terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Repercussão negativa incomoda Flávio Dino e ele tenta se explicar sobre o convento das Mercês

Por Marco D'ça


Não repercutiu bem para o governador Flávio Dino (PCdoB) a decisão de desalojar do Convento das Mercês o acervo da Fundação da Memória Republicana, que conta a história da Nova República no Brasil.
E o desastrado vídeo em que os secretários Márcio Jerry e Bira do Pindaré debocham da situação, inclusive com palavrões, manchou ainda mais a imagem do novo governo.

Hoje pela manhã, o colunista do jornal O Globo, Jorge Bastos Moreno – um anti-Sarney empedernido, criticou a decisão do governo Dino, de fechar a fundação.

- Tenho maior respeito por Flávio Dino, acho ele incapaz de gestos pequenos. Mas  fechamento do memorial de um ex-presidente é drástico - afirmou Moreno, em seu perfil no twitter.

O colunista ressaltou ainda não ser a favor de Sarney, mas sim da história, o que levou o próprio Dino, viciado no Twitter, a tentar se explicar:

- Convento das Mercês, de 1654, está em situação deplorável, ameaçado de desabamento, com escoras de madeira em várias estruturas - disse Dino.
Mas o comunista não teve como esconder suas intenções, ao afirmar, no mesmo Twitt: - O que for de interesse da história será totalmente preservado. O que for abusivo não pode ser pago com dinheiro público.
O fato é que a patacoada do novo governo na Fundação da Memória Republicana repercutiu mal no país.
Imagine se o restante do país assistir ao vídeo onde Jerry e Bira ridicularizam e debocham da situação…

Nenhum comentário:

Postar um comentário