quinta-feira, 29 de outubro de 2015

NATALINO SALGADO SE DIZ PREOCUPADO COM O FUTURO DA SAÚDE DEVIDO OS CORTES DE VERBAS NA ÁREA


Por: Diego Emir

Natalino Salgado que segue como reitor da Universidade Federal do Maranhão, fez um alerta preocupante: a saúde do país pode entrar em colapso. A previsão apocalíptica é apontada por conta dos severos cortes que o Sistema Único de Saúde vem sofrendo. Só para este ano ocorreu um corte de R$11,7 bilhões. O professor faz questão de chamar atenção para esse grave momento, pois a UFMA é gestora do melhor e maior Hospital Universitário do país, o Presidente Dutra (HUPD), que conta com três unidades em São Luís.“Estamos com seis meses de atraso do REHUF (Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais). A situação é grave. Estamos prevendo uma crise sistêmica. Na Unifesp cirurgias já estão sendo canceladas”, alertou Natalino Salgado.

O reitor que se encontra em Brasília em busca de recursos para a UFMA, diz temer pela continuidade da oferta de serviços que são feitos com excelência pelas unidades do HUPD, Materno Infantil e HUzinho (Cidade Universitária Dom Delgado).O cenário é tão preocupante que as contas feitas pelo Ministério da Saúde é que o orçamento de 2016 só seja suficiente para manter em funcionamento o Sistema Único de Saúde por apenas 6 meses. Já na saída do ministro Arthur Chioro ele lamentou essa situação preocupante.A crise nos hospitais universitários é uma realidade que está se alastrando por todo o país. As casas hospitalares do Rio de Janeiro e São Paulo são as que vem sofrendo maiores impactos no momento, porém a crise vem colocando praticamente todos os HU´s na UTI da administração pública brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário