segunda-feira, 30 de abril de 2018

150 BAIRROS DE SÃO LUÍS FICAM SEM ÁGUA APÓS NOVO ROMPIMENTO DA ADUTORA!


Resultado de imagem para ADUTORA SÃO LUIS ROMPIDA
A adutora do Italuís se rompeu na noite deste domingo (29). A Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) confirmou a informação e mais de 150 bairros da capital vão ficar sem água pelos próximos dias até que o problema seja resolvido.
De acordo com informações, a Caema está  adotando as providências para que o problema seja resolvido em até 24 horas. Vale lembrar que recentemente, o presidente Carlos Rogério declarou que a adutora passaria 100 anos sem rompimentos.
Estava agendada para dia 09 de maio, a parada programada para a entrada em operação da nova adutora, o que terá de ser reprogramado em razão desta parada intempestiva ocorrida na noite deste domingo.
Bairros Afetados: 
ZONA 01
Centro; São Pantaleão; Madre Deus; Goiabal; Codozinho; Vila Bessa; Belira; Lira; Parte da Areinha; Macaúba; Apicum; Camboa; Vila Bangu; Diamante; Vila Passos; Coréia de Baixo; Coréia de Cima;  Sítio do Meio; Alto da Boa Vista; Retiro Natal; Liberdade; Tomé de Sousa; Fé em Deus; Floresta; Retiro Natal e Monte Castelo.
ZONA 02
Apeadouro; Irmãos Coragem; Bairro de Fátima; Bom Milagre; Parque Amazonas; Alemanha; Caratatiua; Vila Ivar Saldanha; Alto da Vitória; João Paulo; Jordoa; Vila Palmeira; Barreto; Túnel do Sacavém; Santa Cruz; Vera Cruz; Cutrim; Radional; Coroado; Parque Pindorama; Parque do Nobres; Redenção; Barés; Filipinho; Sítio Leal; Sacavém; Coheb do Sacavém; Santo Antônio; Vila Conceição; Bom Jesus; Vila dos Frades; Parque Timbira; Alto do Parque Timbira; Primavera; Sítio do Pica Pau Amarelo; Coroadinho.
ZONA 04
São Cristóvão; Tirirical; Solar das Mangueiras; Parque Universitário; João de Deus; Sítio Pirapora; Vila Itamar; Parque Jaguarema; Parque Sielândia; Residencial Canaã; Alameda dos Sonhos; Vila Lobão; Parque Roseana Sarney; Santo Antônio; São Bernardo; Vila Brasil; Cohapan; Jardim São Cristóvão; Residencial João Alberto; Parque Sabiá.
ZONA 05
Altodo Calhau; Calhau; Cohafuma; Conjunto Basa; Ilhinha, Jaracaty; Jardim São Francisco; Loteamento Boa Vista; Loteamento Jaracaty; La ravardiere; Ponta D’Areia; Ponta do Farol; Residencial Novo Tempo; Recanto dos Nobres; Renascença I e II; Residencial Ana Jansen; São Marcos; São Francisco; Vila Conceição I e II; Av. Litorânea; Angelim Velho; Bequimão; Cohajoly; Cohama; Condomínio Villagio Esperança; Conjunto Angelim; Residencial Marfim; Conjunto Boa Morada; Conjunto Vinhais; Eco Villagio; Maranhão Novo; Parte do Primavera;  Turu; Planalto Cohaserma; Planalto Vinhais I e II; Recanto Vinhais; Residencial Jaqueira; Residencial Vinhais II e III; Rio Anil; Vila Fialho; Villagio do Angelim; Vivendas da Cohama; Vinhais Velho; Olho D’água, Parte do Habitacional Turu.
ZONA 06
Jambeiro; Porto da Vovó; Sá Viana Novo; Sá Viana Velho; UFMA; Vila Bacanga; Vila Dom Luís; Vila Isabel; Vila Cerâmica; Vila Primavera;  Vila Embratel; Vila Nova; Bonfim; Vila Verde; Fumacê; Anjo da Guarda; São Raimundo; Alto da Vitória; Gancharia; Vila São Luís; Vila Ariri; Vila Mauro Fecury I e II; Conjunto Taguatur.
Do blog do Diego Emir

sexta-feira, 27 de abril de 2018

ROSEANA SARNEY DESMENTE FAKE NEWS DIRETO DOS ESTADOS UNIDOS!

Impossibilitados de abordar os assuntos mais importantes da semana, como o escândalo da Polícia Política e a afirmação de um policial militar dizendo que foi coagido pelo secretário de Segurança, Jefferson Portela, para incriminar o delegado Thiago Bardal e o deputado Raimundo Cutrim, aliados do governador Flávio Dino tiveram que partir para o fake news.
Para variar, escolheram a ex-governadora Roseana Sarney como alvo do fake news, com o intuito de tentar tirar o foco dos escândalos que circundam e afundam o Governo Flávio Dino. Além de afirmarem que Roseana teria desistido do pleito eleitoral, alguns chegaram a dizer que a ex-governadora estava nos Estados Unidos.
Nesta sexta-feira (27), Roseana Sarney diretamente dos “Estados Unidos, que na realidade foi o estúdio da Rádio Mirante FM, reagiu aos inúmeros boatos patrocinados pelos comunistas com relação a sua candidatura.
“Está mantida a minha pré-candidatura. Todas essas notícias [sobre desistência] são fake news e refletem algum tipo de medo da minha pré-candidatura. A única pessoa que pode dizer se é candidata, ou não, se vou viajar, ou não, sou eu”, declarou.
A ex-governadora ainda lamentou a postura de jornalistas que fazem afirmações sem antes terem o mínimo cuidado em checar a informação. Roseana acredita que alguns querem vencer por WO.
“Publicar uma coisa dessas sem me consultar, sem me perguntar, acho que não é ético por parte de jornalista nenhum. Jogando notícias para que as pessoas comecem a pensar diferentemente daquilo que está acontecendo na realidade. Pelo visto, eles querem a eleição com candidatura única”, finalizou.
A entrevista completa de Roseana Sarney deverá ser publicada na edição especial de fim de semana do jornal O Estado do Maranhão.
É aguardar e conferir.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

FLÁVIO DINO E SEUS USOS E ABUSOS!

Resultado de imagem para flávio dino e raimundo cutrim
O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) é a mais nova vítima da fúria comunista a qualquer um que ouse questionar os métodos e ações do chefão Flávio Dino e seus auxiliares mais próximos.
Cutrim, um especialista em Segurança, tem criticado a atuação do titular da pasta, Jefferson Portela. Bastou isso para que a mídia alugada pelo Palácio dos Leões passasse a tratá-lo com os mais absurdos impropérios.
E pensar que Cutrim se filiou ao PCdoB ainda nas eleições de 2014, tendo a ficha homologada pelo próprio Flávio Dino. E pensar que, até pouco tempo atrás, Cutrim era visto como exemplo de coragem, tanto pela cúpula comunista quanto pela mídia patrocinada pelo Palácio dos Leões.
O deputado do PCdoB não é o único a ser usado por Flávio Dino – usado e abusado, melhor dizendo – e depois descartado como “chupa de laranja”.
Um exemplo recente foi vivido pelo deputado federal Waldir Maranhão (agora no PSDB). Maranhão se expôs ao ridículo nacionalmente, ao tentar anular, por decreto, o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), sob a orientação de Flávio Dino. Em troca, esperava reconhecimento do chefão comunista. Esperou por mais de dois anos um gesto de agradecimento, que nunca veio. Agora, o parlamentar é tratado como descarte.
Até o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSDB) foi usado e abusado por Dino e descartado quando o comunista entendeu não servir mais aos seus planos.
É bom que neodinistas que ora se apresentam ponham as barbas de molho com o uso e abuso de aliados pelo comunista. Eles podem ser os próximos a ser descartados.
Estado Maior

segunda-feira, 23 de abril de 2018

NATALINO SALGADO: TIRADENTES, UM MÁRTIR ETERNO


Resultado de imagem para natalino salgado filho
Nestes tempos em que nada cai no esquecimento, dada a perenidade que a internet confere aos fatos, é curioso ouvir o que se fala sobre um dos mártires brasileiros, Tiradentes, cuja data de morte é feriado em terras brasileiras, em 21 de abril.
Para reconstituir o perfil desse mártir, escolhi as artes plásticas. O quadro mais antigo do pintor paraibano Pedro Américo, Tiradentes esquartejado, foi pintado em 1893, mais de cem anos após os fatos de sua morte. Atualmente a tela está em São Paulo, no museu do Ipiranga. Nele se estampa toda a brutalidade e crueza da Coroa, que não somente expôs o corpo do inconfidente aos pedaços, para servir de exemplo, como também destruiu a casa de Tiradentes, salgou o lugar e infamou sua descendência.
O segundo quadro retrata a prisão de Tiradentes, ainda com as roupas de alferes. Sua postura ereta, a arma em punho, o queixo desafiador ante os soldados que estão parados na entrada refletem uma ideia já há muito consolidada no imaginário brasileiro. Um herói não vacila. Ele encarna a valentia, o destemor, talvez uma certeza profunda que o leva a se insurgir contra um Estado explorador.
A prisão de Tiradentes também foi pintada por Antonio Parreiras, em 1914, a pedido do então presidente do estado do Rio Grande do Sul, Borges de Medeiros. Atualmente é peça do museu Júlio de Castilhos em Porto Alegre.
Por fim, a obra mais impressionante, não pelo impacto imediato, mas por fechar uma composição que dá, à biografia de Tiradentes, uma imagem que não deixa de ser uma versão que se tornou a verdade sobre sua história. Tiradentes ante o carrasco é um trabalho de Rafael Falco, exposto pela primeira vez, em 1951, em São Paulo, no XVI Salão Paulista de Belas Artes. A cena retrata o que ocorreu na manhã de 21 de abril de 1792. Em pé, o prisioneiro como que hesita ao se dirigir ao carrasco que traz à mão a alva, camisolão branco que o condenado deveria vestir para a execução, e a corda, para a forca.
Tiradentes passa grande desamparo. Ao redor, dois padres. Um deles reza um breviário; o outro olha com compaixão para Tiradentes. Os soldados têm uma postura não de ameaça, mas quase de reverência. Com exceção de um dos padres, todos têm o olhar naquele que seria executado. Ao fundo, um oratório em que se encontra um crucifixo iluminado por dois castiçais com velas acesas.
Há duzentos e vinte seis anos o homem Joaquim José da Silva Xavier, nome de batismo de Tiradentes,  foi executado por ser um dos membros do que ficou conhecida como Inconfidência Mineira, movimento que almejava libertar o Brasil do domínio da coroa portuguesa, o que o colocou no panteão dos heróis nacionais.
O alferes Joaquim, patente militar de Tiradentes, superior ao de aspirante a oficial e inferior ao de tenente, em sua atividade para a força armada, a serviço da coroa, pôde perceber o processo de exploração que a Colônia sofria. Parte de seu trabalho como militar era resguardar a estrada do Caminho Novo por onde se escoavam os minérios para o porto do Rio de Janeiro. Ali, Tiradentes comandou um batalhão de Dragões, cuja função era proteger o transporte do minério na rota marítima para Portugal.
Curiosamente, a palavra alferes, de origem árabe, significa cavaleiro, escudeiro, o que se adequa, quase como uma profecia ao lugar que Tiradentes veio a ocupar na chamada Conjuração Mineira. Sua história é inspiradora, independente da moldagem que sofreu, por exemplo, nos quadros cujos temas representam os atos finais de sua carreira como inconfidente.
Naquele homem se esmagava um anseio, uma busca por justiça.  Todo herói é uma projeção para além do homem. Sobre sua história real, camadas são adicionadas que apresentam e representam um ser idealizado, talvez para atender a um anseio nosso por um livramento nos dias difíceis.
O Brasil, que continuou seguindo após a morte de Tiradentes, se ressente da ausência de homens de estatura elevada, nobreza e caráter, vez que restam poucos entre aqueles que atendem ao chamado para valorização da pátria. Talvez esteja na hora das novas gerações aprenderem que, embora a liberdade requeira um caro preço, seus frutos são eternos.
Natalino Salgado Filho
Professor Titular da UFMA e membro das Academias: Nacional de Medicina e de Letras do Maranhão

quinta-feira, 19 de abril de 2018

A FARSA DA MENTIRA DE FLÁVIO DINO

Resultado de imagem para flávio dino
O título acima pode parecer redundância. Mas é a forma mais clara de descrever a prática corriqueira do governo Flávio Dino (PCdoB), que se utiliza do discurso da mentira para desqualificar fatos contra ele. E no episódio envolvendo a morte do médico Mariano de Castro e Silva, o próprio governador usou dessa prática, que se repete como farsa ao longo dos seus três anos de mandato.
Dino usou de suas redes sociais para dizer, sem papas na língua, sem o menor pudor, que “as cartas” do médico (assim mesmo, entre aspas) foram “inventadas” pela imprensa independente do Maranhão. O comunista sequer se importou em faltar com o respeito aos familiares e profissionais que acompanharam a vítima – que, aliás, foi apontada como operadora de um desvio de R$ 18 milhões em seu governo.
Ora, a carta-denúncia deixada por Mariano de Castro já foi autenticada pelas suas irmãs, em depoimento à polícia do Piauí, e por advogados, um deles José Carlos dos Santos, em entrevista a programas de rádio alugados pelo próprio Palácio dos Leões. Zé Carlos, como é conhecido, disse que recebeu o manuscrito do próprio Mariano e repassou ao cunhado deste, antes de apagar cópias digitalizadas que havia feito.
Já a outra carta, a de despedida, foi encontrada pela polícia ao lado do corpo do médico, com a presença de uma de suas irmãs, que já depôs. É, portanto, tão autêntica quanto a primeira. A menos que Dino entenda que foi criada por alguém. Mas neste caso, o governador estará levando um provável suicídio a suspeita de assassinato.
Moralmente incapaz – Tem uma coisa, pelo menos uma, que é totalmente certa, ao final das contas do nebuloso governo comunista.
O governador Flávio Dino, diante de tantos escândalos que mancham a sua gestão, tornou-se um comandante moralmente incapaz de criticar a corrupção em qualquer níveis e em qualquer esfera de poder.
Isso é fato. E contra fatos não há argumentos.
Estado Maior

segunda-feira, 9 de abril de 2018

MÁRCIO JERRY E A UJS CONTINUAM TENTANDO MANIPULAR O MOVIMENTO ESTUDANTIL NA UFMA!




Está cada vez mais escancarado a ligação dos estudantes da UFMA que estão praticando falsidade ideológica pela instituição afirmando que são diretores do Diretório Central Estudantil – DCE com o governo Flávio Dino.

Dessa vez quem mostra que está disposto a tudo para manipular os estudantes é o super-secretário Márcio Jerry, o qual postou uma foto com Josy Gomes que era estudante de psicologia mas não está mais matriculada pois foi cancelada a sua matrícula e ainda se auto intitula presidente do DCE da UFMA por todos os cantos...

Só que tem um grande detalhe, há quase um ano já existe uma gestão com presidente e diretores instituídos para a reativação do DCE que já estava na época com 2 anos desativado. A atual gestão cumpriu o processo legal realizado em julho, inclusive tudo juridicamente e legalmente estabelecido em cartório dentro da lei!

A juventude de Flávio Dino, que é a União da Juventude Socialista – UJS e o PCdoB querem é um plano maquiavélico. Flávio Dino já fez parte do DCE da UFMA e hoje é governador. Vir do movimento estudantil e chegar a um cargo político é um prestígio para qualquer um e isso é fato, porém, os jovens do PCdoB não conseguiram se eleger como diretores do DCE, sem a entidade que representa mais de 20 mil estudantes de todos os campi estado(mais pessoas que muita cidade do Maranhão), eles tentam aplicar esse golpe, até criaram uma entidade estadual paralela a que já existe há quase 20 anos para ludibriar os estudantes universitários e o plano consiste em fazer uma grande homenagem a Flávio Dino esse ano eleitoral no próximo dia 17 de abril dentro da UFMA!


Agora imagine o apelo emocional que isso trará para os incautos que vão se sentir sensibilizados por essa história! Isso é uma questão de honra para Flávio Dino, e para ser homenageado na Universidade onde foi diretor do DCE, ele já mobilizou outras entidades que o seu partido comunista comanda, como a União Nacional dos Estudantes que vai fazer uma caravana pelo Brasil e vai iniciar na UFMA só com essa finalidade, ainda vão usar toda a estrutura da instituição liberada pela reitora Nair Portela que tem sucateado a Universidade deixando faltar até papel higiênico nos banheiros...

Mesmo com toda essa arquitetura do mal para tentar enganar a população e principalmente a juventude, os comunistas estão cada vez mais sem espaço e com a reputação baixíssima, depois em 4 anos de desgoverno, fica difícil continuar ludibriando o povo!

JOSÉ SARNEY: "A UNIÃO DA OPOSIÇÃO DERROTARÁ FLÁVIO DINO

Resultado de imagem para jose sarney
O ex-presidente da República, José Sarney (MDB), em entrevista concedida à coluna Roda Viva, do jornalista e escritor Benedito Buzar, afirmou que o governador Flávio Dino será derrotado e não conseguirá a reeleição.
Sarney acredita que a eleição no Maranhão será definida no Segundo Turno e nesta “nova eleição”, a união da Oposição derrotará o comunista.
“Teremos Segundo Turno. Trata-se de uma questão aritmética e não de política. No segundo, o governador perde”, afirmou.
O ex-presidente também afirmou que o comunista tem governado sem Oposição, que a Oposição enfrentada por Flávio Dino é apenas o seu fraco Governo.
“Ele tem governado sem oposição. A única [oposição] que existe é ele mesmo, governando desgovernando, andando para trás. Saímos do crescimento para o atraso”, disse.
Sarney deixou claro que os oposicionistas possuem um inimigo em comum e o mesmo objetivo, reafirmando a importância da união da Oposição nas eleições deste ano.
“Todos têm um inimigo em comum: o governador e o forte ideal de lutar contra o medo, a vingança e a cultura do atraso”, desatacou.
Agora é aguardar e conferir, para realmente sabermos se tem ou não razão José Sarney.
Do blog do Jorge Aragão

segunda-feira, 2 de abril de 2018

NATALINO SALGADO: A LIBERDADE QUE A PÁSCOA (RES)SIGNIFICA


Natalino Salgado Filho, MD.PhD*

A fala do Papa visa resgatar o sentido perdido e a motivação verdadeira da libertação que a palavra Páscoa evoca (do hebraico Pessach) cuja história, na Bíblia, remonta à chegada ao Egito de Jacó com sua família, levados pelo filho José que, naquele momento, era o governador do reino dos faraós.
No início da quaresma,neste ano, em sua homilia, o Papa Francisco chamou a atenção dos cristãos do mundo todo para o ataque dos falsos profetas, aqueles que com palavras sedutoras aprisionam corações e mentes prometendo soluções fáceis e rápidas para toda a sorte de males. Páscoa é libertar-se, pregou o Santo Padre, de todo o aprisionamento emocional. A oração, o jejum e a esmola são remédios que devem ser utilizados para todos aqueles que queiram fugir dos encantos da mesquinhez e da soberba.
Cerca de 210 anos depois da chegada da família vinda de Canaã, a situação mudou radicalmente. Não só a família havia se multiplicado e transformado numa grande multidão, como a condiçãosocial e política era precária: eles foram tornados escravos. Deus envia um libertador, Moisés, que se torna o líder do povo para a saída do Egito e a travessia do deserto do Sinai.
Na noite em que, enfim, obtiveram a concordância do faraó, depois deste ter suportado dez pragas que trouxeram grande morticínio de pessoas e animais, além de ter praticamente destruído a economia do país, o povo foi instruído a celebrar o Pessach (Páscoa). Foi um ritual que marcou o início de uma jornada de liberdade e que, segundo a ordem divina, deveria ser celebrado por todas as gerações vindouras.
O ritual previa o sacrifício de um cordeiro, cuja carne seria comida com ervas amargas. Um cordeiro para cada família. Comer em silêncio. Eles deveriam estar totalmente arrumados para a partida. Um passado de sofrimento e exploração seria deixado para trás com suas dores, subjugação e negação de toda identidade, seja pessoal ou comunitária.
A ideia do cordeiro sem defeito que alimentou as pessoas, cujo sangue, passados nos portais das casas, tornou-se um sinal de distinção e separação, início da identidade de um não povo, para ser povo de Deus, atravessou milênios até se concretizar nos dizeres de João Batista que, após batizar a Jesus, proclamou: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!
A história da Páscoa se fecha não exatamente na frase de Jesus, mas no sacrifício do Filho de Deus na cruz. Aquilo que foi metáfora se tornou realidade. O que foi simbólico virou fato. O que foi um ritual se manifestou em pessoa, na pessoa de Nosso Senhor, que apregoou a quebra de todos os grilhões a nos convidar para um nova vida ao seu lado.
A Páscoa aponta, portanto, para a liberdade de ser. O tornar-se parte da família de Deus. Povo de Deus. De libertar-se de prisões mentais que encarceram homens e mulheres em compreensões equivocadas de vida, na escolha de profissões que os entristecem, na permanência em relacionamentos doentios e na insistência de escolhas que só trazem sofrimento.
É da poetisa Cecília Meireles uma frase magistral: liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda. Que o Cristo Ressurreto ilumine a todos nós a vivermos uma vida plena de liberdade abençoada, feliz e próspera.
*Professor Titular de Medicina da UFMA
Chefe do Serviço de Nefrologia do Hospital Universitário da UFMA
Coordenador da Pesquisa Clinica em Nefrologia do HUUFMA
Coordenador da Liga de Afecções Renais do HUUFMA