segunda-feira, 30 de novembro de 2015

DÓLAR FECHA EM ALTA APÓS PASSAR DE R$ 3,92 POR TURBULÊNCIAS POLÍTICAS!


Por: G1
O dólar voltou a subir perto de R$ 3,90 nesta segunda-feira (30), pressionado por preocupações com o impacto da prisão do ex-presidente do BTG Pactual, André Esteves, sobre o mercado doméstico e com possíveis desdobramentos para o quadro político brasileiro.

A moeda norte-americana subiu 1,65%, a R$ 3,8865 na venda, após subir mais de 2% e atingir R$ 3,9237 na máxima da sessão, maior nível intradia desde 29 de outubro, quando foi a R$ 3,9574. Na mínima do dia, a moeda foi a R$ 3,8247. Veja a cotação do dólar hoje. Em novembro, o dólar subiu 0,61%. No ano, há alta acumulada de 46,18%.

"O mercado levou um susto na abertura, mas corrigiu um pouco ao longo da manhã porque estava operando no emocional. A volatilidade é a regra, não dá para ter grandes certezas", disse à Reuters o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

No fim de semana, Esteves renunciou a todos os seus cargos no BTG após o Supremo Tribunal Federal (STF) mantê-lo preso por tempo indeterminado por suspeita de obstrução da operação Lava Jato, que investiga escândalo bilionário de corrupção envolvendo a Petrobras.


A preocupação é de que mais denúncias possam surgir no campo político, bem como o próprio BTG ser muito afetado, o que poderia obrigá-lo a desmontar posições no mercado e, assim, afetar a liquidez.

"A volatilidade é a regra, não dá para ter grandes certezas", disse à Reuters o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

"Esse é o novo normal: volatilidade e risco alto. Estamos vivendo um período muito conturbado e toda faísca vira fogo", afirmou o operador da corretora SLW João Paulo de Gracia Correa.

Os investidores reagiram se refugiando na segurança do dólar, entendendo que as notícias deixam o quadro político brasileiro ainda mais incerto. Novas denúncias contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também se somavam ao quadro de incertezas.

Investidores também adotavam cautela antes da votação da meta de resultado primário deste ano, marcada para terça-feira no Congresso Nacional, em meio a turbulências após a prisão do ex-líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS).

O dólar operou em alta durante toda a sessão, mas chegou a apresentar avanços bem menores na parte da manhã, batendo na mínima de R$ 3,8347 do dia. Operadores atribuíram a volatilidade matutina à briga pela formação da Ptax de novembro, taxa calculada pelo BC que serve de referência para diversos contratos cambiais.

Intervenção do BC
Operadores afirmaram que o avanço do dólar foi reduzido pela intervenção do Banco Central. O BC fez nesta tarde leilão de venda de até US$ 2,75 bilhões com compromisso de recompra, com fim de rolar as linhas que vencem em dezembro.
Além disso, o BC dará início, na terça-feira (1º), à rolagem dos swaps cambiais que vencem em janeiro, sinalizando que deve repor integralmente os contratos equivalentes a venda futura de dólares.

"O BC adotou a atitude correta. Ele quer evitar que o mercado engrene em um círculo vicioso de pessimismo como aquele que vimos há alguns meses", disse à Reuters o operador de um banco internacional, referindo-se à escalada da moeda norte-americana em agosto e setembro, que levou o BC e o Tesouro Nacional a atuarem de forma conjunta no mercado.

domingo, 29 de novembro de 2015

Secretaria Municipal de Saude em São luís.Promovendo Cidadania!

Mutirão do Glaucoma promovido pela prefeitura atende mais de 150 pessoas



Da Redação, Agência São Luís 


Mutirão do Glaucoma promovido pela prefeitura atende mais de 150 pessoas
Mais de 150 pessoas foram atendidas nesta quarta-feira (28) durante o Mutirão do Glaucoma promovido pela Prefeitura de São Luís, com o objetivo de diagnosticar a doença em pessoas com mais de 60 anos de idade. O glaucoma é a segunda maior causadora de cegueira no país, perdendo apenas para a catarata. "O Prefeito Edivaldo recomenda que as pessoas na terceira idade tenham a atenção integral da gestão; por isso, além dos serviços de rotina que já disponibilizamos nas unidades de saúde, procuramos realizar ações extraordinárias com foco na prevenção, diagnóstico e controle das doenças de maior prevalência entre os idosos", afirmou a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe.
O mutirão foi realizado na Unidade de Saúde do Itaqui Bacanga e superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que esperava atender cerca de 100 pessoas durante a ação. Em razão da grande demanda, a secretaria já planeja realizar um novo mutirão na mesma unidade de saúde no próximo mês. A ação integra o conjunto de ações que a Prefeitura está desenvolvendo para ampliar a oferta de serviços ao cidadão. A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, explica que o glaucoma é mais comumente encontrado em idosos, um público considerado prioritário para a gestão municipal. Portadores de diabetes e hipertensão estão mais propensos a apresentar glaucoma; por isso, os pacientes atendidos pelo Mutirão passaram por verificação de pressão arterial e teste de glicemia, antes dos exames de campimetria, tonometria e fundoscopia, para a avaliação oftalmológica.
Diagnóstico - Esses exames permitem diagnosticar também outras doenças, e os pacientes que tiveram confirmação de glaucoma, receberam medicação e fizeram um pré-agendamento para as próximas consultas.
O Mutirão diagnosticou também alguns casos de catarata. Neste caso, pacientes foram encaminhados para consulta em clínica especializada e posterior realização de cirurgia. A doméstica Maria Crescia de Jesus, 62, moradora do São Raimundo, foi uma das pacientes atendidas pelo Mutirão. "Achei muito bom a Prefeitura oferecer esse serviço. Não dói e a gente ainda pode prevenir uma doença que pode até causar cegueira", afirmou.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

REFLEXOS AMBIENTAIS: BRASIL TEM 663 BARRAGENS DE REJEITOS DE MINERAÇÃO, DIZ ESPECIALISTA!


Por: O Imparcial

O Brasil tem 663 barragens de contenção de rejeitos de mineração e 295 barragens de resíduos industriais. Só em 2008, houve 77 rompimentos de barragens no país, embora a maioria dos casos tenha ganhado pouca repercussão.

As informações foram divulgadas nessa quarta-feira, dia 25, pelo engenheiro português Ricardo Oliveira, um dos maiores especialistas do mundo no assunto, citando dados da Agência Nacional de Águas (ANA), referente ao número de barragens.

Professor titular da Universidade de Lisboa, Oliveira deu palestra no Clube de Engenharia do Rio de Janeiro sobre a segurança de barragens e os reflexos sociais e ambientais.

O engenheiro evitou comentar diretamente o caso do rompimento 
da barragem do Fundão, em Mariana.
O engenheiro evitou comentar diretamente o caso do rompimento da barragem do Fundão, em Mariana, de responsabilidade da Samarco, mas, segundo ele, ao se promover a elevação da barragem, necessariamente deve haver um estudo global que envolva também as fundações da construção.
Para Oliveira, em 30% dos acidentes com barragens, o problema é a ruptura das fundações. “É preciso refazer a análise de estabilidade do pacote barragem-fundação”, disse para uma plateia formada principalmente por engenheiros.

O especialista mostrou dados sobre as principais barragens que colapsaram, no Brasil, desde 1954. Dentre esses casos, totalizando 19 acidentes, seis rompimentos aconteceram em Minas Gerais, de 1985 até hoje, envolvendo justamente barragens de rejeitos de mineração, como a de Mariana. “Pode ser, eventualmente, o fato de ter havido menos cuidado na manutenção”, afirmou.

Segundo Oliveira, somente há pouco tempo a legislação federal obriga a estudos sismológicos na construção de barragens, pois antigamente havia o conceito de que o Brasil era um país livre de tremores de terra, o que hoje já não é aceito.

“O que se dizia era que o Brasil não era um país sísmico. Só que ele tem sismicidade. Não destrói uma barragem se ela tem em conta essa ação sísmica adicional. Mas se a estrutura não está dimensionada para aguentar aquela sobre força que está fazendo o sismo, ela pode se romper”, disse.

A barragem do Fundão se rompeu na tarde do último dia 5, vazando cerca de 50 milhões de metros cúbicos de lama formada por óxido de ferro e areia. O rejeito destruiu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana. Até o momento, oito vítimas foram identificadas, quatro corpos aguardam identificação e há 11 pessoas desaparecidas. A lama desceu pelo Rio Doce e chegou ao mar, no litoral do Espírito Santo, causando um grave dano ambiental.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

QUEDA: SERVIÇOS TEMPORÁRIOS NO COMÉRCIO ESTÃO EM BAIXA ESTE ANO!


Por: O Imparcial

O fim do ano é uma oportunidade para quem quer trabalhar nas vagas temporárias, mas, com a onda de crise no país, o efeito é inverso e até no mês de novembro houve demissões.

“Efeito Inverso”! Essa é a atual situação que atravessa o setor de comércio em relação às contratações no fim do ano. A demissão no comércio de São Luís tomou o lugar das tão almejadas admissões temporária, onde aumenta a movimentação no comércio e consequentemente precisa-se de mais funcionários.

Com esta crise que o país atravessa que afetou o comércio de forma letal, as lojas estão funcionando com o quadro reduzido entre 10% e 20%. Segundo o levantamento feito pelo Sindicato dos Empregados do Comércio em São Luís, o Sindcomérciários, de fevereiro até julho deste ano, houve o triplo de demissões em relação a 2014, e sem contratações até o momento para as datas festivas do fim de ano.

De acordo com Oswaldo Muller, presidente do Sindcomerciários, duas lojas já fecharam as portas: By Express (vestuário), localizada na Rua Grande, e Cauê (veículos), na Areinha, por conta da crise e de questões administrativas. “Devido à situação econômica do país atualmente, a inflação alta afetou o estado, a cidade e todos os segmentos, gerando demissões. Setores como os de vestuário, calçado, eletro-eletrônicos, carros, materiais de construção foram os mais afetados. O setor que sofreu menos perda foram os do ramo de alimentação”, disse Oswaldo.

Sobre admissões, o comércio ainda não está contratando. As lojas se encontram com o quadro de funcionários reduzidos de 10% a 20%%. O sindicato dos comerciários não descarta a possibilidade de admissões ainda este ano, mas somente a partir de dezembro, mês em que aumenta a procura dos consumidores.

Caso haja contratações, os admitidos temporariamente terão o direito de um trabalhador efetivo, incluindo carteira assinada, jornada de trabalho, direito a intervalo, transporte, alimentação e 13º salário. Dependendo dos dias trabalhados contará também com acompanhamento do sindicato dos comerciários, no sentido de orientar profissionalmente esse trabalhador.

Sobre a previsão quanto às vagas temporárias para o fim de ano, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão a (Fecomércio-Ma) afirma que já projetava um momento desfavorável para as contratações de empregados temporários no comércio este ano.

Sobre as contratações ou vagas disponíveis em relação ao ano passado, o comércio superou as expectativas de contratações temporárias o responsável por absorver cerca de 70% dos novos admitidos, principalmente as lojas localizadas em shoppings.

Previsão de vagas disponíveis, caso se houver, a previsão é que o comércio varejista restrito (aquele que não engloba a venda de automotivos e materiais de construção) encerre o ano de 2015 com retração de 2,9%, o que irá refletir diretamente nos números de contratações temporárias.

A Fecomércio já prevê que o número de trabalhadores temporários admitidos em São Luís deverá ficar entre 1 mil a 1.500 novas vagas criadas, o que representa apenas 50% das contratações feitas no ano passado.

Setores que mais contratam são os supermercados, lojas de vestuário, brinquedos e artigos de decorações, além dos setores de serviços, como restaurantes. Já a média de permanência do trabalhador temporário é de três meses, podendo ser prorrogado por mais três meses, nos casos de alta temporada. Este ano, especificamente, os empresários do comércio deverão atrasar no máximo a contratação de novos empregados, em razão da crise e da baixa insistente nas vendas.

Com isso, a previsão da Fecomércio seria que as empresas começassem a contratar a partir deste mês de novembro, para que esses novos trabalhadores fossem treinados para atender os clientes de modo satisfatório pois geralmente esse aumento deverá se concentrar basicamente em dezembro.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

TRAGÉDIA: INCÊNDIO ATINGE PRÉDIO DA SECRETARIA DE PLANEJAMENTO DE SÃO LUÍS!


Por: G1 MARANHÃO
Um incêndio de mais de uma hora de duração tomou o prédio da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento de São Luís (Seplan), no início da manhã desta segunda-feira (23). O edifício fica na Rua do Sol, no Centro Histórico de São Luís. Ninguém ficou ferido.

As chamas começaram na parte de trás do prédio, no segundo andar, e rapidamente tomaram conta do casarão, que teve o interior destruído. As portas e janelas da parte de cima viraram cinzas. O telhado foi consumido pelo fogo.

Cerca de 20 bombeiros chegaram ao local poucos minutos após o inicio das chamas. A área foi isolada e os homens então iniciaram o trabalho de contenção do fogo. A energia elétrica da região foi cortada.

Os imóveis vizinhos foram arrombados para que os bombeiros pudessem entrar e esfriar as paredes, evitando que o fogo se alastrasse pelo quarteirão. Para controlar as chamas, foram utilizados dois carros de apoio. Viaturas da policia impediram a aproximação de curiosos. Há risco de desabamento.

Agora, o edifício vai passar por uma vistoria para analisar a causa do incêndio. A suspeita é de que o fogo teria sido provocado por problemas na instalação elétrica. Os danos ao patrimônio ainda não foram calculados, mas já se sabe que vários documentos foram destruídos.