sexta-feira, 27 de março de 2015

EQUIPANDO QUEM NOS CUIDA


O prefeito Edivaldo anunciou uma série de medidas adotadas para combater a proliferação do Aedes aegypti em São Luís e conclamou a população a entrar na luta contra a dengue e colaborar com a Prefeitura para a redução da incidência da doença na capital. O chamamento foi feito na manhã desta sexta-feira (27), durante a entrega de novos kits de uniformes e equipamentos individuais de trabalho a agentes de combate a endemias (ACEs).

O ato de entrega aconteceu no ginásio do Parque Bom Menino e contou com a presença dos profissionais que compõem as equipes de ACEs da capital. "É importante que cada um faça a sua parte. Já estamos desenvolvendo uma série de ações preventivas, utilizando toda a nosa estrutura administrativa de saúde, de limpeza pública, envolvendo também outros órgãos, como a Blitz Urbana, nessa grande cruzada para combatermos o problema na nossa cidade. Já reduzimos bastante os casos de dengue e nossa meta é diminuir ainda mais a incidência da doença no Município", disse o prefeito.

Edivaldo informou ainda que foram mobilizados mais de 500 agentes de saúde nesse trabalho, atuando diariamente na vistoria de residências, terrenos baldios, depósitos e estabelecimentos comerciais, para identificar focos endêmicos e orientar a população sobre as medidas de prevenção e o tratamento de doenças infecciosas, como a dengue, a febre chikungunya, a leishmaniose, a malária, a doença de Chagas, entre outras.

Como parte do trabalho de combate às endemias, o prefeito Edivaldo entregou novos uniformes e equipamentos de trabalho a todos os agentes que atuam diretamente no combate a essas doenças. São agentes de saúde, fiscais sanitários e vigilantes em Saúde Ambiental, todos contemplados com dois jogos completos de fardamento, uma bolsa e equipamentos individuais indispensáveis ao trabalho de campo.

Em ato simbólico, o prefeito fez a entrega dos kits a dois agentes representantes de cada Distrito de Saúde de São Luís. A secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, destaca a importância dos ACEs na estrutura da saúde de São Luís. "O agente é um profissional fundamental para o controle das endemias. Por isso, a Prefeitura de São Luís tem dispensado atenção especial a eles, visando garantir que eles tenham plenas condições de trabalho.

Além de favorecer sua identificação nas visitas domiciliares, o uniforme faz com que trabalhem mais motivados e sejam valorizados pela população", disse a secretária. Ainda sobre o processo de valorização da categoria, Helena Duailibe lembrou que, desde de janeiro deste ano, a Prefeitura de São Luís já paga o piso nacional da categoria, cujo salário passou de R$ 900 para R$ R$ 1.014, mais os acréscimos de 20% de adicional de insalubridade e outras vantagens inerentes à profissão.
VALORIZAÇÃO

Os agentes de endemias trabalham em toda a cidade e têm sido importantes para garantir a redução dos casos de dengue, através das visitas para identificação e tratamento de possíveis focos do mosquito transmissor da doença. De janeiro até a primeira quinzena de março deste ano, foram registrados 133 casos de dengue na capital maranhense. No mesmo período do ano passado, a Semus contabilizou 192 casos.

Com a entrega dos uniformes aos ACEs, a Prefeitura não apenas investe na valorização do trabalho deles, como também garante à população meios para identificar os agentes. As iniciativas de valorização da categoria também foram destacadas pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Controle de Endemias do Estado do Maranhão (Sintracema), Bernardo Medeiros.

"O prefeito Edivaldo assumiu um compromisso de melhorar as condições salariais e de trabalho da categoria, na capital, e tem cumprido o que garantiu", disse ele. O presidente do Sintracema lembrou ainda que há mais de cinco anos os agentes de combate a endemias não recebiam novos uniformes na capital, e que o feito, apesar de simples, representava muito para a categoria.

Presente à solenidade, a vice-presidente da Associação dos Fiscais Sanitários, Alessandra Alencar, também destacou o comprometimento da gestão muncipal com a categoria. "Em nome de todos os agentes que compõem a categoria quero agradecer ao prefeito Edivaldo por dignificar e valorizar esses profissionais que desempenham um papel tão importante para a sociedade", disse.

O agente de saúde Francisco da Conceição Ribeiro, um dos profissionais a receber o kit das mãos do prefeito, disse que considerava louvável a iniciativa, porque há muito tempo já trabalhava com o mesmo uniforme. "Isso nos dignifica e nos estimula a trabalhar mais motivados", disse o agente.

Também estiveram presentes à solenidade de entrega dos novos kits, os vereadores Ivaldo Rodrigues (PDT), Pavão Filho (PDT), Marquinhos (PRB), Ricardo Diniz (PHS), Basileu Barros (PSDC), Francisco Chaguinhas (PRP) e Edmilson Jansen (PTC), além dos secretários municipais Lula Fylho (Governo) e Batista Matos (Comunicação).

quarta-feira, 25 de março de 2015

VERGONHA, EDUCAÇÃO DA CAPITAL PIOR QUE A DO INTERIOR DO ESTADO!


Por Ilha Rebelde

Jardim Darcy Ribeiro(floresta)

Iremos falar sobre um, descaso para com o futuro da nossa nação, nossas crianças. Onde uma escola do município da nossa grande capital que fica localizada na Avenida dos africanos-Sacavém, o jardim Darcy Ribeiro que tem acesso pelo pátio do posto de saúde Carlos macieira detrás do ensino fundamental Darcy Ribeiro.
O Jardim encontra-se sem segurança desde o ano passado por isso está sendo roubado diariamente, ou seja, roubando o nosso próprio patrimônio, e o gestor da SEMED o Dr. Geraldo Castro não toma as devidas providências, e mediante esta situação as aulas não foram Iniciadas no ano letivo de 2015.
E o inicio das aulas que não foram iniciadas, foi só o começo, a escola não tem a mínima estrutura para dar um aprendizado de qualidade ou ao menos um regular, é até uma vergonha para a capital, pois, se formos a qualquer outra cidade do interior do estado podemos encontrar escolas com muito mais estrutura e capacidade do que a escola de ensino fundamental Darcy Ribeiro que se encontra na "capital".
Bebedouro!
Pais de alunos matriculados na escola nos procuraram para denunciar essa grande irregularidade, pois foram até a secretária de educação do município e não tiveram resposta do mesmo, e por isso mesmo ficou.
A estrutura é tão péssima que os alunos eram forçados a consumir a agua de uma cisterna(que está mais para força), porque não tinham outro meio de distribuição de agua potável. Sem falar de sua péssima estrutura, que como podemos ver nas fotos, estão totalmente sucateadas, as paredes cheias de pichações o telhado da quadra totalmente destruído as grades e telas de proteção totalmente acabadas e o jardim que está mais para floresta totalmente sem cuidado, sem ter a mínima condição de praticar esportes. 
O certo é que o prédio em vez de servir as nossas crianças, está servindo para ponto de consumo de drogas um total paradoxo do que deveria acontecer e então secretário de educação, quais serão as medidas tomadas para que essa realidade seja totalmente mudada?

E VOCÊ PREFEITO EDIVALDO HOLANDA O QUE PRETENDE FAZER MEDIANTE ESSA SITUAÇÃO?

NÃO SOMOS APENAS NOS QUE ESTAMOS SENDO ROUBADOS, MAIS SIM A PREFEITURA DO MUNICÍPIO, QUE É A RESPONSÁVEL POR PRESTAR SERVIÇOS A POPULAÇÃO!

 E AQUI DEIXAMOS A NOSSA INDIGNAÇÃO, ONDE ESTÁ O RESPEITO PARA COM O FUTURO DE NOSSA NAÇÃO?


Área desportiva e de lazer!

segunda-feira, 16 de março de 2015

Vigilância Sanitária Municipal vistoria condições da comercialização e instruem consumidores e feirantes


Prefeitura fiscaliza feiras para garantir qualidade do pescado
Da Redação
Agência São Luis
Com a proximidade da Semana Santa, a Prefeitura de São Luís, através da Vigilância Sanitária Municipal, está intensificando a fiscalização nas feiras e mercados da capital maranhense, com a operação Pescado Seguro. Desde o início do mês de março, os técnicos da Vigilância já percorreram várias feiras e mercados para avaliar a qualidade, o manuseio correto, a higienização e as condições de armazenamento de peixes e mariscos. A Vigilância Sanitária Municipal é vinculada à Secretaria Municipal de Saúde (Semus).
No último sábado (14), a operação Pescado Seguro esteve no Mercado Central de São Luís, onde encontrou uma série de irregularidades, especialmente das condições higiênico-sanitárias dos estabelecimentos, o que pode comprometer a qualidade dos alimentos.
A coordenadora da Vigilância Sanitária Municipal, Zilmar Pontes, explica que o objetivo da Operação Pescado Seguro é garantir que os produtos cheguem à mesa da população dentro das condições adequadas para o consumo. "Essas visitas são importantes porque os técnicos não apenas fazem apreensões. Por determinação do prefeito Edivaldo, a Vigilância faz também o trabalho de orientação para que o comerciante saiba o que está incorreto e providencie as adequações", afirma.
Em todos os locais já visitados pela Vigilância Sanitária foram encontradas irregularidades e apreendidos equipamentos que estavam fora de condições de uso.Até a Semana Santa, a Semus vai intensificar o trabalho da Operação Pescado Seguro, mas orienta os consumidores a tomarem precauções na hora da COMPRA, observando as condições de higiene do local onde o pescado é comercializado e a qualidade dos produtos expostos. Outra instrução importante é quanto aos vendedores, que devem sempre usar luvas e avental de proteção, além de manter os peixes e frutos do mar protegidos do sol e de insetos.

segunda-feira, 9 de março de 2015

“até para separar o joio do trigo",Ora foi trigo, agora é Joio!

Por Ed Wilson Ferreira Araújo


EX-ALIADO DE SARNEY, DEPUTADO WALDIR MARANHÃO MUDOU DE LADO, MAS ESTÁ NA LISTA DE JANOT.



Waldir Maranhão aderiu ao comunismo, mas tem formação na oligarquia Sarney.Velho militante da oligarquia Sarney, o deputado federal Waldir Maranhão (PP) pegou carona de última hora no caminhão da mudança de Flávio Dino (PCdoB) e conseguiu não só a reeleição, como a vice-presidência da Câmara dos Deputados.Mais que isso, entrou na lista de Janot e vai ser investigado no rol dos 39 políticos suspeitos de participar do esquema de corrupção envolvendo empreiteiras, a Petrobras e o pagamento de propinas.O vice-presidente da Câmara ficou “surpreso” com a inclusão do seu nome da lista. Na sexta-feira, ele foi notícia em vários blogs defendendo a ampla divulgação dos nomes, “até para separar o joio do trigo", pontuava.Ele chegou inclusive a defender a punição dos culpados de corrupção na Câmara, a exemplo do que aconteceu no escândalo do Mensalão.O noticiário pró-Maranhão foi veiculado antes do Jornal Nacional, quando veio a bomba: ele estava na lista de Janot.Maranhão é do PP, partido com o maior número de políticos na lista de Janot: 32.Antes de tomar conhecimento da inclusão do seu nome na lista, o deputado participou do lançamento do programa Mais IDH, do governo Flávio Dino, voltado para reverter os indicadores da miséria no Maranhão.Melhorar o IDH nunca foi assunto de interesse do parlamentar, ex-reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), onde iniciou sua carreira política e era homem de confiança da governadora Roseana Sarney.A migração para a mudança, depois de tanto tempo de militância na oligarquia Sarney, parece não ter anistiado Waldir Maranhão das más companhias.Ele está ao lado de Roseana Sarney e Edison Lobão na lista de Janot.Agora, é aguardar o resultado das investigações.