terça-feira, 30 de junho de 2015

MUDANÇA SÓ NA PALAVRA QUE NÃO SE CUMPRE!


CORRUPÇÃO, CONTINUA SENDO A MOEDA DE TROCA DA POLÍTICA ATUAL

Por: Ricardo Santos
Legisladores mercadejam pelos próprios interesses. Recentemente vimos o atual governo barrando alguns deputados que se negaram a votar alguns interesses do Executivo estadual que tramitavam na Assembleia Legislativa. O problema parece seguir em todas as direções.
Na Raposa, vereador alega “problemas pessoais” para fugir de votação
Negociatas políticas, um antigo mercado recheado de corrupção que precisa ter fim no Brasil.  Abaixo, um exemplo retirado do Blog da Cristiana França:
No geral o parlamento deixou de ser algo sério, de interesse do povo, para tornar-se de interesse particular. Um fato inusitado que aconteceu no minúsculo município de Raposa, descreve muito bem essa triste realidade.
O vereador Oliveira Duceu (PP), demonstrou desprezo com a população da Raposa, ao se retirar da sessão extraordinária que votou o projeto de Lei 11/2015 autorizando o prefeito Clodomir a firmar convênio com a Colônia de Pescadores – Z 53 e o projeto de Lei 12/2015 autorizando a Prefeitura de Raposa a liberar um crédito no valor de R$ 100 Mil para a Colônia de Pescadores, com a finalidade de custear todas as despesas da tradicional Festa do Pescador, que acontece há 39 anos, no dia 29 de Junho, Dia de São Pedro, padroeiro da cidade e dos pescadores.
É necessário fazer uma mudança na mentalidade política de nosso estado. Da mesma forma que o Executivo estadual trata os deputados, que são obrigados a mercadejarem apoios, os vereadores de todo o Maranhão continuam se vendendo aos prefeitos e esquecendo  de servir aos interesses do povo.
A pergunta segue sem resposta: cadê a mudança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário