quarta-feira, 30 de maio de 2018

CANINDÉ BARROS ATENDE PEDIDO DO DCE GESTÃO "QUE VEM COM TUDO NÃO CANSA" E FAZ MELHORIAS NAS LINHAS QUE ATENDEM A UFMA!



Resultado de imagem para canindé barros

Após meses de lutas em prol de melhorias nas linhas que fazem o transporte para a UFMA o Secretário Municipal de Transito e Transporte o senhor Canindé Barros atendeu as demandas levadas pelo o DCE 17 de Setembro gestão “Quem Vem Com Tudo Não Cansa” 2017-2020 que desde a sua posse tem enfrentado grandes batalhas por uma universidade melhor.

Canindé Barros após diversas reuniões analisar a viabilidade das propostas feitas pelos os representantes do DCE decidiu juntos com seus técnicos resolveu realizar alterações na linha Campus 305 para melhor o atendimento a demanda estudantil que cresce a cada semestre.

Resultado de imagem para dce ufma 2017

O presidente do DCE Marcony Edson que é estudante de oceanografia esteve a frente das negociações diz que "Atualmente, mais de 15 mil pessoas frequentam a UFMA, entre docentes, técnicos e universitários. Desse total, quase 2 mil são calouros, ou seja, ingressaram esse semestre na instituição. Nosso objetivo é garantir que esse vivência acadêmica seja de qualidade para todos", afirmou.

A partir de segunda 04 de maio a linha A311 Campus/Terminal Praia Grande agora será operada pela empresa Ratrans com 06 ônibus, que até então, é operada pela empresa Taguatur, sendo mantido apenas o articulado da Taguatur na linha (100.302) a mudança se dá após reuniões realizadas com o pessoal da UFMA, SMTT e o Consórcio, devido aos últimos acontecimentos e inúmeras reclamações dos estudantes. 

Além disso, a linha 305 Campus / Deodoro será integrada ao Terminal Praia Grande, virando T305 e tendo a cobrança tarifária nível 4 (R$ 3,10).

FLÁVIO DINO E A CENSURA DENTRO DE CENSURA!

Não bastasse a imposição àqueles que se posicionam criticamente ao governo Flávio Dino, a Justiça Eleitoral agora impõe segredo de justiça aos processos, para impedir que a opinião pública tenha acesso às informações

Resultado de imagem para censura
















Para usar um termo dos próprios meios jurídicos, chegaram às raias do teratológico as decisões da Justiça Eleitoral neste pleito capitaneado pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

As decisões a jato que saem do TRE-MA – impondo censura a adversários do comunista e mordaça à imprensa livre – agora vêm com mais um aditivo autoritário: o segredo de Justiça.

É o que foi determinado na decisão que impôs ao prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Rodrigues, a retirada imediata de vídeo em que faz críticas ao soberano maranhense.

E qual a crítica de Lahésio Rodrigues?!? O prefeito simplesmente disse que Flávio Dino é o que de ruim há hoje no Maranhão. (Relembre aqui enquanto seu lobo não vem)

A decisão em si já levanta questionamentos, mas o segredo de Justiça imposto não tem qualquer razão de ser.

A menos que o comunista-mor do Maranhão queira esconder seus fundamentos.
Ou algo mais que o povo não pode ver.

Simples assim…

Do blog do Marco D'eça

terça-feira, 29 de maio de 2018

OS FANTASMAS DA DITADURA MILITAR CONTINUAM RONDANDO...

A princípio envergonhados, os movimentos que defendem uma nova intervenção militar no país começam a ganhar corpo nas redes sociais e já se assumem publicamente. Pior: esses movimentos têm a ampla participação de jovens estudantes, o que torna a ameaça de fantasmas do passado ainda mais perigosa, sobretudo diante do movimento político atual.
Ontem, esses movimentos pró-militares ganharam força em São Luís, com a convocação de simpatizantes para uma espécie de “abraço” no quartel do 24º Batalhão de Infantaria de Selva, na Praça Duque de Caxias, no João Paulo.
Prejudicada pela chuva que caiu no fim da tarde, a convocação, feita pela União da Direita Maranhense (UDM), reuniu alguns jovens e adultos em uma espécie de momento cívico, com direito a hino nacional e discursos pseudo-patriotas.
O filósofo Leandro Karnal diz que se espanta a cada vez que vê um jovem defender intervenção militar no país. Para ele, um estudante que faz isso mostra total desconhecimento da história. E os mais velhos sofrem falta de memória. Karnal é um dos maiores críticos do sentimento pró-militar e vê com reservas a candidatura presidencial do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ).
A Ditadura Militar foi um dos momentos mais sombrios do Brasil. Milhares foram mortos, outros tantos desapareceram, além de não existir, à época, liberdade de manifestação e de expressão, com dura censura à imprensa, às artes e à classe política.
Os fantasmas que rondam o país se manifestam sobretudo pela falta de perspectiva do povo brasileiro, diante do mar de corrupção exposto no país e a crise de credibilidade da classe política. Mas, citando novamente Karnal, é muito melhor contestar e tentar aperfeiçoar a democracia do que tentar simplesmente destruí-la. Até porque, sem democracia, nem essas manifestações contra ela própria teriam condições de acontecer. E muito menos um texto como esse.
Estado Maior

domingo, 27 de maio de 2018

O DITADOR FLÁVIO DINO NÃO QUER SER CHAMADO DE DITADOR...

Governador comunista impõe a lei da mordaça à imprensa livre – que divulga as críticas dos adversários ao seu modus operandi político – usando braços da Justiça Eleitoral para intimidar e perseguir jornalistas e veículos


Flávio Dino tenta atropelar todos os que não se curvam à sua vontade; mas tem a leniência da Justiça para seus atos autoritários

EDITORIAL

O governador Flávio Dino (PCdoB) só se refere aos seus adversários do grupo Sarney como “oligarquia ultrapassada”, “grupo coronelista” e outras expressões ofensivas.
Até de “demônios” os Sarney já foram chamados por Flávio Dino. (Leia aqui)
Mas esse mesmo Flávio Dino atua diariamente para amordaçar a imprensa livre, que faz críticas à sua atuação e repercute a resposta dos seus opositores ao seu modo de tratar.
Na semana passada, o comunista foi chamado de “ditador” pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB), pela ex-prefeita Maura Jorge (PSL) e pelo Sindicato dos Policiais Civis (Simpol).
Tudo às claras, ao vivo e publicamente, com ampla cobertura da imprensa.
E o conceito de ditador não foi criado por Roseana ou por Maura, mas apenas reverberado por elas, diante de um comportamento típico do próprio comunista ao longo de sua trajetória – tanto como juiz quanto na vida política.
Mas Dino, do alto do seu autoritarismo, decidiu impedir que as críticas dos seus adversários ganhassem eco por intermédio da imprensa. E encontrou guarida na Justiça Eleitoral.
Em três liminares favoráveis ao comunista, o TRE-MA não apenas cassou o direito de expressão dos agentes públicos – Roseana e Maura Jorge – como também impediu a imprensa livre de repercutir essa expressão.
O outdoor do Simpol que foi arrancado pelo governo comunista que não aceita críticas
Pior ainda o comunista fez com o Simpol, mandando arrancar, na marra, um outdoor com críticas à sua política de Segurança.
Para efeito de comparação no país, é como se Ciro Gomes (PDT) – para citar um aliado do próprio Dino – chamasse Michel Temer (MDB) de golpista e um juiz o proibisse de usar essa expressão e a imprensa de divulgar.
A Justiça Eleitoral deveria perceber que, ao impor mordaça a quem o critica de ditador, tentando calar a opinião pública, a imprensa e o próprio cidadão livre, Flávio Dino está mostrando, exatamente, que é tudo o que se diz dele.
Este blog, não de hoje, mas desde que conheceu Flávio Dino, sempre o considerou autoritário, truculento e intimidador em sua postura política – traços típicos do que se pode classificar de um ditador, de um tirano.
E vai continuar a entendê-lo com essas características.
Lamentável que a Justiça – que deveria ser justa – se deixe usar para reafirmar exatamente estes aspectos de tirania, ditadura e opressão.
Num típico estado de exceção…
Do blog do Marco D'eça

sexta-feira, 25 de maio de 2018

A POLITICAGEM DE FLÁVIO DINO EM MEIO AO CAOS!

Diante do caos instalado por conta do 5º dia da Greve dos Caminhoneiros, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ao invés de se comprometer a colaborar com o Governo Federal, como foi solicitado mais cedo pelo presidente da República, Michel Temer (MDB), o comunista prefere fazer politicagem.


Utilizando as redes sociais, Flávio Dino diz que um dos fatores que provoca a greve dos caminhoneiros é o fato do Brasil está sendo governador por um governante ilegítimo.
O que Flávio Dino esquece é que ele não só apoiou, como pediu voto a Michel Temer, mesmo que indiretamente, afinal quem votou na chapa de Dilma Rousseff (PT), também votou em Temer.
Além de não dizer especificamente quais medidas vai tomar como um governador de Estado, Flávio Dino aproveita o momento para novamente criticar a Justiça pela prisão do ex-presidente Lula (PT).
O curioso é que o próprio Líder do Governo Flávio Dino, deputado Rogério Cafeteira (PSDB), na manhã desta sexta-feira (25), pediu providências do Governo Federal para acabar com a greve dos caminhoneiros.
Temer, depois do não cumprimento do acordo por parte dos caminhoneiros, determinou que as forças federais liberam as estradas para evitar um caos ainda maior, com problemas maiores em setores essenciais como Saúde, Segurança e Educação.
O presidente Temer também pediu apoio dos governadores para o desbloqueio das estradas, mas Flávio Dino prefere seguir fazendo politicagem, mesmo diante de um momento extremamente delicado para a população.
Do blog do Jorge Aragão

terça-feira, 22 de maio de 2018

ROSEANA SARNEY: É SÓ COMPARAR...


Diante das invenções quase diárias da mídia alinhada ao governo Flávio Dino (PCdoB) – que tenta, de todas as formas, afastá-la da disputa eleitoral de outubro –, a ex-governadora Roseana Sarney mostrou-se pronta, ontem, para encarar mais uma batalha política. “Eu vou para cima”, resumiu ela, em um discurso recheado de críticas à gestão comunista.


Roseana é, por si só, uma candidata que polariza qualquer eleição, com seus índices de voto sempre acima dos 35%. É, portanto, um nome capilarizado em todo o Maranhão e que sai sempre na dianteira em qualquer disputa.
E a reunião de ontem, com as lideranças do seu grupo político, só mostrou esta força político-eleitoral. Força que se soma à alta rejeição ao governador Flávio Dino, que tende a aumentar durante a campanha.
No discurso, dela e dos aliados, ficou a tônica do que será a crítica ao comunista, que destruiu a economia do Maranhão, gerou mais miséria no estado, arrochou a classe trabalhadora, perseguiu funcionários públicos de várias categorias e abandonou a classe empresarial com política de juros e impostos cada vez maiores. Sem falar na falta de obras estruturantes no Maranhão.
O que ficou claro na reunião é que Roseana fará questão de polarizar a disputa com Dino, comparando as suas gestões com a dele, em todos os aspectos, da saúde à infraestrutura, passando pela economia, cultura e turismo, tudo o que foi afetado nos quatro anos de mandato comunista.
E é exatamente isso que ela pedirá ao eleitor: que compare o Maranhão de ontem e o Maranhão de hoje.
Estado Maior

segunda-feira, 21 de maio de 2018

ROSEANA SARNEY AFIRMA: "EU VOU PRA CIMA"!



A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) fez hoje (21) um empolgado discurso de pré-campanha, em São Luís.
Na residência do Calhau, ela reuniu aliados de todas as regiões do estado, no que acabou se transformando em um grande ato de apoio à pré-candidatura emedebista ao Governo do Maranhão.
“Vocês sabem que quando eu começo uma campanha eleitoral, eu vou pra cima. Não sou de ficar parada. Vou visitar todos os municípios do Maranhão. Conversar com as pessoas, para, novamente, mostrar quem é a Roseana trabalhadora, guerreira, que gosta do povo”, declarou.
A pré-candidata também fez duras críticas ao governador Flávio Dino (PCdoB), seu principal adversário na disputa. Segundo Roseana, a rejeição ao comunista está alta em todo o Maranhão,
“Ele tem uma rejeição muito grande, porque ele não é essa pessoa que se fez passar na eleição passada. Que era um ex-juiz, uma pessoa honesta, um deputado, um democrata, que trabalhava pelo Maranhão. Não existe isso. Ele é um ditador, ele persegue as pessoas. Persegue as pessoas humildes e os grandes também”, completou.
Do blog do Gilberto Léda

terça-feira, 15 de maio de 2018

OS RECORRENTES CRIMES DE FLÁVIO DINO...

Cada movimentação eleitoral de Flávio Dino (PCdoB) soa como um deboche à população maranhense. É como se o governador dissesse ao povo, à Justiça e ao Ministério Público que está acima de todas as instituições, que é superior aos demais cidadãos, e que as leis e as regras que determinam a vida de todos não o atingem.
O pedido de voto formal, público e registrado em evento político é motivo suficiente para negação de registro de candidatura ou cassação de diploma, caso eleito. Mas Dino parece ignorar tudo isso em seus recorrentes crimes eleitorais.
E não são poucos. O uso dos cargos de capelães da Polícia Militar em troca de apoios de igrejas evangélicas também tem farta documentação e registros literais de declarações dos envolvidos, vinculando o posto à troca de favores eleitorais. A espionagem na Polícia Militar é outro grave crime protagonizado pelo comunista. Sem falar do uso da estrutura do Palácio dos Leões – e da própria rádio oficial do estado – para comício do ex-presidente Lula.
E tudo isso nas barbas da Justiça Eleitoral, que Dino faz questão de subjugar. E tudo isso com o silêncio do Ministério Público, cobrado quase que diariamente sobre ações que, ao menos, dêem freio aos arroubos autoritários do governador. Mas, aos poucos, as coisas vão se avolumando na Justiça Eleitoral.
E cedo ou tarde, o comunista terá de acertar as contas com ela.
Estado Maior

terça-feira, 8 de maio de 2018

FLÁVIO DINO USA AERONAVE USA AERONAVE PARA IR EM CASAMENTO DE ASSESSORA!

Flávio Dino e Rosirene Matos
Flávio Dino e Rosirene Matos

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), esteve no último fim de semana na cidade de Imperatriz-MA, onde realizou a entrega de 150 kits do programa “Mais Renda”.
Mas o foco do governador foi outro: ir para o casamento da comunista Rosirene Matos de Sousa, assessora especial de Programas Estratégicos, da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).
Blog do Luís Pablo apurou que Flávio usou o “programa Mais Renda” com único objetivo de ir na aeronave alugada pelo Governo do Estado só para comparecer no casamento da assessora.
Rosirene Matos, segundo fontes do Blog na Sinfra, é considerada como uma pessoa de confiança do secretário Clayton Noleto. Ela seria uma especie de “faz-tudo” e sabe “muito” sobre o que ocorre nos porões da pasta.
O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), esteve no último fim de semana na cidade de Imperatriz-MA, onde realizou a entrega de 150 kits do programa “Mais Renda”.
Mas o foco do governador foi outro: ir para o casamento da comunista Rosirene Matos de Sousa, assessora especial de Programas Estratégicos, da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).
Blog do Luís Pablo apurou que Flávio usou o “programa Mais Renda” com único objetivo de ir na aeronave alugada pelo Governo do Estado só para comparecer no casamento da assessora.

Rosirene Matos, segundo fontes do Blog na Sinfra, é considerada como uma pessoa de confiança do secretário Clayton Noleto. Ela seria uma especie de “faz-tudo” e sabe “muito” sobre o que ocorre nos porões da pasta.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA DA UFMA FAZEM MANIFESTAÇÃO NA PORTA DA REITORIA PARA PEDIR MELHORIAS PARA NAIR PORTELA

A UFMA não está fornecendo nem material de limpeza, além do próprio material instrumental individual que custa muito caro, os estudantes precisam comprar esse material de limpeza, luvas para os professores, degermantes de uso hospitalar e afins.

 

Na tarde da última quinta (03) estudantes do curso de odontologia da Universidade Federal do Maranhão – UFMA Campus São Luís fizeram uma manifestação desde as 15 horas na porta da reitoria solicitando conversar com a reitora Nair Portela.
Os estudantes estão reivindicando diversas melhorias para o curso. Chegou a ser realizada uma reunião no dia 19 de abril em que os pedidos foram apresentados a reitora e ela se comprometeu em atender, uma das principais exigências é o funcionamento do prédio de odontologia que foi inaugurado em 2015 pelo então reitor Natalino Salgado e contou também com a presença de Nair Portela, só que o prédio nunca foi usado pelos alunos e professores, e em pleno 2018 Nair Portela não consegue explicar a não liberação para o funcionamento pleno das instalações.
O prédio possui três pavimentos destinados a salas de aula, salas administrativas, auditório para teleodontologia (videoconferência), 98 consultórios odontológicos, 80 simuladores de paciente de odontologia para pré-clínica, raio X, tomografia, além de mini auditórios.
Enquanto isso estudantes e professores usam o antigo prédio que está em situação precária e totalmente sucateado. As cadeiras odontológicas e aparelhos de raio-x estão quebrados, salas estão cheias de goteiras, e tudo isso impede o atendimento ao público, já que os estudantes precisam praticar seus conhecimentos nos laboratórios!
A UFMA não está fornecendo nem material de limpeza, além do próprio material instrumental individual que custa muito caro, os estudantes precisam comprar esse material de limpeza, luvas para os professores, degermantes de uso hospitalar e afins.
Nem gerador o prédio possui, costuma faltar energia e quando isso acontece durante um procedimento onde o equipamento precisa de energia elétrica o paciente é despachado e solicitado para que retorne em outro momento.
No fim Nair Portela não atendeu os estudantes e estes continuam aguardando um posicionamento da reitora e da instituição.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

ESCÂNDALO DOS CAPELÃES: FLÁVIO DINO TEM ATÉ O DIA 6 DE MAIO PARA SE EXPLICAR MAIS ESSE CRIME ELEITORAL!

O governador Flávio Dino (PCdoB) tem até o dia 6 de maio para tentar explicar ao Ministério Público Eleitoral (MPE) os critérios utilizados pela sua gestão para a nomeação de 36 capelães na Polícia Militar, Polícia Civil e no Corpo de Bombeiros do Maranhão. A informação é da TV Mirante.
O caso, intitulado “farra de capelães”, foi denunciado pelo PRP no dia 16 de março (reveja).

“No ano eleitoral, sentindo-se intocável, decidiu incluir na sua campanha eleitoral, que já dura quase 04 anos, o que tem se chamado de abuso do poder religioso, com a captura de diversos líderes religiosos (evangélicos e católicos) para participar da empreitada político-religiosa-eleitoral. Para tanto, o Governador decidiu “aperfeiçoar” o abuso do poder religioso transmudando-o num estratagema herético-apóstata-eleitoral-estatal com a criação de uma verdadeira seita política-administrativa-religiosa-eleitoral, haja vista que com o escandaloso requinte de que a nova seita está sendo agraciada com patentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros e financiada, custeada mesmo, com recursos do erário do Estado do Maranhão, tudo com o propósito devasso e ilícito de corromper os fieis que são arrebanhados pelos novos sacerdotes da nova seita”, destaca a representação. 
               
Segundo o partido, Flávio Dino tem ocupado cargos que deveriam ser preenchidos por concurso com objetivos eleitorais.
“O ápice da inconstitucionalidade e ilegalidade é que os cargos públicos que somente podem ser preenchidos por concurso público (Coronel, tenente etc.) estão sendo escolhidos ao talante do Governador do Estado, ou seja, ele nomeia quem, quando, para qualquer cargo e com remuneração, tudo ao bel prazer dos interesses eleitorais escusos”, destaca a ação entregue à PRE-MA por Sales.
A ação, que pede apuração urgente do Ministério Público Eleitoral (MPE), destaca, ainda, a força do segmento evangélico nos debates político-eleitorais e o desequilíbrio que o abuso de quase 100 cargos de capelães pode provocar no pleito (reveja).

E traz um dado, no mínimo, curioso: segundo o partido, vários desses líderes religiosos têm ligação não apenas com as igrejas que representam, mas também com partidos políticos da base aliada ao comunista.
Na ação são citados os pastores Pedro de Lima Vilela, que é do PDT, e desempenham o cargo de tenente da PM; o coronel Misael Mendes, que também é do PDT e foi o primeiro capelão a ser tornar coronel de polícia, algo destacado pelo próprio Dino.
“QUERO SAUDAR NA PESSOA DO CORONEL MISAEL, QUE VEM A SER O PRIMEIRO CORONEL CAPELÃO DA HISTÓRIA DA POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO; E SÓ HÁ UM, E EU ESCOLHI QUE FOSSE O DA ASSEMBLEIA DE DEUS, QUE É O CORONEL MISAEL”, destacou o governador, em discurso na cidade de Chapadinha, em dezembro do ano passado.

Do PP foi nomeado o major capelão Raimundo Lopes e do PPS, Francisco Fábio Silva Leite. Do DEM foi agraciado com o cargo de capelão o pastor Jessé Lemos Coutinho; do PSC ganhou o cargo o pastor Paulo Guilherme Fernandes.
A denúncia do PRP cita ainda, o caso do pastor Caetano Jorge Sares, de Caxias. “Hoje nomeado capelão pelo Governador Flávio Dino, deve-se evidenciar que, na campanha de 2014 ao Governo do Estado, o Governador Flávio Dino recebeu apoio político do Major, tal qual noticiou o Portal Vermelho”, diz o partido, apresentando um link para a notícia que confirma a revelação.

Três patentes


Consta da representação, ainda, a promoção de um pastor que passou de tenente para coronel em um só dia.

Raimundo Gomes Meireles era 1º tenente da Polícia Militar quando foi exonerado em 19 de janeiro por Flávio Dino. No mesmo dia, ele aparece no Diário Oficial do Estado no posto de coronel, não mais da PM, e sim do Corpo de Bombeiros Militar.
Raimundo Gomes é o segundo coronel a ser nomeado por Flávio Dino. Nas gestões anteriores, os capelães eram nomeados somente até major da Polícia Militar.
A relação agora denunciada pelo PRP já havia sido tema de denúncias do deputado Wellington do Curso (PP) na Assembleia Legislativa.
Do blog do Gilberto Léda