sábado, 30 de junho de 2018

HUV-UEMA REALIZA TRABALHO DE EXCELÊNCIA



Por Julio Belargo

Em São Luís, os donos de animais têm uma boa notícia. Serviços como consultas, exames, tratamentos e cirurgias estão sendo oferecidos a preços populares no Hospital Veterinário da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e, além de ajudar a população, colabora com a formação profissional dos alunos.

A equipe conta com 52 profissionais sendo 21 deles médicos qualificados em diversas especialidades, Dermatologia, Oncologia, Odontologia e Oftalmologia. A demanda é grande, todos os dias são atendidos cerca de 70 animais por dia para consultas, exames laboratoriais, imagens, endoscopia, ultrassonografia, eletrocardiograma e ecocardiógrafa veterinário. Além de várias tipo de cirurgias são realizadas, uma média de 10 procedimentos diários, por isso nem todos os serviços podem ser feitos de graça. O valor praticado pela universidade só é possível porque o hospital-escola cobra somente o necessário para repor as medicações da farmácia e dos materiais hospitalares. Isso porque o objetivo da clínica não é o lucro, mas sim o aprendizado do aluno, o nosso hospital não visa lucro.

O diretor do HVU o Dr. Arnodson Campelo tem feito uma excelente gestão a frente do hospital, tem realizado otimizações em sua estrutura e ampliações no atendimento e procedimentos realizados. Hoje, o HVU-MA possui laboratórios onde estudantes e pós-graduandos podem desenvolver pesquisas em diversas áreas de atuação na medicina veterinária do Estado. Após seis meses de funcionamento houve um aumento em 40% de atendimentos para pequenos animais e de até 200% para animais de grande porte.



O HVU-MA tem como objetivo desenvolver aulas práticas para os alunos da graduação e pós-graduação do Curso de Veterinária e realizar pesquisa e extensão, principalmente nas comunidades das redondezas

Para obter atendimento no Hospital Veterinário

No prédio de Medicina Veterinária Campus da Uema. O atendimento é feito de segunda à sexta das 8h às 17h, sem intervalo. 

As internações serão possíveis brevemente.
Procedimentos mais procurados: cirurgias, exames laboratoriais, raio-x e ultrasson.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

WALDIR MARANHÃO DISPARA CONTRA FLÁVIO DINO: “JAMAIS PARTICIPAREI EM EVENTOS DE ALIADOS AO LADO DO MAIOR TRAIDOR DA HISTÓRIA DO MARANHÃO!”



Pré-candidato ao Senado, Waldir Maranhão descartou qualquer possibilidade de participar do mesmo evento que o governador Flávio Dino (PCdoB). O tucano afirmou: “Jamais participarei em eventos de aliados ao lado do maior traidor da história do Maranhão”.  
A fala de Waldir Maranhão surge após a informação de que ele estaria presente no ato de lançamento da pré-candidatura da  DraThaízaHortegal (PP), à deputada estadual, neste sábado(30) na cidade de Pinheiro.
Waldir está nesta sexta-feira (29), em Presidente Dutra, onde também declarou: “Tenho todo o carinho, amizade e respeito pelo Prefeito Luciano (de Pinheiro) e sua esposa DraThaíza, mas jamais compareceria a um evento deles ou de qualquer outro aliado, que tenha a presença do governador Flávio Dino, do qual fui vítima da sua ingratidão e acima de tudo, das suas mentiras e traições. Ingredientes comuns e diários de sua politicagem.”  

CÂMARA FEDERAL VAI FISCALIZAR OS GASTOS DE FLÁVIO DINO NA ADUTORA ITALUÍS!



O deputado Hildo Rocha, que é membro da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal (CFFC), conseguiu aprovar fiscalização (visita técnica) ao Sistema Italuis. O parlamentar quer saber como uma fortuna transferida pelo Governo Federal  para o Governo do Maranhão com a intenção de acabar o racionamento de água em São Luís, por meio da  CAEMA, não atingiu o objetivo. 

“O governo federal investiu mais de cem milhões de reais na construção  da nova adutora do Italuis. A CAEMA colocou o sistema em funcionamento, mas  o abastecimento de água, na cidade de São Luis continua deficitário. Em alguns bairros a situação é de calamidade. O Governo do Maranhão deve explicações, afinal foram investidos recursos públicos federais, dinheiro dos contribuintes”,destacouHildo Rocha.

Qual é a causa do problema? 

Rocha disse que o contrato prevê uma contrapartida do governo estadual. Essa contrapartida, segundo o parlamentar, deveria ser os serviços complementares. 

“Essa nova adutora foi implantada, quase toda, durante o governo da Roseana Sarney, ficando somente a passagem dos tubos sobre o estreito dos mosquitos e as obras complementares para serem feitas pelo atual governo. O governo Dino demorou mais de três anos para concluir a obra e infelizmente não acabou o racionamento e muitos bairros de São Luís continuam sem o fornecimento de água potável. Com a fiscalização, pretendemos descobrir a causa e buscar soluções para que a população de São Luís tenha água de qualidade em suas residências todos os dias da semana”, assegurou Hildo Rocha.

Do blog do Marco D’eça

quarta-feira, 27 de junho de 2018

DUARTE JÚNIOR NÃO CANSA DE PASSAR VERGONHA...

Por Julio Belargo



Em pleno jogo da seleção brasileira contra a Sérvia o ex-superintendente do PROCON Duarte Júnior tem compartilhado em vários grupos de whatsapp uma foto sua vestido com a camisa canarinho, até ai tudo bem, já que ele quer se fazer lembrado pois está na corrida por uma vaga na assembleia legislativa do estado.

O problema é que a imagem divulgada tem uma grosseira utilização de manipulação em PhotoShop com ele totalmente desproporcional, na imagem ele está com os braços de um fisiculturista, com a cabeça do tamanho de um ovo de avestruz e com um pescoço de marmita. O que remete aos seus tempos áureos de palhaço ShokTox no extinto programa dos anos 2000 Bianca e Cia.

Duarte Júnior já passou vergonha aparecendo trepado no telhado da sede do Viva Cidadão, na avenida Beira-Mar, sabe-se lá com que objetivo, participou de bate-boca violento e agressivo com o ex-vereador Paulo Roberto Pinto, o Carioca, em pleno salão de beleza no Calhau.

Será que ele vai chamar o PROCON por causa dessa sua imagem manipulada com extremo fracasso?!

terça-feira, 26 de junho de 2018

FLÁVIO DINO USA ESTRUTURA DO PALÁCIO PARA BENEFICIO ELEITORAL E FORA DA AGENDA DO GOVERNO!


Por Atual 7

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), usou a estrutura do Palácio dos Leões, prédio-sede do Poder Executivo estadual, para uma reunião político-eleitoral, nesta segunda-feira 25. A reunião, segundo publicado em diversos sites e blogs maranhenses, garantiu o apoio do prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB), e de pelo menos 14 vereadores do município, além de diversos secretários da gestão Gentil, à reeleição do comunista.
Pela legislação, o Palácio dos Leões, e toda a sua estrutura, só deve atender ao interesse público, reuniões e recepções de cunho institucional e não para o deleite privado, muito menos que beneficie eleitoralmente o mandatário dos cofres públicos do Estado. Como o encontro foi realizado fora da agenda institucional do governo, o evento pode ser caracterizado como crime eleitoral, além de ato de improbidade administrativa.
Segundo consulta feita pelo ATUAL7 na agenda institucional do chefe do Executivo, para ontem, estava marcado apenas três encontros: solenidade de ampliação do Programa Mutirão Rua Digna na Grande Ilha, às 9 horas; reunião com o secretário estadual do Trabalho e Economia Solidária, Hernando Macedo, às 11 horas; e reunião do Conselho de Gestão Estratégica das Políticas Públicas do Governo (Congep) — espécie de Conselhão, onde os integrantes recebem uma verba extra para participarem dos encontros —, às 14 horas.
Mesmo havendo no Palácio dos Leões uma ala residencial, esta é, também, custeada com o dinheiro do contribuinte.
Além de Dino, os pré-candidatos ao Senado em sua chapa, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), além dos ex-secretários Marcelo Tavares (PSB) e Márcio Jerry (PCdoB), respectivamente, pré-candidatos a deputado estadual e federal, também participaram da reunião, e podem, pela presença no local, terem sido eleitoralmente beneficiadas com o encontro.
O secretário estadual de Transparência e Controle, Rodrigo Lago, que acumula o cargo com a chefia da Casa Civil — e, em razão da primeira função, deveria ele próprio evitar e orientar os demais a não cometer o possível ilícito —, também aparece na imagem da reunião político-eleitoral.
O ATUAL7 solicitou por e-mail às assessorias da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) e da Procuradoria Geral de Justiça do Maranhão, e à Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), um posicionamento sobre o assunto e aguarda retorno.
O próprio titular da Secap, Ednaldo Neves, inclusive, também participou do encontro no Palácio dos Leões pró-releição de Dino.

RICARDO MURAD DENUNCIA PRECARIEDADE NO HOSPITAL CARLOS MACIEIRA

FLÁVIO DINO CRIA GRÊMIOS ESTUDANTIS ÀS VÉSPERAS DA CAMPANHA ELEITORAL

Por LINHARES


Às vésperas do período eleitoral, o governador Flávio Dino (PCdoB) não tem poupado esforços na tentativa de garantir a reeleição e algumas de suas atitudes são consideradas suspeitas para a manutenção da igualdade de forças entre os pré-candidatos.
O comunista começou a criar grêmios estudantis às vésperas da campanha eleitoral, usando a estrutura da Secretaria de Educação. Para o Governo, apenas uma forma tradicional no país de dar voz à garotada. Para a oposição, conota formação de comitês políticos disfarçados nas escolas públicas.
Um grêmio estudantil é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola, ele permite que os alunos discutam, criem e fortaleçam inúmeras possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade. Na prática, o PCdoB passa a formar comitês políticos no ambiente escolar, que se estende as famílias, e avança sobre um público que pode votar, mas não é obrigado. A legislação eleitoral permite o voto a partir dos 16 anos, porém ele é obrigatório apenas aos 18 anos.
“Coincidentemente” os jovens que participam dessas reuniões são alinhados à ideologia da esquerda. Em um desses encontros, 500 meninos e meninas estiveram reunidos na capital entre os dias 19 e 22, com hospedagens pagas pelo Estado.
A oposição promete questionar os “grêmios” criados a “toque de caixa”.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

LOBÃO AFIRMA “LULA FOI PRESO PARA NÃO SER PRESIDENTE DO BRASIL!”




“Lula foi preso para não ser presidente da República outra vez”. A afirmação, em tom contundente, foi feita pelo senador Edison Lobão (MDB), no plenário do Senado, em aparte a um igualmente forte discurso em que o senador catarinense Roberto Requião (MDB), criticou duramente a prisão do ex-presidente Lua da Silva (PT), sob a acusação, sem nenhuma prova documental e baseada em declarações premiadas de delatores, de que ele teria recebido um triplex no Guarujá (SP) como propina da construtora OAS. O aparte de Lobão corroborando com as duras críticas de Requião ao uso, para ele distorcido e ilegal, de delações premiadas como provas, ecoou fortemente dentro do seu partido, foi festejado pelo PT, reacendeu o debate sobre aspectos da Operação Lava Jato e, mais do que isso, intensificou a movimentação na corrida pelo Palácio do Planalto.
Ex-ministro de ministro de Minas e Energia no Governo Lula e, nessa condição, investigado a partir das delações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, o senador Edison Lobão interpretou a prisão do ex-presidente petista como uma ação política destinada a sua volta ao comando do País, comparando-o aos ex-presidentes Getúlio Vargas, que se suicidou para não acabar presido, e Juscelino Kubistchek, que foi cassado pelos militares por conta da sua liderança.
No aparte surpreendente pela contundência crítica, que foi interpretado como por uns como um gesto de lealdade ao ex-presidente Lula, de quem foi ministro e com quem construiu uma sólida relação pessoal, e por outros como uma manifestação também ao seu próprio favor como investigado até agora sem prova, Edison Lobão indagou, enfático: “Como se pode impedir que o maior líder nacional – não pelo que foi ontem, mas pelo que é hoje – de se exibir, de corpo inteiro, aos perigos da noite de uma eleição nova?”. E atacou, com igual contundência, o uso, para ele abusivo, das delações premiadas como base de acusação:
– Delação sem provas. Este é o crime. Relembre-se que o ministro (do Supremo) TeoriZavaski, sempre que despachava um papel autorizando uma investigação, dizia às autoridades da investigação: Atente-se para o fato de que delação não é prova, é apenas um caminho para a investigação. Mas o que se tem visto é que a delação aos poucos vai se transformando em prova.
E cm uma argumentação forte, situou o caso do ex-presidente Lula nesse contexto: “Vossa Excelência dizia há pouco que não há prova contra o Lula no que diz respeito ao triplex. Não há prova de que é dele, na medida em que se demonstrou que o imóvel pertence a uma construtora. Portanto, a prova que existe é a favor do Lula, e não contra ele. Mas insiste-se em dizer (que o triplex) pertence a ele. E em nome desta falácia, dessa falsidade, ele foi preso. E lá se encontra numa enxovia (cela de prisão escura e suja) por conta dessa falsidade”.
O senador emedebista avaliou que “os delatores têm feito um grande mal ao País, à medida que não provam nada do que afirmam”. Citou o exemplo do corrupto assumido Pedro Barusco, “um simples ex-coordenador de área da Petrobras”, que desviou milhões no esquema, fez uma ampla delação, devolveu parte do dinheiro e hoje está vivendo nas aprazíveis praias do Guarujá, no litoral de São Paulo. E concluiu avaliando que a Lava Jato “é um bem e não um mal”, e que a “maior parte” do Poder Judiciário é justa, citando o caso da senadora petista Gleisi Hoffmann, que foi denunciada por delatores, mas foi absolvida pelo Supremo por falta de provas. “O Caso Gleisi é prova de que o Supremo não perdeu o rumo”, assinalou.
No aparte ao colega emedebista Roberto Requião, o senador Edison Lobão instalou a sucessão presidencial no centro do debate, alertando para a interpretação segundo a qual decisões judiciais polêmicas e marcadas pela controvérsia estão interferindo fortemente no curso político do País, sendo a prisão do ex-presidente Lula uma intervenção que ameaça gravemente a estabilidade institucional do Brasil. Por essa visão, tal distorção só será corrigida com a revisão do Caso Lula, sua libertação e participação no processo que levou o ex-presidente Lula à prisão.
Do blog do Ribamar Côrrea

JOSÉ SARNEY: A MARRON É NOSSA!



Estamos em pleno clima de São João, este ano misturado com a Copa, os brasileiros sofrendo as agruras de uma seleção que deixou de ser a referência para entrar no jogo duro da disputa suada. Veja-se o que ocorreu com o jogo com a Costa Rica. Haja coração!
Mas não se pode falar em São João do Maranhão, o mais puro e mais belo do Brasil, sem falar em Alcione Nazareth. Ela faz parte da paisagem do mês de junho e é ela quem sempre está aqui conosco, com sua voz encantadora, que a tornou a maior cantora do Brasil contemporâneo, uma DEUSA, respeitada, admirada e consagrada. Ao lado de Roberto Carlos que é REI, ela é RAINHA.
Leio que ela está aqui e apresentou-se ontem no grande show do Arraial Pertinho de Você, onde mais uma vez foi alvo do delírio do nosso povo, que a adora.
Conheci Alcione muito jovem, menina do Liceu, ou melhor, da Escola Normal, já no domínio de sua vocação artística, participando de um conjunto colegial, em que se destacava pelo seu talento e espírito de liderança.
Seu amor pelo Maranhão é comovente. Driblando todos os seus compromissos, sempre encontra janela para vir ao Maranhão cantar para o seu povo – e também para valorizar a música local, a música dos nossos compositores, com as canções do São João, do Natal, do Carnaval e de todos nossos eventos magnos.
Roseana consagrou-a, dando o seu nome a um grande viaduto da cidade e eu, presidente da República, conferi-lhe a maior honraria do Brasil, a medalha da Ordem de Rio Branco, que recebeu em solenidade do Palácio do Itamaraty.
Duas figuras de nosso Estado, que é um estado de tradições culturais, que só ergue estátuas a poetas e escritores, a grandes nomes das letras e das artes, se destacam na história da música brasileira: Alcione e João do Vale. Ela com sua voz magnífica, com que vai até a pronunciar com grande clareza todas as sílabas das palavras, e João do Vale, na sua linha de compositor e grande poeta, com suas picardias, próprias de nossa terra.
Os dois são orgulhos nossos e quando Alcione entoa “Maranhão, meu tesouro, meu torrão” a alma maranhense se engrandece e vibra.
Não podia encerrar esta crônica sem lembrar meu amigo, seu pai, Nazareth, nas toadas da despedida que sua filha mantém para eternidade:
“O céu é o reinado das estrelas, / onde a lua faz sua morada, / e o orvalho é a lágrima da noite, / que chora pela madrugada. / “Adeus, eu já vou embora. / É chegada a hora de partir. / Assim como o dia se despede da noite, / Eu me despeço de ti.”
José Sarney

domingo, 17 de junho de 2018

FLÁVIO DINO PERSEGUINDO E CENSURANDO!

Resultado de imagem para FLÁVIO DINO DITADOR
Apesar de ser considerado um fake quando o assunto é a ideologia comunista – que todos acreditam ser uma farsa em seu perfil -, o governador Flávio Dino, vez por outra, dá sinais de autoritarismo, perseguição e censura a todos que tentam brecar sua verve absolutista. E o jornal O Estado é uma das vítimas dessa sanha persecutória do comunista maranhense.
Flávio Dino move, atualmente, nada menos que 18 ações contra O Estado, todas com pedido de censura na Justiça comum ou eleitoral. A medida antidemocrática do governador visa tão somente calar a visão crítica que o jornal tem de sua gestão.
Essa perseguição comunista – que, vez por outra, encontra guarida em autoridades incapazes de ler a história e a Constituição – atinge qualquer veículo que tente mostrar a realidade das coisas que ele fantasia em sua propaganda institucional, na maioria das vezes claramente eleitoreira.
As decisões judiciais de censura ou de perseguição a órgão de imprensa são rotineiramente derrubadas no Supremo Tribunal Federal, que entende a liberdade de expressão como um bem pétreo do Estado Democrático de Direito. As decisões do STF sempre ensinam os perseguidores a conviver com as diferenças de pensamento. Ainda que duras, ainda que cruéis.
E é com este sentimento que O Estado segue seu compromisso público de informar criticamente, com base em testemunhos e documentos, e abrindo sempre o direito do contraditório, como faz em mais de 50 anos de existência. E seguirá assim. Porque Flávio Dino passa; a liberdade fica.
Estado Maior

quinta-feira, 14 de junho de 2018

DUPLICAÇÃO DA BR-135: SARNEY FILHO CONFIRMA INÍCIO DO SEGUNDO TRECHO

O deputado federal Sarney Filho (PV-MA) anunciou que as obras de duplicação da rodovia 135, no Maranhão, serão retomadas no dia 1º de julho, depois de uma reunião de parlamentares da bancada do Maranhão com o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Halpher Luiggi Mônico Rosa.
Acompanharam o deputado os senadores João Alberto (MDB), Lobão Filho (MDB), e os deputados federais, Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Julião Amin (PDT) e José Reinaldo (PSDB).
De acordo com Sarney Filho, a bancada estava preocupada com a possibilidade de um novo atraso no cronograma de obras, mas o diretor do DNIT garantiu que o governo federal cumprirá a sua parte, iniciando logo a construção do trecho que ligará Bacabal a Miranda do Norte, numa extensão de 60kms.
“O DNIT estava aguardando o término das chuvas para a retomada das obras, tão necessárias para atender uma rodovia que a cada ano tem recebido um tráfego maior, o que torna a situação cada vez mais crítica, com o registro de inúmeros acidentes”, afirmou.
Do blog do Jorge Aragão

quarta-feira, 13 de junho de 2018

"MÁRCIO JERRY TÁ COM MEDO!" AFIRMA RICARDO MURAD

            


A fala de Jerry:

  1. As armações dirigidas por José Sarney e alguns asseclas para tentar conturbar o processo eleitoral estão voltadas neste momento para inexistente irregularidade em contratação de produtora pelo PCdoB em 2014.
  2. Como já esclarecido a empresa foi contratada, prestou serviços, teve uma parte do pagamento efetuado e outra assumida como débito, tudo em conformidade com as leis; e com prestação de contas feita e aprovada.
  3. Na exploração do caso já devidamente esclarecido abrem o esgoto das baixarias, acusações absurdas, mentiras e até insinuações criminosas.
  4. A baixaria chega ao ponto de afirmarem, de forma coordenada, que o “presidente do PCdoB “ ameaçou uma pessoa de morte. Faz lembrar o caso de 2014 em que a mesma turma ligada à Zé Sarney fez um preso acusar Flávio Dino de ter participado de assalto a banco.
  5. Em 2014 a trama diabólica e macabra tinha como suspeita de capítulo final o assassinato do presidiário, que em novo depoimento negou a acusação e disse que tinha sido orientado por pessoas ligadas à segurança pública de então a fazê-la .
  6. Tais práticas da politicagem de esgoto, tão recorrentes no grupo liderado por Sarney, apenas revelam o desespero com mais uma iminente derrota. As pessoas de bem são a imensissíma maioria, repelem essas baixarias e querem nosso Maranhão decente, no rumo certo.
Márcio Jerry 
Presidente do PCdoB Maranhão

ROSEANA LIDERANDO RUMO AO 2° TURNO

Resultado de imagem para roseana sarney
A manipulação dos números da pesquisa Data Ilha – cujas irregularidades foram confessadas pelo próprio instituto à Justiça Eleitoral – deu uma certeza mais clara no Maranhão: o segundo turno das eleições para governador está definido no estado. E o governador Flávio Dino (PCdoB) de tudo faz para evitar esta possibilidade.
E o segundo turno não se define apenas pelos números manipulados do Data Ilha – apenas um entre vários com os mesmos problemas divulgados a partir do Palácio dos Leões. Essa definição se dá pelo potencial de crescimento dos principais adversários do governador comunista.
A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), por exemplo, não sai da disputa em primeiro turno com menos de 40% das intenções de voto, segundo todas as previsões. Além dela, é provável que tanto o senador Roberto Rocha (PSDB) quanto a ex-prefeita Maura Jorge (PSL), também tenham crescimento significativo, por conta, sobretudo, da força de seus candidatos a presidente – Geraldo Alckimin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL), respectivamente.
Numa outra ponta, está o ex-secretário Ricardo Murad (PRP), que também se movimenta forte como pré-candidato e já decidiu levar a candidatura até o fim. E se o deputado Eduardo Braide (PMN) decidir mesmo entrar na disputa, o quadro de segundo turno se consolida definitivamente.
Talvez até por esta característica deste pleito é que Flávio Dino decidiu usar números manipulados para catapultar sua candidatura. E acabou denunciado na Justiça Eleitoral.
Estado Maior

terça-feira, 12 de junho de 2018

FLÁVIO DINO SEM ESCAPATÓRIA!

Resultado de imagem para flávio dino cara de bunda
O PCdoB, o governo Flávio Dino e os seus aliados têm tentado minimizar os efeitos da denúncia segundo a qual o partido lavou dinheiro na campanha eleitoral ele 2014. Mas a cada explicação – ou tentativa de – os comunistas se enrolam cada vez mais em uma teia que levanta suspeitas gravíssimas de ilegalidade pura e simples para eleger Flávio Dino governador.
O partido admite ter uma dívida, de cerca de R$ 800 mil, com a empresa Aldo Oberdan Pinheiro Montenegro-ME. Mas não consegue explicar para onde foram esses R$ 800 mil, já que os R$ 1,3 milhão entraram e saíram da conta do partido no mesmo dia. E se não pousaram na conta da empresa, para algum outro lugar foi desviado.
Outro problema envolve as notas fiscais da Aldo Oberdan Montenegro. Os documentos comprovam o recebimento do dinheiro total – e não apenas parte, como alega o PCdoB. É bem nesse ponto que se levantam as suspeitas de lavagem de dinheiro, uma vez que o dinheiro saiu da conta do PCdoB.
A empresa – que neste período estava sob administração de um terceiro, ligado ao próprio partido, e não do seu titular – emitiu a nota dando conta do recebimento, mas apenas parte do recurso chegou, efetivamente, na conta.
O curioso, e ainda mais complicado para os comunistas é que as datas coincidem com as suspeitas envolvendo o partido de Flávio Dino e as empresas investigadas na operação Lava Jato. Foi nessa época, segundo delatores, que foram repassados recursos para o PCdoB, e para o próprio Dino, segundo relatos nunca investigados pelo Ministério Público Federal.
O PCdoB, portanto, pode dizer o que quiser – e tem mostrado em suas notas que não tem muito o que dizer -, mas não conseguirá escapar, pelo menos, de ter de se explicar à Justiça Eleitoral e à Justiça Federal. E se a explicação continuar nesses termos, terá problemas sérios a resolver no futuro.
Ameaça – O empresário Aldo Oberdan Montenegro, que denunciou o uso de sua empresa para suposta lavagem de dinheiro do PCdoB, diz ter sofrido ameaça de morte dos comunistas.
– Falei com o presidente do partido na época, o nome dele hoje não me lembro mais. Ele virou para mim e disse assim, se eu não tinha medo de morrer. Eu disse: “Mas eu não fiz nada de errado, meu irmão” – contou o empresário.
A ameaça de morte também consta na denúncia que o empresário prestou e que faz parte da Representação encaminhada à Procuradoria-Geral da República.
Repercussão – A suspeita de lavagem de dinheiro na campanha do PCdoB deve ser um dos temas de hoje, no plenário da Assembleia Legislativa.
Deputados de oposição pretendem trazer novas denúncias e novas provas de que os comunistas teriam movimentado recursos de forma irregular na campanha de 2014.
O assunto deve render durante todas as sessões desta semana.
Estado Maior

terça-feira, 5 de junho de 2018

DCE UEMA CAXIAS: MANIPULAÇÃO PARA VENDA POLÍTICA!


Adão Silva e o Deputado Weverton Rocha
O Brasil vive um momento de crise com tantos fatos de corrupção, e cada vez mais vemos como a corrupção nos alcança, não só no congresso nacional, mas em locais mais próximos de nós como hospitais, delegacias e nas nossas universidades.

O caso mais recente é da eleição do Diretório Central Estudantil da UEMA de Caxias que passa por um grave caso de ingerência partidária por parte do ex-presidente que tenta se reeleger a custa de benefícios próprios!

Entidades estudantis como Centro Acadêmicos, Diretórios Acadêmicos e Diretórios Centrais e bem como a entidade máxima de representação estudantil no pais a União Nacional dos Estudantes – UNE não podem ter filiação político partidária,  e o que está acontecendo é totalmente o contrario na UEMA!

Estatuto da UNE afirma que a entidade não pode ter filiação partidária
Adão Silva que tenta a reeleição faz parte do grupo do deputado federal Weverton Rocha que junto com o governador Flávio Dino tem usado estudantes para ocupar espaços estudantis para influenciar as eleições de 2018.

É típico da corja comunista se infiltrar em escolas e universidades para enganar a juventude com lorotas comunistas, é preciso que os estudantes fiquem atento a esse tipo corrupção e boicote isso nas urnas da eleição do DCE da UEMA!