para amadores, mas para gente experiente. Brasília é uma guerra, e eu me sinto hoje preparado para buscar mais recursos para o nosso estado”, enfatizou.
Sarney Filho deu ênfase, ainda, ao seu trabalho em defesa da causa da natureza. “O mundo tem oito bilhões de habitantes, e aquilo que se retira da terra, a natureza não consegue mais repor. A destruição dos recursos naturais penaliza os mais pobres. São eles os que mais sofrem com a poluição dos rios, com os desmatamentos criminosos, com a falta de saneamento. Portanto, nunca me afastarei dessa luta, que é tão importante, como lutar pela vida ou pela liberdade”.
O candidato ao Senado falou sobre o seu empenho em ajudar o Maranhão, citando o apoio aos pescadores artesanais, cuidados com os manguezais, parques, rios e recursos para saneamento.
Do blog do Jorge Aragão

segunda-feira, 30 de julho de 2018

O DESABAFO DE UMA PROFESSORA SOBRE O DESGOVERNO FLÁVIO DINO



Resultado de imagem para flávio dino

Esse é um pequeno resumo do que o governador Flávio Dino fez com os professores do estado do Maranhão, nós, a classe que tanto acreditou que iríamos realmente ter um ‘Maranhão de todos nós”, mas fomos enganados, veja: em 2016 não pagou o reajuste federal de 11%, em 2017 pagou o reajuste federal de 7% somente sobre a GAM, o que significa apenas a metade do mesmo, agora em 2018 o reajuste federal foi 6% a metade foi paga em Março a outra em Junho, mas não pagou a diferença de abril e Maio, uma vez que o reajuste é a partir de Janeiro de cada ano.

Mas o pior é que ele continua tramando contra os professores, usando todos os artifícios judiciais; desde fevereiro ele tenta derrubar o processo de descompressão salarial, uma causa ganha na justiça tem sete (7) anos, mas será julgada novamente agora dia dois (2) de agosto, desejo do governador.

O objetivo desse comentário colegas professores é que nos lembremos das perdas que tivemos nesses quatro anos e não caiamos mais nas armadilhas daquele destruidor, pois cada um de nós com nossa família poderemos mudar o resultado de quatro anos atrás.

Não esqueçamos, mais quatro anos com esse devorador no poder nosso salário sumirá literalmente, porquê ele odeia professores.

Reflita, pense bem, pois o mal vem para matar, roubar e destruir, segundo Jesus Cristo.

Uma professora revoltada!

ROSEANA MOSTRA FORÇA EM CONVENÇÃO!




A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) mostrou ontem (29), durante convenção partidária realizada em São Luís, porque segue sendo o principal pesadelo dos comunistas do Maranhão.
Com força e liderança, ela reuniu uma multidão no Espaço Renascença para confirmar sua candidatura ao Governo do Estado. O empresário Ribinha Cunha, do PSL, foi oficializado como seu candidato a vice-governador.
Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB) completam a chapa majoritária, disputando vagas no Senado.
No seu discurso, Roseana destacou o que norteará seu programa de governo.
“Posso dizer que a prioridade maior é a proteção e o cuidado as pessoas, principalmente aquelas mais carentes”, afirmou.
Senado

Duas vezes ministro do Meio Ambiente e deputado federal por nove mandatos, Sarney Filho destacou que possui trabalho comprovado em prol do estado.
“Todos querem vencer numa eleição, ainda mais sendo ela para o Senado. Mas para isso precisa ter trabalho comprovado, fazer parte de um grupo coeso, que tem sempre como foco o benefício do povo. A população não quer e nem tem mais tempo para apostar numa aventura. Chega de enganação, falsas promessas. Por isso, vamos fazer uma grande convenção no domingo, pra mudar o Maranhão pra melhor, com mais emprego, transparência, segurança, respeito ao meio ambiente, saúde e inclusão e responsabilidade social”, destacou Sarney Filho.
Sem cabresto


Num aplaudido discurso, o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (MDB), elogiou a adesão da família Cunha ao projeto de Roseana, lembrou a perseguição que sofreu em 2016, quando foi candidato contra candidaturas ligadas ao Palácio dos Leões, e mostrou confiança na vitória.
“Vamos mostrar para o atual governador que o povo maranhense não tem cabresto. O povo maranhense quer Roseana de volta”, declarou.
Do blog do Gilberto Léda

domingo, 29 de julho de 2018

A GLORIOSA CONVENÇÃO DE ROSEANA!


Ex-governadora mostrou força política e levou milhares de pessoas de todo o Maranhão para o Espaço Renascença, onde teve a candidatura confirmada ao Governo do Estado

Quem ainda tinha dúvidas sobre a capacidade de mobilização popular da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), desfez essa impressão neste domingo.

A candidata do MDB ao governo mostrou prestígio popular e levou para o Espaço Renascença milhares de pessoas, de todos os municípios do Maranhão.

Ao lado dos candidatos a governador Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB), e do vice Ribinha Cunha (PSC), Roseana fez uma convenção completa, inclusive com a apresentação oficial dos jingles de campanha, alguns cantados ao vivo por Alcione.


Principal adversária do governador Flávio Dino (PCdoB), com quem deve polarizar a disputa, Roseana conseguiu reunir um grupo de partidos que lhe dará um importante tempo de propaganda eleitoral.

Candidata oficializada em convenção, a ex-governadora vai começar a campanha pelo interior maranhense.

Do blog do Marco D'eça

JOSÉ SARNEY: O MARANHÃO QUER MAIS!



Resultado de imagem para JOSÉ SARNEY
Por José Sarney
Uma das coisas que ouço é que ninguém pode negar que o Governador atual tem o mérito de inaugurar as obras que Roseana deixou feitas, ou licitadas, ou contratadas com os recursos do BNDES, e gosta de pintá-las de vermelho, sendo bom de marketing e de fake news.
Agora mesmo, em Imperatriz, foi descoberta e presa uma pessoa encarregada de soltar mentiras e perfis falsos de Roseana na rede social da internet, com o desejo de destruí-la na eleição; e todos estão sabendo que vem mais. O jogo é baixo. E quem era o chefe dessa ação? Um senhor Fabrício Oliveira, blogueiro do PC do B, que tem uma ficha nada recomendável, com ordem de prisão por crimes cometidos em Goiás — por assalto a mão armada —, e que se dizia funcionário do governo do Estado, fato negado pela Secretaria de Comunicação, que o financiava com anúncios.
Roseana não queria ser candidata, mas foi obrigada pela convocação do povo, que, em todo lugar, deseja sua volta, para assegurar o tempo de paz, de realizações, de grandes obras de infraestrutura e recuperar a confiança no Maranhão, que deixou de ter prestígio nacional e está numa situação de abandono.
Roseana nasceu com uma vocação de liderança, capacidade, empatia e carisma. Onde ela vai recebe esse reconhecimento do povo. Juntou-se a essas qualidades pessoais uma formação universitária invejável e uma grande determinação pessoal. É uma mulher forte e uma das maiores lideranças políticas e administrativas do País. Foi a primeira mulher a ocupar um governo no Brasil, deputada federal, senadora, quatro vezes governadora. No Congresso destacou-se pelo seu espírito de liderança, exercendo as funções de líder do Governo Lula e líder de bancada. Comandou a aprovação no Congresso de vários dos programas sociais do governo Lula, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida. Seu trabalho e competência lhe asseguram estar entre os maiores quadros do País.
No Maranhão é responsável por grandes obras, estradas do Sertão até Alto Parnaíba, estradas da Baixada, acesso a quase todos os municípios, crescimento do PIB, deixando o Maranhão como o 16º Estado do País, atraindo grandes fábricas, como a de energia de Santo Antônio dos Lopes, a de celulose de Imperatriz, a da Suzano, a de pelotização da Vale, consolidando o polo agrícola de Balsas com incentivos fiscais, criando a EMAP, que deu grande impulso ao Itaqui, fazendo uma política de atração de investimentos, restaurando a cultura popular maranhense, conseguindo da Unesco reconhecer São Luís como Patrimônio da Humanidade e modernizando a capital com grandes obras viárias, viadutos, calçamentos.
Governou com transparência, com probidade, focando em desenvolvimento social, mercado e renda, usando o planejamento em torno de macro-objetivos das ações governamentais, com a elevação dos índices econômicos, a melhoria dos índices sociais, modernização administrativa, acesso ao conhecimento, desenvolvimento infantil rural, distribuição de renda, cooperação estreita com os municípios. Enfim, nunca ninguém fez mais do que ela.
Sempre caminhou com seus próprios pés. Nunca precisei ajudá-la, ela foi quem me ajudou. Dela só tenho orgulho e alegria.
O Maranhão quer mais, e Roseana governadora vai atendê-lo, fazendo sempre mais, com a ajuda de seu povo e sobretudo da juventude que tanto lhe quer bem.
Roseana é sinônimo de ternura, de bondade, de crença em Deus e sobretudo um exemplo da mulher brasileira.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

EDUARDO CORRÊA DA JUVENTUDE DO PCDOB SE PASSA POR REPRESENTANTE DO DCE DA UFMA EM CONGRESSO DA UNE EM SÃO PAULO!

Por Júlio Belargo

Eduardo Corrêa ex estudante da UFMA se passando por representante do DCE no CONEG da UNE em SP

Desde a última sexta feira (20) está sendo realizado na cidade de São Paulo o 62° CONEG, o Conselho Nacional de Entidades Gerais, que é um fórum deliberativo organizado anualmente pela UNE. Tem o objetivo é reunir os representantes de Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs), Uniões Estaduais dos Estudantes (UEEs), federações e executivas de cursos de todo o Brasil. Normalmente, o CONEG é realizado para convocar as atividades da UNE, como o Congresso e a Bienal de Cultura, ou aprovar uma pauta específica, por exemplo, a plataforma política que os estudantes apresentam a cada eleição.

Apesar de qualquer estudante poder participar, o ex estudante da UFMA Eduardo Corrêa que foi jubilado pois não ia as aulas do seu curso, esteve presente falando como representante do Diretório Central dos Estudantes da UFMA, o DCE é a entidade de representação máxima dos estudantes de qualquer universidade, o problema é que o DCE da UFM 17 de Setembro gestão “Quem Vem Com Tudo Não Cansa” 2017-2020 não enviou nenhum representante para o 62° CONEG.

Eduardo Corrêa para quem não conhece já foi da juventude do PMDB, mas como a mamata dele lá acabou ele correu para as asas de seus adversários e entrou para a UJS, juventude do partido do governador Flávio Dino que é o “dono” da máquina estatal.

A reitora Nair Portela e a UJS  juventude de Flávio Dino
Ele está em São Paulo a custa do seu grupo politico dentro da UFMA capitaneado pela reitora Nair Portela que tem apoiado a UJS, juventude do partido do governador Flávio Dino. Esse tipo de golpe tem a intenção de ludibriar os estudantes da UFMA com vista para a tentativa de reeleição do governador nesse ano eleitoral.

Mas fica a pergunta, até quando eles acham que vão enganar os estudantes com essas farsas...?!

domingo, 22 de julho de 2018

JOSÉ SARNEY: O CONTO DO VIGÁRIO COMUNISTA

Resultado de imagem para jose sarney
Por: José Sarney
É de dar alegria o aquecido momento de publicação de livros de autores maranhenses e sobre o Maranhão. Até mesmo surgiu e pegou uma livraria, a AMEI, que só comercializa estes livros. Já escrevi sobre isso e sobre o serviço que vêm prestando à produção cultural do Maranhão.
Sendo um leitor compulsivo, tenho lido todos os livros que me chegaram às mãos, nesse bendito boom editorial. Muito tem-me ajudado a encontrar essas publicações o nosso Benedito Buzar, grande historiador e autor de alguns livros que hoje já são clássicos. No conjunto de obras, uma grande quantidade de informações sobre o Estado, em especial reflexões sobre a leitura de nossa História.
Como exemplo, li agora um conjunto de estudos universitários sobre o Maranhão em tempos de República: ensaios que abordam temas que vão da política até religião. Notei certa sedução em alguns trabalhos de ser novidade e assimilar contestações, preconceitos e pós-verdades, para usar uma palavra que está em moda. Para exemplo, vejo a construção de teses sobre a fundação da cidade de São Luís por franceses como sendo um movimento associado à burguesia, e o mesmo sobre a consagração do Maranhão como Atenas brasileira, feita no século XIX, quando no Maranhão nasceram e viveram grandes nomes da literatura brasileira, como João Lisboa, Odorico Mendes, Gonçalves Dias, Sousândrade, Gomes de Sousa e muitos outros.
Ora, nada mais claro e óbvio do que a cidade ter sido fundada por franceses, embora não seja uma cidade francesa, mas em tudo portuguesa, para orgulho de todos. Os franceses fixaram o primeiro espaço da cidade e fizeram muito mais, o que ultrapassa todas as outras fundações de cidade e marca o Estado do Maranhão: deixaram dois livros fundamentais, o História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão, do Padre Claude d’Abeville e o Viagem ao Norte do Brasil feita em 1613 e 1614, de outro capucho, Yves d’Évreux. Estes livros são fontes primárias para o conhecimento dos costumes dos Tupinambás, seus ritos, suas crenças e até de como eles viam e interpretavam o cosmo. O nome da cidade foi dado pelos franceses, o do rei santo, em homenagem ao rei menino. E, sob o signo da Cruz, deixaram para a eternidade, São Luís, em homenagem ao jovem rei da França, Louis XIII, seu descendente. Era tão grande a importância que davam a esse batismo que o Padre Abbeville diz que o rei o seria de três coroas: França, Navarra e Maranhão. São livros que até hoje são objeto de estudos e estão ligados às Histórias do Brasil e da América. Estas obras é que deram renome à cidade, ao descrever toda a aventura de sua fundação, data, cerimônias, feitos. Os franceses não deixaram a arquitetura, mas livros, e estes são para sempre.
O povo maranhense se orgulha da cultura maranhense. Nada mais justo do que de suas origens. Mas a ideologia, num tempo em que já acabou no mundo, ainda é utilizada. Era a tese do leninismo de destruir tudo, para em cima das ruínas construir a revolução salvadora. Aqui foi o único lugar no mundo em que um governo espalhou outdoors pelo país desmoralizando o Estado, dizendo “MARANHÃO, ESTADO MAIS POBRE DO BRASIL”. Eu mesmo vi um em Brasília e fiquei indignado.
Além do dano que causou e causa até hoje à imagem do Estado, é uma fake news. Atrás da gente, há 11 Estados. Somos o 16º, à frente de Mato Grosso do Sul, localizado no Centro-Sul.
Mas é ser pra-frente fazer politicagem, destruir verdades e dizer que o Maranhão é o mais pobre Estado do Brasil e que não somos a Atenas Brasileira, mas ‘apenas’. Nada de ser fundada por franceses, mas pela oligarquia. Rendeu frutos essa mentira, mas a consequência é que “deu no que deu”: a grande frustação que respira o povo maranhense, enganado no conto do vigário.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

ANIBAL LINS RECHAÇA O COMPORTAMENTO QUE FLÁVIO DINO COM PT


O pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PT, Anibal Lins, segue em sua caminhada de convencer o partido de que o melhor caminho, no atual momento, é optar por uma candidatura própria.
Anibal Lins fez um desabafo aos maranhenses, em especial aos petistas do Estado. O pré-candidato relembrou de como o PT foi maltratado pelo Governo Flávio Dino.
O petista iniciou sua “Carta aos Maranhenses” lembrando que o comunista enxotou o pré-candidato ao Senado, Márcio Jardim, da Secretaria de Esporte para contemplar um novo partido, o PP. Anibal ainda afirmou que como prêmio de consolação deu ao PT uma pasta com orçamento dez vezes menor.
“Como prêmio de consolação ao PT, o governador Flávio Dino nomeou a ex-deputada federal Terezinha Fernandes para comandar a Secretaria da Mulher, com orçamento anual de pouco mais de 4 milhões de reais. Ou seja, menos de um décimo do orçamento anual da Secretaria de Esportes”, destacou.
Anibal Lins também lembrou que ao invés de fortalecer o PT, o comunista foi na contramão e acabou foi cooptando uma parlamentar petista para o PCdoB. O petista voltou a lembrar que para piorar, Flávio Dino não abriu espaço algum na chapa majoritária e que prefere uma ‘golpista’ como Eliziane do que alguém do PT.
“Pra completar o serviço, o governador Flávio Dino ainda reduz a bancada do PT na Assembleia Legislativa pela metade, filiando no PCdoB a deputada estadual Francisca Primo e fecha-se a ceder qualquer espaço de destaque pro nosso partido na sua chapa majoritária. O Partido dos Trabalhadores não indicará nenhum dos seus dois candidatos ao Senado é muito menos a vaga de vice-governador. Mas Flávio Dino e o PCdoB não abrem mão do tempo de TV do PT para a sua reeleição e dá deputada federal golpista Eliziane Gama, na vaga que poderia ser de um petista”, afirmou o petista.
Resta saber se essas verdades relembradas por Anibal Lins, sobre o tratamento de Flávio Dino para com o PT, será suficiente para convencer os petistas maranhenses.
É aguardar e conferir.
Do blog do Jorge Aragão

terça-feira, 17 de julho de 2018

A RASTEIRA DE FLÁVIO DINO EM LULA!



A parceria entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o presidenciável Ciro Gomes (PDT) em prol da pré-candidatura do deputado federal Weverton Rocha (PDT) ao Senado soa como uma rasteira simbólica ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a quem Dino defendia de forma fervorosa meses atrás.
Dino e Ciro subiram ontem no mesmo palanque, formalizaram aliança para as eleições 2018 e apoio ao pedetista Weverton, um dos nomes do comunista na chapa majoritária.
Não haveria nada de anormal no ato político, não fosse a crise criada pelo próprio governador no mês de maio, ocasião em que ele sugeriu ao PT a desistência da pré-candidatura de Lula à Presidência da República e uma união dos partidos de esquerda em favor do nome de Ciro. O posicionamento foi destacado em reportagem publicada no dia 8 daquele mês no portal do jornal Folha de S. Paulo.
Naquela oportunidade, o PT desautorizou Dino.
A presidente da sigla, Gleisi Hoffmann, declarou que o nome de Ciro não passaria “nem com reza” pelo partido.
Constrangido e com a imagem desgastada nacionalmente, Flávio Dino recuou no mês seguinte e criticou publicamente a prisão do ex-presidente da República em seu perfil em rede social.
Também passou a tratar Ciro de “amigo” a partir dali, em vez de pré-candidato a presidente.
Com o ato de ontem, contudo, fez renascer nos petistas a desconfiança a respeito de suas reais intenções ao elevar a voz, vez ou outra, em favor de Lula.
Esse Dino…
Estado Maior

segunda-feira, 16 de julho de 2018

FLÁVIO DINO CONTINUA USANDO PROPAGANDA IRREGULAR EM PÁGINAS OFICIAIS DO GOVERNO NA INTERNET!


Resultado de imagem para flávio dino
O governo Flávio Dino (PCdoB) foi alvo, na semana passada, de mais uma representação formulada pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Maranhão.
Da lavra do procurador Pedro Henrique Castelo Branco, a ação pede a retirada de várias postagens com propaganda do governo dos canais oficiais do Executivo, além da aplicação de pesada multa sobre a gestão comunista.
Segundo o representante do Ministério Público Eleitoral (MPE), o crime do governo é – apesar de ter promovido mudanças nas páginas oficiais na internet, para retirar referências à gestão – ter mantido no ar diversos vídeos com propaganda e promoção pessoal do governador Flávio Dino.
Num dos exemplos citados por Castelo Branco, permaneciam nas páginas do Twitter e YouTube oficias do Executivo estadual, até o dia 11 de julho, vídeos sobre ações em Balsas e Joselândia, até com entrevistas do comunista.
Segundo resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), esse tipo de divulgação deveria ter sido cessado no dia 6 de julho.
– Nos vídeos há nítida publicidade institucional de atos e obras do Governo do Estado do Maranhão, inclusive com imagens do primeiro representado [Flávio Dino] ao lado de políticos e populares, bem como uso da palavra pelo primeiro representado e de populares, os quais indicam violação à vedação contida […] na Lei nº 9.504/97 -, relatou o procurador.
O vice-governador Carlos Brandão (PRB) também é alvo da representação.
Estado Maior

domingo, 15 de julho de 2018

MÁRCIO JARDIM NÃO SABE O QUE QUER...

Resultado de imagem para MÁRCIO JARDIM E FLÁVIO DINO

O petista e pré-candidato ao Senado, Márcio Jardim, emitiu Nota neste fim de semana ratificando a sua intenção de disputar as eleições de 2018 na chapa que tentará a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).
Márcio Jardim além de deixar claro que o PT precisa estar na chapa de Flávio Dino, também comenta o fato de que o comunista quer que o partido apoie a candidatura de Eliziane Gama (PPS) ao Senado, uma parlamentar que votou e trabalhou pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Veja abaixo.
Peço licença para encaminhar esta nota acerca dos debates na última reunião do Diretório Regional do PT.
Sobre o tema de candidatura própria ou apoio (incondicional ou não) a reeleição do governador Flavio Dino: não existe nenhum ineditismo nesse debate.
E quando digo isso não é pelo fato de ser assunto recorrente em qualquer discussão eleitoral no PT Brasil afora, refiro-me a dados de realidade histórica que envolvem o mesmo tipo de dilemas que tivemos já lá 2014. Naquela ocasião, é bom lembrar, não foram poucos os que defenderam que o PT apresentasse candidatura própria. E até mesmo nomes foram colocados. E julgo que o fizeram com legitimidade e idoneidade de propósitos. Portanto, entre a polarização estabelecida – apoio ao PMDB x apoio a FD – existiu um grupo que queria que o PT disputasse com nome próprio. Embora esse fosse mais tensionado pelo pólo que defendeu apoio a Flávio Dino (aqui me incluo) optou por não participar do “Encontro Estadual de Petistas em Apoio a Dilma e Flávio Dino”. Evento realizado em abril de 2014 que foi crucial e determinante na aglutinação de petistas para a campanha vencedora naquele pleito;
1- Sobre a questão do Senado e apoio do PT à chapa definida pelo governador Flavio Dino: aqui estaria, digamos assim, o xis da questão do debate sobre chapa majoritária, já que ela inclui a deputada Eliziane Gama, muitas vezes referida nas falas como “a golpista”, com os argumentos por todos nós já sabido. Ocorre, a meu juízo, que o debate central não foi enfrentado ainda. Qual é o limite da participação e apoio do PT a chapa com a deputada do PPS? Sim, porque não existe equação em que ela esteja na chapa e o PT não a apoie sem que não seja o PT tendo seu (a) próprio (a) candidato (a) ao senado. A menos que por algum motivo, até aqui ainda não exposto, o outro nome indicado seja substituído por alguém do PT. Na outra hipótese, a indicação de vice nos coubesse (isto acolheria a resolução do nosso Congresso Estadual). Mas estou tratando da chapa tal qual o governador apresentou. Ora, não basta dizer que “eu não voto na golpista” para isso representar o NÃO APOIO do PT. Voto é um ato de preferência unilateral. O instrumento que legaliza o registro de candidaturas é a ata da convenção partidária. E a ata da convenção do PT irá para o TRE dizendo que “a golpista” É SIM A NOSSA CANDIDATA. Não existe outra forma a não ser pelas hipóteses que aqui já mencionei. Portanto, uma coisa é o meu ato pessoal de não votar em A ou em B, outra coisa é o que vai dizendo o instrumento legal que determina o apoio e tudo que dele deriva, como uso do nosso tempo de TV e até mesmo o direito dela usar, se assim o quiser, imagens do Lula e da Dilma. Esse é o fato!;
2- Sobre a questão do Senado e nossas pré-candidaturas: ao que parece, restam dois nomes colocados; o meu e o da Adriana Oliveira que mais recentemente foi apresentado. Não posso deixar de fazer considerações de reconhecimento a uma mulher lutadora que tanto dignifica a luta das mulheres maranhenses. De modo muito particular aquelas que têm suas vidas marcadas por superação de grandes obstáculos para vencer. Enfrentando toda sorte de discriminação e preconceito. Fazer parte de uma discussão ao lado da Adriana só pode honrar e engrandecer a qualquer um. E assim me sinto: “honrado e engrandecido.” A apresentação do seu nome, ainda que com atraso, como frisou o presidente Augusto Lobato, ajudou a consolidar nossa posição sobre um nome petista para o senado. Lembro que estimulado por muitos companheiros a entrar na disputa pelo Senado e depois de ter conversado com o Presidente Lula e senadora Gleisi sobre o assunto, a primeira entidade que procurei foi a CUT, onde estive em visita a Adriana, ainda no ano passado, para tratar sobre essa postulação.
Como sempre disse: não estava para fazer nenhum tipo de barganha, não era balão de ensaio pra depois virar candidato a federal ou estadual. Não sou pré-candidato mirando suplência de A ou B na chapa governista. Não sou pré–candidato pra ser contraponto a ninguém do PT, não!
Estou para enfrentar as candidaturas de caráter golpista e neoliberais. Quero representar o partido em que milito antes de ter título de eleitor, que ao conhecê-lo e fazer opção por filiar mudou o significado da minha vida, quando era apenas um adolescente, filho de uma família de 10 irmãos de pai e mãe que trabalhavam no campo. Quero defender esse meu partido e tudo que ele representa pra mim e que se materializa nos legados dos governos Lula/Dilma. Defender o 13 para reforçar o voto na legenda e ajudar na eleição de nossa bancada federal e estadual. Não entrei no PT pra ser candidato e não estou agora participando de eventos do PT porque sou pré-candidato. Todos sabem do meu profundo vínculo orgânico com o partido; da minha participação nas lutas sociais e causas democráticas do nosso estado; que sempre tive lado e lutei por aquilo em que acreditei ser necessário para fazer um Brasil e um Maranhão mais justos, como nas campanhas de Flávio Dino ao governo em 2010 e 2014. E acredito, sinceramente, que a melhor estratégia para continuidade do projeto político do governador Flavio Dino é com PT na sua chapa.
Tenho muita admiração, respeito e consideração pelo governador. Sei ser grato e por ele tenho gratidão. Quando fui convidado a continuar no governo fiz opção por voltar para sala de aula para ficar mais a vontade e defender livremente minhas ideias e estratégias para o PT que podiam não ser coincidentes com a estratégia eleitoral do governo. Não poderia lhe causar este tipo de constrangimento. O bom amigo e aliado político é aquele que não coloca o outro em “bola dividida”. Sei da dificuldade em fazer vencer minhas teses. Por motivos óbvios ao fato do PT participar do governo e o que isso envolve em hábitos tão comuns a nossa cultura política. Candidatura é uma escolha dos de dentro (o partido) para ser julgada pelos de fora (o povo). Não quero e não farei luta interna apenas pelo vício de fazê-la, por revanchismos, ressentimentos ou qualquer outra motivação desprovida de grandeza humana. Eleição se ganha primeiro acreditando que é possível vencer e buscar dialogar e conquistar o eleitor no debate público. E se perde no nascedouro não acreditando ser possível vencer e se diminuindo no internismo pelo internismo. Portanto, deixo o meu nome à disposição de cada petista maranhense. E, se assim entenderem, que foi ele quem mais acumulou na questão do Senado e reúne, no atual momento, as melhores condições para eventualmente representá-los, estou a disposição do presidente Lula e da nossa presidenta Gleisi para fazer a disputa. E a farei com toda coragem, garra, e petismo na veia que tem minha história de vida e militância.
Qualquer que seja o resultado, sinto-me satisfeito por ter o reconhecimento de todos quanto a relevância de ter colocado o debate da participação do PT na disputa majoritária de forma altiva e ativa.
Mesmo quem não o diz publicamente, reconhece em caráter privado que estou combatendo de forma acertada o bom combate. Guardei a minha fé e o meu PT. Agradeço a todos que tem ajudado na construção desse caminho e que são os verdadeiros responsáveis por termos trazido essa nossa luta até aqui.
Saudações a quem tem coragem.
Com fé na vida e força na luta.
MÁRCIO BATALHA JARDIM – Pré-candidato a Senador e membro do Diretório Nacional do PT
Lembrando que no dia 28 de julho, o governador Flávio Dino quer anunciar, em convenção coletiva, oficialmente a sua chapa para as eleições 2018. Entretanto, o comunista vai precisar aparar algumas arestas e esta, inegavelmente, é uma delas.
Do blog do Jorge Aragão